gonçalves cordeiro

Video mostra Zé Pedro Taques anunciando “baguncinha” para eleitores. Crime eleitoral?

Zé Pedro e juiza Selma em campanha

Zé Pedro Taques, juíza Selma e a noite do baguncinha
POR ENOCK CAVALCANTI

Meus amigos, meus inimigos: Distribuir comida com discurso eleitoral é crime.

Pois é o que sugere o vídeo que chegou à redação desta PAGINA DO E. Em uma noitada de campanha política, ao lado da juiza Selma Arruda, do PSL, o candidato tucano à reeleição como governador Zé Pedro Taques anuncia que, depois das fala, “hoje é dia do baguncinha, vamos sair daqui e vamos comer um baguncinha, depois”.

Através da curta gravação não ficamos sabendo onde aconteceu, quando aconteceu e quem organizou a noitada. Mas para identificar e esclarecer essas coisas é nós, consumidores eleitores e cidadãos, financiamos, através de nossos impostos, uma enorme estrutura policial.

Cadê o Ministério Público Eleitoral? Será que o desembargador Márcio Vidal está dormindo?

A partir deste vídeo, é imprescindível que investigação sobre este comício do PSDB-MT seja, no mínimo, instalada.

Chamar jovens para ouvirem discurso eleitoral com a possível promessa de um lanche no final é uma atitude que, uma vez confirmada, pode levar a severa punição contra o governador Zé Pedro. Mas antes o fato sugerido pelo video tem que se cabalmente confirmado.

Distribuição de comida associada a alguém que disputa votos em uma eleição é compra de votos pura e simples. Não tem o que discutir.  A estratégia, se posta em prática, tem de entrar no radar do Ministério Público e da Justiça Eleitoral. Do ponto de vista político, trata-se de apelar para o que há de mais nefasto e antigo no coronelismo político brasileiro

Veja o vídeo:

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

2 × quatro =

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.