Campanha Coronavirus

A MEMÓRIA É QUE FAZ A HISTÓRIA: No balanço da campanha eleitoral, tanto Lúdio Cabral quanto Mauro Mendes consagram legado de Wilson Santos com 2 projetos voltados para a juventude: o Cuiabá Vest e o Bolsa Universidade

Segundo avaliação do ex-prefeito Wilson Santos, Guilherme Maluf e o PSDB se espatifaram nas urnas porque não souberam defender o seu governo e as propostas que ele implementou na capital de Mato Grosso.

Acho que Wilson Santos está com razão. Se ele, Wilson, se perdeu pelo ego concentrador, pela inabilidade na manutenção dos compromissos político, por ter trocado a prefeitura por um projeto eleitoral (a disputa do Governo do Estado) não bem estruturado, o fato é que Wilson Santos sai também consagrado dessa eleição, com os dois principais candidatos à sua sucessão – tanto o petista Lúdio Cabral, quanto o pessebista Mauro Mendes – batendo palmas para projetos que Wilson Santos implementou à frente da Prefeitura e garantindo que esses projetos serão não só mantidos como também ampliados.

Sim, por mais contraditório que possa parecer tanto a campanha de Lúdio quanto a campanha de Mauro consagram a administração de Wilson Santos ao garantir que vão manter e ampliar o Cuiabá Vest e o Bolsa Universidade.

Palmas, portanto, para o Wilson Santos porque, com relação ao Cuiabá Vest e ao Bolsa Universidade – a julgar pelos juízos explicitados por Lúdio e Mauro Mendes, Wilson merece.

Não há nenhum demérito em reconhecer o mérito do adversário – e, na atual campanha, apesar do tanto que falaram do Cuiabá Vest e do Bolsa Universidade, nem Mauro Mendes e nem Lúdio Cabral tiveram a grandeza de reconhecer que Wilson Santos acertou em cheio quando lançou, pioneiramente, estes projetos.

Logo, o Galinho, eu também reconheço, não foi tão péssimo administrador. E não podemos nos esquecer da Avenida das Torres que ele, maximizando uma emenda parlamentar que lhe foi fornecida pela senadora Serys Slhessarenko, transformou em importante via de integração entre a cidade de Cuiabá e suas periferias mais longínquas e menos assistidas pelo poder público.

3 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 189.59.50.177 - Responder

    O problema dos homens meu caro Enock Cavalcanti é a gana pelo poder. Os partidos hoje, todos eles, sem exceção não fazem nem querem formação política de seus partícipes; só poder; e tudo fazem pela manutenção dele. Ah! A alma humana….Não seria exceção esses dois em Cuiabá: marionetes do mesmo teatro em que o povo se diverte: Pão e Circo! Pão e Circo! Gritam todos!

  2. - IP 177.67.197.250 - Responder

    O engraçado é que o Minsitério Público já havia notificado o Galindo sobre esse assunto. Ou seja, na notificação o MP alertou que o ensino superior NÃO é da competencia dos municipios. E aí? Tanto um quanto outro candidato, pelo que se vê, tá por fora do assunto no que diz respeito à educação. Triste constatação, não?

  3. - IP 187.5.109.210 - Responder

    Eu tô com o Lúdio, que tá que tá com o Eder, que tá que tá com o Riva, que tá que tá com o Blairo, que tá que tá com o Mauro, que tá que tá com o Lula, ops… será que eu tô na musica certa?

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

treze − sete =