UM CASO PSIQUIÁTRICO: Juiz Marcelo Antonio Cesca publica fotos na praia e diz estar ‘deprimido’ por ganhar sem trabalhar. Afastado do Tribunal Regional Federal da 1ª Região há mais de 2 anos, juiz usou a ironia e as mídias sociais para ‘protestar’ contra a demora no julgamento de seu caso. Cesca foi afastado do cargo em novembro de 2011 durante um período em que sofria de depressão – e há 2 anos continua mamando, todo mês, R$ 22 mil

Juiz publica fotos na praia e diz estar ‘deprimido’ por ganhar sem trabalhar

Afastado do Tribunal Regional Federal da 1ª Região há mais de 2 anos, Marcelo Antonio Cesca usou a ironia e as mídias sociais para ‘protestar’ contra a demora no julgamento de seu caso

Valmar Hupsel Filho e Mariângela Gallucci – O Estado de S. Paulo

São Paulo e Brasília – ‘Deprimido’ por receber regularmente salário de R$ 22 mil há mais de 2 anos, sem trabalhar, o juiz federal Marcelo Antonio Cesca, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, usou a ironia e as mídias sociais para ‘protestar’ contra a situação. Nesta semana, Cesca publicou no Facebook fotos em que está na praia com a namorada. “Estou deprimido”, escreveu ele na legenda de uma imagem em que aparece de boné e óculos escuros.

marcelo não é facil

 

Em outra foto, sentado numa cadeira de praia com um drink na mão esquerda, desabafa: “Não é fácil viver no Brasil”.

Na legenda de outra foto, tirada no mesmo dia, o magistrado ironiza. “Eu agradeço ao Conselho Nacional de Justiça por estar há 2 anos e 3 meses recebendo salário integral sem trabalhar, por ter 106 dias de férias mais 60 dias pra tirar a partir de 23/03/14, e por comemorar e bebemorar tudo isso numa quinta-feira à tarde do lado de minha namorada de 19 anos!” escreveu o magistrado.

Ele ainda acrescenta, referindo-se à Lei Orgânica da Magistratura Nacional, que rege a atividade de juízes: ” Vida longa ao CNJ e à LOMAN!”

marcelo deprimido
Afastado. Cesca foi afastado do cargo em novembro de 2011 durante um período em que sofria de depressão, após, supostamente, ter sofrido um problema psiquiátrico. Em entrevistas, nesta segunda, ele afirmou já ter pedido que seu processo fosse julgado. “Não é falta de vontade de trabalhar. O problema é que o CNJ não julga meu caso”, explicou, dizendo que a mensagem no Facebook era uma espécie de protesto.

O corregedor nacional de Justiça, Francisco Falcão, pediu, nesta segunda-feira, ao presidente do Tribunal Regional Federal (TRF) da 1.ª Região que preste informações com urgência sobre as conclusões de um procedimento aberto contra o magistrado.

marcelo agradece

‘Higidez laboral’. Em nota divulgada no início da noite de segunda, o CNJ disse não haver procedimento pendente de análise no qual o juiz conste como parte: “O afastamento do magistrado não decorreu de atuação deste Conselho, mas sim de decisão do Tribunal Regional Federal da 1.ª Região (TRF1), em processo que avalia a sua higidez laboral”.

Na nota, Falcão informa ter oficiado ao TRF-1, “para que se manifeste com urgência, no prazo de 24 horas, sobre as conclusões Procedimento Administrativo 8.132/2011, que trata do assunto, e indique a data de sua inclusão na pauta de julgamentos”.

 

FONTE O ESTADO DE S PAULO

6 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 177.193.165.157 - Responder

    no mesmo espírito gozador adotado pelo cara, a gente jamais poderá dizer que este é um dos tais “bandidos de toga”, de que tanto falava a ministra eliana calmon, hoje já aposentada do stj. no maximo se poderá especular que se trata de um “bandido de sunga”. e ria, se puder…

  2. - IP 177.4.189.143 - Responder

    Tem Juiz Federal e Estadual que logo logo estarão de sunga tbém e bem aposentados!!!!!!

  3. - IP 201.67.59.180 - Responder

    Se um trabalhador ( um trabalhador não um sindicalista , bem entendido!) chamar esse juiz de qualquer nome feio é preso , algemado e espancado em via pública .
    Bah! Este país é mesmo uma nação sem rumo.

  4. - IP 201.3.32.208 - Responder

    E acho que agora é hora de aposentar esse cara…eu que não queria que meu processo fosse parar na mao de um sem noção desse…ai que medo!

  5. - IP 201.15.103.178 - Responder

    MAGISTRADO CORAJOSO EM EXPRESSAR UM POUCO DA VERDADE DAS MAZELAS QUE ACONTECEM NO JUDICIÁRIO NACIONAL, PELO QUE DEVO PARABENIZÁ-LO. NO SERVIÇO PÚBLICO BRASILEIRO PAGAR UM AGENTE PÚBLICO OU QUALQUER TIPO DE SERVIDOR SEM A DEVIDA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS OU PRODUTOS, CARACTERIZA SIM IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA. INDAGO AO CNJ, QUAL É O TEMPO RAZOÁVEL PARA INSTRUIR E JULGAR UM PAD?, JÁ QUE O DOUTO JUIZ FEDERAL, COMO CONSTA DA MATÉRIA, ESTÁ SEM TRABALHAR HÁ JUSTOS 27 MESES, RECEBENDO VENCIMENTOS INTEGRAIS, ALÉM DO DIREITO A 106 DIAS DE FÉRIAS E MAIS 60 DIAS PARA GOZAR ONDE QUIZER. ESSA BENESSE FALE PARA HOMENS, POIS E FOR MULHER TEM OUTRAS MAIS. CERTAMENTE, APÓS O ASSUNTO VIR A TONA E DADA SUA PUBLICIDADE A NÍVEL NACIONAL E MUNDIAL, O GLORIOSO CNJ CONCLUIRÁ O PAD. DA CONCLUSÃO ESPERA-SE OS SEGUINTES RESULTADOS: 1- DETERMINAR AO CULTO JUIZ FEDERAL QUE RETORNE AO TRABALHO PARA O QUAL PRESTOU CONCURSO E FOI APROVADO; 2- DETERMINAR A APOSENTADORIA COMPULSÓRIA. ESSA MAIS DRAMÁTICA POIS O VENCIMENTO DIMINUIRÁ UM POUQUINHO, PORÉM, AS DUAS ALTERNATIVAS SÃO BOAS PARA O MAGISTRADO QUE COM GALHARDIA CUMPRIMENTA A LOMAM E O CNJ. DIZ BÓRIS CASÓI JORNALISTA DA BAND “ISSO É UMA VERGONHA”, E QUE VERGONHA HEIM!.

  6. - IP 200.96.244.2 - Responder

    O Maurilio falou e disse. O cara tá zuando e só falando a verdade.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

16 − 2 =