Dois pesos, duas medidas, dois apartamentos – o de Geddel e o do presidente Lula

Geddel, Tamer e o apê em área privilegiada de Salvador

Geddel, Temer e o apê em área privilegiada de Salvador

por : , no Diário do Centro do Mundo

Como ia ficar a sala do apê de Geddel

Como ia ficar a sala do apê de Geddel

 

Que o Brasil não é para principiantes você já sabia. Mas não precisávamos exagerar.

Geddel Vieira de Lima foi premiado por seu chefe com um salvo conduto escandaloso.

Veja bem: ele admitiu ter comprado (a conferir se comprou, mesmo, ou se foi presente) um apartamento no 23º andar do edifício La Vue Ladeira da Barra, numa área tombada de Salvador.

Confessou que falou com o colega Marcelo Calero sobre a liberação do empreendimento no Iphan. Segundo o instituto, o máximo permitido eram treze andares. O cafofo de Geddel seria, portanto, eliminado.

De acordo com corretores, o valor do imóvel varia entre R$ 2,6 milhões e R$ 4,5 milhões. A conclusão da obra está prevista para 2019.

“Em nenhum momento foi feita pressão para que ele tomasse posição. Foram feitas ponderações”, falou Geddel.

É inacreditável.

Na segunda, dia 21, a Comissão de Ética da Presidência da República abriu procedimento para verificar conflito de interesse, como se houvesse alguma dúvida. Pode resultar numa recomendação de demissão.

Humberto Costa, líder do PT no Senado, vai solicitar que o Ministério Público entre no caso.

O silêncio do MP, como era de se suspeitar, é ensurdecedor.

Ao longo de mais de dois anos, Lula vem sendo massacrado por um apartamento numa praia do Guarujá repleta de línguas pretas de esgoto.

Para todos os efeitos, o famoso “triplex” já é dele, embora não haja nenhuma prova, apenas convicção.

Onde estão os cruzados de Deltan Dallagnol quando se trata de um crime confesso como o de Geddel? Onde está aquela indignação como a expressa na campanha eleitoral histérica das tais 10 medidas contra a corrupção?

Onde estão os savonarolas da Lava Jato? Ou a dupla Geddel e Temer não rende como Lula?

Fica aqui a sugestão de um powerpoint maneiro para o pessoal de Curitiba.

 

 

Sobre o Autor

Kiko Nogueira é Diretor-adjunto do Diário do Centro do Mundo. Jornalista e músico. Foi fundador e diretor de redação da Revista Alfa; editor da Veja São Paulo; diretor de redação da Viagem e Turismo e do Guia Quatro Rodas.

1 Comentário

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 191.174.99.53 - Responder

    Onde estão? Ora, procurando incriminar Lula. Não sobra tempo. Esses jornalistas são injustos: a carga horária de trabalho dos promotores é absurda. Pensa que é fácil incriminar alguém com Lula. Não, é trabalho árduo, diuturnamente, sem descanso. Não conseguem arrumar tempo também para caçar o Geddel, o Aécio, e tantos outros. Por isso agem seletivamente. Não é ideologia ou partidarismo: é só por causa do acúmulo de serviço que dá para incriminar o Lula.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

2 × um =