(65) 99638-6107

CUIABÁ

A sociedade contra o crime

Autor de homicídio de interno de clínica de recuperação é condenado a 19 anos de reclusão

Publicados

A sociedade contra o crime

O autor de um homicídio investigado pela Polícia Civil em Barra do Garças foi julgado nesta sexta-feira (24.06.), em Barra do Garças, a 18 anos pelo crime cometido há cinco anos. O homicídio vitimou um interno de uma clínica de recuperação de dependentes químicos em Barra do Garças.

O segundo envolvido que passou pelo Tribunal do Júri era o dono da clínica e foi condenado pelos crimes de homicídio qualificado e ocultação de cadáver.

Após as investigações realizadas pela 1ª Delegacia de Barra do Garças, foi apurado que  duas pessoas praticaram o crime. Houve desmembramento dos processos, sendo que o primeiro envolvido foi julgado em novembro de 2019 e condenado a 19 anos de reclusão.

A investigação foi conduzida pela equipe da 1ª Delegacia com apoio de policiais da Central de Flagrantes.

Caso

O corpo de Cláudio Sérgio de Andrade Lima, 42 anos, foi encontrado às margens do rio Araguaia, em Barra do Garças, no dia 27 de fevereiro de 2017. Ele veio de Canarana para fazer um tratamento contra dependência química na clínica Terapêutica Barra do Garças, que funcionava na saída para Araguaiana, na rodovia MT-100.

Leia Também:  Polícia Civil cumpre mandado de prisão contra homem acusado de tráfico de drogas

No dia 18 de fevereiro, Cláudio abandonou a clinica e não retornou para casa. O corpo foi localizado perto de uma antiga olaria, às margens do rio, já em estado de decomposição. Inicialmente aparentava ser morte natural.

Um irmão de Cláudio informou à polícia que, até então, a vítima era um homem tranquilo e trabalhador, mas se tornou dependente químico.

A Polícia Civil do município apurou que após fugir da clínica, a vítima foi localizada pelos autores do crime, o dono do local e um interno que também trabalhava na clínica. A vítima não quis retornar à clínica e os autores cometeram o homicídio, enforcando Cláudio. Depois, os dois autores levaram o corpo para uma área de mata às margens do Rio Araguaia, se dirigiram à delegacia e registraram um boletim informado a fuga do interno e que ele não havia sido localizado. 

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

A sociedade contra o crime

Autor de homicídio em Arenápolis é preso em flagrante pelo Polícia Civil

Publicados

em

Um homem apontado como autor do homicídio ocorrido na noite de quarta-feira (27.07), no município de Arenápolis (258 km a médio norte de Cuiabá), foi preso em flagrante pela Polícia Civil, durante atendimento da ocorrência.

Os investigadores de Arenápolis foram informados sobre uma situação de tortura e de homicídio por meio de arma cortante, que vitimou a pessoa de José Augusto Rodrigues de Souza, 20 anos.

Imediatamente a equipe acompanhada do delegado Hugo Abdon de Araujo Lima, foram até o hospital onde a vítima havia dado entrada, porém não resistiu aos ferimentos e foi a óbito.

Em seguida, os policiais civis foram até o local dos fatos para obterem mais detalhes acerca do ocorrido. Durante entrevista com populares foi possivel qualificar o autor do homicídio, o qual foi localizado nas proximidades, sentado em frente de uma residência.

O suspeito foi levado até a Delegacia de Arenápolis, e no interrogatório assumiu o crime. Ele alegou que foi cercado por três indivíduos de uma facção rival, e passou a ser espancado com capacetes e uma mangueira, momento em que conseguiu sacar uma faca e golpeou a vítima.

Leia Também:  Polícia Civil cumpre mandado de prisão contra homem acusado de tráfico de drogas

Conforme o delegado Hugo Abdon de Araujo Lima, os indícios apontam que o homicídio decorreu da legítima defesa, pelo fato que os três homens na função de “disciplina” dariam um salve no suspeito.

Após a confecção dos autos, o preso será apresentado e colocado à disposição do Poder Judiciário.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA