TCE - OUTUBRO

Jornalista prevê Brito apoiando Mauro por culpa de Éder

Colo de Mendes é o destino de Brito
por MARCOS ANTONIO MOREIRA

http://www.supersitegood.com/curto/texto.php?mat=2012-09-09
Integrado em Mato Grosso por políticos tradicionalmente “alinhados” com o governo — qualquer governo — em seu primeiro banho de urna o reinventado PSD, pelo menos na Capital do Estado, será forçado a quebrar a longa tradição chapa-branca de seus fundadores, na hipotética eventualidade de um segundo turno na eleição municipal em Cuiabá.

Por índole, se houver o segundo turno, o “natural” seria uma composição do PSD de Carlos Brito com a candidatura Lúdio Cabral, apoiada pelos governos federal e estadual, PT e PMDB, respectivamente, porém — sempre tem um “porém” — terá que se alinhar com o PSB do empresário Mauro Mandes, por conta do cavernoso neo-lua-preta do “congromelado” PT-PMBD, Éder “Land Rover” Moraes Dias — aquele mesmo que não é lá muito católico, mas não dispensa um terço.

Entenda o caso:

Assim que estourou o último, por outra, o mais recente escândalo-açu, o Caso Rowles Guimarães — o aspone-lobista que denunciou o pagamento de uma propina de R$ 80 milhões para houvesse o “alinhamento automático” da bilionária concorrência do VLT com os interesses do consórcio liderado pela construtora Santa Bárbara…

…O arquiteto financeiro dos milionários escândalos dos maquinários e dos precatórios, apenas para citar os mais cabeludos, tratou logo de tirar o seuzinho e o do esse-lentíssimo da reta, empurrando Guimarães — nomeado pelo governador para prestar assessoria à ex-Ageporca/Semcopa, com direito a despachar na sala da presidência e ciceronear a comitiva de Mato Grosso na viagem a Portugal — para o colo do vice-governador, Chico Daltro, e do presidente da AL, José Riva, que são as principais lideranças do PSD na Capital e no Estado.

Com o tresloucado e patético gesto, as caravelas que poderiam religar o PSD ao PT-PMDB foram irremediavelmente queimadas.

Resultado:

Como tucanalha não se mistura com petralha nem com reza braba, além de Guilherme Maluf, PSDB, que não tem para onde correr, também Carlos Brito — aquele candidato que o pooovo já “chamam” de “total-flex”, porque nesta campanha só não assumiu, ainda, a paternidade do rio Cuiabá; apenas a “adoção”, por enquanto — está num beco sem saída: ou apoia Mendes ou apoia Mendes. Isto se a fatura não for liquidada logo no primeiro turno, claro.

Quê siuaçáaaum!

fonte CLICK MT

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

4 − 1 =