A poesia de Manoel de Barros inspira o espetáculo “Manoel de Barros, Leite e Barro Pantaneiro”, que o ator e diretor Luis Carlos Ribeiro comanda, nesta quarta, no Teatro do Cerrado


manoel de barrosTEATRO

Manoel de Barros, Leite e Barro Pantaneiro

Do DIÁRIO DE CUIABÁ

O espetáculo cênico musical “Manoel: Leite e Barro Pantaneiro”, criação e direção artística de Luiz Carlos Ribeiro, será reapresentado nesta terça-feira(12), no Teatro Zulmira Canavarros, anexo à Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

O espetáculo, além de atores locais, conta com a participação especial de cantores, músicos, instrumentistas nessa grande homenagem à memória do poeta cuiabano Manoel de Barros, falecido no ano de 2014.

Segundo o criador do espetáculo, o ator e diretor Luiz Carlos Ribeiro, “a concepção de ‘Manoel: Leite e Barro Pantaneiro’, é uma alusão a sua origem familiar e também as lides de homem como fazendeiro e criador de gado. Através desse viés poético, o grupo foi amadurecendo a ideia”. Luiz Carlos diz que foram então selecionados poemas e alguns textos da autoria do poeta, para a construção dramatúrgica.

O espetáculo é dividido em seis quadros-cênicos, incluindo um prólogo. O repertório é composto por músicas que remetem aos textos completando a cena. Algumas dessas músicas são de autoria dos nossos compositores, como Pescuma, Habel Dy Anjos, Henrique, Gentil Bussik e de outros brasileiros e latinos americanos. Estes últimos como referência à influência cultural latino americana ao poeta, pois, o mesmo viveu alguns anos na Bolívia e no Peru.

Foram também incluídos o Maestro Villa Lobos, Jayme Orvalle, Luiz Viera, Geraldo Vandré, Zezé Di Camargo, Renato Teixeira, José Pierpouli, Mauricio Cardozo Ocampos, Mario Zan, Zacarias Mourão, Goiá e o poeta Manoel Bandeira.

O espetáculo conta com a intervenção cênica do ator Luiz Carlos Ribeiro. Assim a “festa cuiabana” estará armada com músicas dos nossos rasqueados antológicos, entremeados de chamamés, guarânias, polcas paraguaias. “Será um espetáculo alegre, vibrante, uma celebração à vida! Uma justa homenagem à poética e ao humor refinado de Manoel de Barros. Ambas temáticas, quer textual como musical, buscam louvar a Natureza, tema presente na obra do nosso poeta maior”, afirma.

Manoel: Leite e Barro Pantaneiro” será reapresentado atendendo a um convite do Poder Legislativo do Estado de Mato Grosso, em comemoração aos 180 – centésimo octogésimo – aniversario de instalação do Poder Legislativo Mato-grossense. A apresentação, no Teatro do Cerrado – Zulmira Canavarros – às 17:00 horas, tem produção da Empresa Rasqueia Brasil Produções Artísticas, e curadoria da  produtora Regina Kaizer.

 

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

10 + vinte =