(65) 99638-6107

CUIABÁ

A sociedade contra o crime

Dinheiro e celulares são apreendidos em investigação sobre tráfico de drogas comandado por presos de dentro de cadeia em Vila Bela

Publicados

A sociedade contra o crime


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

A operação desencadeada nesta quarta-feira (07.04) pela Polícia Civil para cumprimentos de mandados judiciais em três municípios da fronteira de Mato Grosso teve como alvos detentos da unidade prisional de Vila Bela da Santíssima Trindade e também esposas de presos. Seis mandados de prisão e outros seis de buscas e apreensões foram cumpridos contra alvos suspeitos de tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Durante as buscas foram apreendidos R$ 5 mil em um dos endereços alvos da operação. O dinheiro estava com uma terceira pessoa, que alegou não ter conhecimento do valor. Diversos aparelhos celulares também foram apreendidos nas buscas, inclusive em celas da unidade prisional.

A investigação da Delegacia de Vila Bela apura a ação das esposas que agiriam tanto no envio de drogas para a cadeia, como em crimes fora do ambiente penitenciário. De acordo com o delegado do município, João Paulo Berte, mesmo estando reclusos, os presos seguiam orquestrando ações criminosas.

Os mandados foram cumpridos nos municípios de Vila Bela da Santíssima Trindade, Comodoro e Pontes e Lacerda, por equipes formadas por 30 policiais civis de Pontes e Lacerda, Jauru e de Vila Bela da Santíssima Trindade.

Leia Também:  Homem com mandado de prisão em aberto por Guiratinga é preso em Rondonópolis

A delegada de Pontes e Lacerda, Bruna Caroline de Laet, destaca que a operação é resultado de uma força tarefa entre as Delegacias de Pontes e Lacerda e Vila Bela, Núcleo de Inteligência da Regional e Sistema Penitenciário com o objetivo de combater o tráfico de drogas na região, incluindo a unidade prisional, onde os investigados comercializavam drogas entre si. “Destaca-se que as mulheres atuavam tanto no envio de drogas para a cadeia, como em crimes fora do ambiente penitenciário”, pontuou a delegada Bruna Caroline.

Durante as buscas na cadeia de Vila Bela, policiais penais do Serviço de Opeações Especiais (SOE) e do Grupo de Intervenção Rápida (GIR) realizaram revista em todas as celas e depois a transferência dos presos para outras unidades da região, conforme definição da Secretaria de Segurança Pública.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

A sociedade contra o crime

Mulher é presa em flagrante por receptação; com ela foi encontrado carro roubado em Goiás

Publicados

em


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

Uma mulher de 33 anos foi presa em flagrante pela Polícia Civil, na tarde desta segunda-feira (12) em Rondonópolis, pelo crime de receptação.  A equipe da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Rondonópolis identificou um endereço no Residencial Magnólia, onde possivelmente estaria escondido um veículo modelo sedan roubado em dezembro do ano passado, na cidade de Santa Rita do Araguaia (GO).

Na residência monitorada mora M.C.G.P., 33 anos, esposa de um presidiário recluso na Penitenciária de Rondonópolis.

Com as informações coletadas, os investigadores da DERF foram ao endereço e confirmaram que o caro de fato era o veículo roubado, um modelo GM Cruze, conforme número do chassi, porém, a placa afixada no carro era de um veículo com número de chassi divergente.  

Questionada sobre o veículo, a mulher informou aos policiais que teria guardado o carro a pedido de uma familiar. Ela disse ainda que o veículo estava circulando normalmente e alegou que não tinha conhecimento de que era produto de crime.

Leia Também:  Polícia Civil recupera caminhão furtado em Cuiabá, menos de 24 horas após o crime

No interior da casa, os policiais apreenderam um caderno com anotações de valores vultosos recebidos de membros de uma organização criminosa. Indagada sobre as anotações, ela disse incialmente desconhecer o que eram os números e depois alegou se tratar de empréstimos que havia tomado com agiotas.

Ela foi detida e encaminhada à sede da DERF, onde foi autuada em flagrante pelo delegado Santiago Rozendo Sanches.

O delegado informou que a suspeita já tem passagem criminal, com uma condenação por tráfico pela Comarca de Ponta Porã (MS). Ele encaminhou representação ao Poder Judiciário pela conversão da prisão em flagrante em prisão preventiva.

Após os procedimentos policiais, a mulher foi encaminhada para a unidade prisional feminina de Rondonópolis.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CATEGORIA

CATEGORIA

CATEGORIA

CATEGORIA

MAIS LIDAS DA SEMANA