Uma cuiabana no Senado

Em discurso no Plenário do Senado Federal, a senadora Serys Slhessarenko (PT-MT) prestou homenagem ao aniversário de Cuiabá. A capital de Mato Grosso está completando 289 anos de fundação. Serys comentou que a cidade, fundada em 1719 pelo bandeirante Pascal Moreira Cabral, nasceu do garimpo. Lembrou que a região já havia sido descoberta por outro bandeirante, Antonio Pires de Campos, em 1718.

A senadora prestou homenagem aos "filhos e filhas da cidade, moradores de Cuiabá e a quem investe no progresso e no desenvolvimento daquela capital" e afirmou que a cidade, que hoje conta com 527 mil habitantes, enfrenta desafios.

Serys comentou que a cidade já tem problemas de trânsito e sofre com a falta de planejamento urbano. Muitos bairros, cerca de 40% segundo informou, não têm regularização fundiária, o que acarreta diversos problemas de infra-estrutura. A senadora garantiu que o governo de Luiz Inácio Lula da Silva, graças ao Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), pretende melhorar essa situação.

– Podem ter certeza de que o governo Lula tem buscado proporcionar às pessoas uma melhor qualidade de vida. Podem contar com um governo identificado com os mais pobres, com os que moram nas comunidades mais carentes – afirmou a senadora.

Serys Slhessarenko afirmou que o PAC prevê investimento de quase R$ 500 milhões em todo o estado de Mato Grosso. De acordo com a senadora, as áreas mais carentes de Cuiabá e de Várzea Grande contarão com recursos do governo de R$ 238,6 milhões, que devem ser aplicados na ampliação da rede de esgotamento sanitário. A medida deverá, entre outras conseqüências, reduzir a poluição do Pantanal.

Independentemente do PAC, Serys informou que se dedica a levar recursos para a capital de Mato Grosso, especialmente para os bairros carentes.

– Tenho os olhos voltados para as necessidades do meu estado e, em especial, para as carências de minha cidade. Não tenho medido esforços para conseguir recursos federais, sejam por meio de emenda parlamentar ou extra-orçamentários, para levar a infra-estrutura que Cuiabá precisa e merece – garantiu.

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

12 + 3 =