Uma campanha para varrer a corrupção da vida pública

Por constatar que juntos as instituições trabalham com maior eficácia, o Ministério Público do Estado e Tribunal de Contas reuniram-se esta semana para traçar detalhes do lançamento da campanha ‘O que você tem a ver com a corrupção?’ no dia 20 de junho.

Trata-se de uma iniciativa da Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp) e Conselho Nacional dos Procuradores-Gerais (CNPG). Mostra que a desonestidade pode começar nos pequenos deslizes, como mentir, e vai crescendo como uma bola de neve até virar o monstro da corrupção que corrói municípios, estados e até o país.

O presidente do TCE, conselheiro Antônio Joaquim lembrou que, a exemplo de trabalhos realizados com o Tribunal Regional Eleitoral com objetivo de garantir lisura de pleitos eleitorais, dentre outros, agora irá repetir a experiência junto ao Ministério Público.

O procurador geral de Justiça, Paulo Roberto Jorge do Prado, destacou a importância de unificar ações de combate à corrupção e improbidade administrativa, especialmente em ano eleitoral.

Os dois órgãos fecharam parceria na qual o TCE contribuirá financeiramente com a campanha publicitária que mostrará ao cidadão como varrer a corrupção da vida pública.

O coordenador da campanha em Mato Grosso, promotor de Justiça, Célio Joubert Fúrio, da 22ª Promotoria de Defesa do Patrimônio Público explicou que a conscientização será feita por meio de peças publicitárias de fácil entendimento, tais como cartilhas, banner, folders, entre outros. Ele planeja uma edição ‘bem informal’, envolvendo inclusive os jovens por meio de concurso de redação, ou seja, muita interação com a sociedade.

A reunião na PGJ contou também com presença da secretária especial de articulação do TCE, Cassyra Lúcia Corrêa Barros Vuolo, os procuradores de Justiça, Mauro Delfino César (TCE) e Naume Denise Nunes Rocha Müller e o promotor de Justiça Roberto Aparecido Turin , da 23ª da Defesa do Patrimônio Público.
 

Categorias:Cidadania

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

dez − dois =