(65) 99638-6107

CUIABÁ

A sociedade contra o crime

Após denúncia de violência doméstica, homem é preso em flagrante pela Polícia Civil com arma de fogo

Publicados

A sociedade contra o crime


Assessoria/Polícia Civil-MT 

Policiais civis de Paranatinga prenderam em flagrante nesta sextafeira (26.11) um homem de 37 anos, após denúncia de violência doméstica contra sua mulher. Na residência, os investigadores apreenderam um arma de fogo.

A diligência foi realizada pela equipe da Delegacia de Paranatinga após a vítima, de 33 anos, procurar ajuda na Polícia Civil na manhã desta sexta-feira. Segundo ela, seu convivente tem problemas recorrentes com bebida alcoólica e a ameaça diariamente. A vítima requereu medida protetiva de urgência.

A mulher autorizou a entrada dos policiais civis na residência, quando foio feita a prisão em flagrante do suspeito por posse ilegal de arma de fogo e também pelo crime de ameaça.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Polícia Civil inaugura central de registro de ocorrências em shopping da Capital
Propaganda

A sociedade contra o crime

Policiais civis apreendem madeira ilegal e veículos em área de reserva indígena, em Comodoro

Publicados

em


Assessoria/Polícia Civil-MT 

A Polícia Civil apreendeu no último fim de semana uma camionete e um trator escondidos em uma área onde foram encontrados resquícios de retirada ilegal de madeira, dentro de uma reserva indígena, no município de Comodoro.

A Delegacia de Comodoro recebeu denúncias de que em uma área da reserva indígena Vale do Guaporé, a oeste de Comodoro, havia estradas abertas para a retirada de madeira. A equipe de investigação contou com a ajuda de um drone para sobrevoo na mata em busca de indícios de remoção de madeira da reserva.

Em um determinado ponto,foi localizada, escondida entre a vegetação, uma caminhonete D10 branca e um trator sem identificação, comumente utilizado para arrastar toras derrubadas. No mesmo dia, após incursão em trilhas na região, a equipe policial localizou outras entradas e duas esplanadas contendo madeiras em lascas e descascadas da espécie Aroeira.

Esse tipo de madeira tem alto valor comercial e são vendidas para a construção de cercas e currais. Todo o material e os veículos foram removidos e depositados no pátio da Secretaria de Obras do município. A equipe permanece com as investigações para apurar os possíveis autores do crime ambiental.

Leia Também:  Polícia Civil inaugura central de registro de ocorrências em shopping da Capital

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA