A FILA ANDA – Vagas que Mariano Travassos, Ferreira Leite e Tadeu Cury não souberam honrar serão preenchidas dia 5. Maria Aparecida Ribeiro, José Zuquim e Rondon Bassil despontam como favoritos para compor Tribunal de Justiça

Juizes Maria Aparecida Ribeiro, José Zuquim e Rondon Bassil, que devem ser promovidos a desembargadores pelo Pleno do TJ no próximo dia 5

Maria, Rondon e Zuquim serão eleitos no dia 5
Antonielle Costa

Os juízes Rondon Bassil, Maria Aparecida Ribeiro e José Zuquim serão eleitos desembargadores em sessão extraordinária no próximo dia 5, no Tribunal de Justiça de Mato Grosso. A informação foi confidenciada ao Mato Grosso Noticias, por uma fonte ligada ao Poder Judiciário.

As vagas estão abertas em decorrência da aposentadoria dos desembargadores Mariano Travassos, José Ferreira Leite e José Tadeu Cury. No mês de junho, o Supremo Tribunal Federal (STF) suspendeu a eficácia da liminar do ministro Celso de Mello, que mantinha os magistrados nos quadros do TJ.

Rondon Bassil e José Zuquim serão escolhidos pelo critério de antiguidade. Já na disputa por merecimento deve ser eleita a juíza Maria Aparecida Ribeiro. Ela ficou na segunda colocação na disputa realizada no mês de julho.

Com a eleição, o quadro do Pleno do TJ fica completo, uma vez que dois desembargadores estão afastados por decisão do Superior Tribunal de Justiça, José Luiz de Carvalho e Evandro Stábile.

Tiveram as inscrições deferidas para a disputa

Rondon Bassil Filho, José Zuquim, Adilson Polegato, Sebastião Barbosa, Elinaldo Veloso, Nilza Maria de Carvalho, Helena Maria Bezerra, Flávia Catarina de Amorim Reis, Serly Marcondes, Cleuci Terezinha Chagas, Maria Aparecida Ribeiro, Maria Aparecida Fago e Jorge Luiz Tadeu Rodrigues.

Mulheres no Poder

A juíza substituta de 2° grau, Marilsen Addario, foi eleita desembargadora no mês de julho. Ela disputou uma vaga por merecimento aberta com a aposentadoria de Teomar de Oliveira, que completou 70 anos – idade limite para permanência no serviço público.

Marilsen foi a quarta mulher a compor o Pleno do Tribunal de Justiça. Atualmente ocupam cadeiras no tribunal as desembargadoras Maria Helena Póvoas, Clarice Claudino da Silva e Maria Erotides Baranjak.

Sendo eleita, Maria Aparecida será a 5º mulher a integrar a Corte.

FONTE MATO GROSSO NOTICIAS

2 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 177.17.205.247 - Responder

    Não basta ser uma mulher para a nomeação ser comemorada. É preciso que seja uma magistrada séria, que julgue a partir de provas e sempre preservando o devido processo legal.

  2. - IP 200.189.190.137 - Responder

    opa a maioria ganhou , nao importa se fez algo certo ou errado o importante no jugamento é a turma nova ganhar ,quando vota ,a maioria sempre ganha . viva a maioria ……………………………………………………………………………………………………………………….DO mal.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

dezesseis + 18 =