Ucamb suspeita que ‘invasão’ de Galindo nos bairros seja pré-campanha à reeleição

Abastecimento de água irregular, esgoto inexistente ou com problemas, coleta de lixo ineficiente, ruas esburacadas, descaso com a saúde e assistência social entregue às moscas é o quadro de quase 80% dos bairros de Cuiabá. E, para piorar, a Prefeitura de Cuiabá está entrando com o novo maquinário, nos bairros, sem antes checar as prioridades dos moradores.

A denúncia partiu da diretoria da União Cuiabana de Associações de Moradores de Bairros (Ucamb), após receber reclamações diárias de dezenas de líderes comunitários por conta da ‘invasão’ de máquinas e equipamentos da prefeitura, sem critério, em geral, para atender a pedidos políticos de vereadores.

“O movimento comunitário sempre foi parceiro da prefeitura, inclusive nos piores momentos. Porém, agora, para atender interesses de alguns vereadores, está entrando nos bairros com fins eleitoreiros”, argumenta o presidente da Ucamb, Edio Martins de Souza.

Vários dirigentes de associações levaram à Ucamb a suspeita de que a ‘invasão’ trata-se, na verdade, de manobra pré-eleitoral, pavimentando terreno para uma eventual candidatura à reeleição do prefeito Chico Galindo (PTB).

A presidenta da Associação dos Moradores do Residencial Vitória B, Edna José da Silva, denunciou que, nesta semana, o maquinário da municipalidade fez apenas três ruas e saiu do bairro. “E, o que é pior, fizeram de forma aleatória, não chegando a atender as ruas que necessitam de investimentos, com maior urgência”, reclama Edna José.

Há poucos dias, operação semelhante se repetiu em vários bairros. O presidente da Associação dos Moradores do Altos da Glória, José Francisco Rodrigues, chegou  a entrar com ofício na Secretaria Municipal de Infraestrutura e até no gabinete do prefeito para que fossem rediscutidas as prioridades. Em vão.

“Mais de 80% das ruas de bairros distantes da área central não é asfaltada e a ‘maquiagem’ feita na área central serve, sim, para marketing, mas para as demais regiões não passa de blá, blá, blá”, critica Edio Martins, num trocadilho com a publicidade institucional da administração Francisco Galindo.

Nesta quinta-feira (26/04), a Ucamb vai protocolar ofícios na Secretaria Municipal de Infraestrutura e no gabinete do prefeito Chico Galindo para que a municipalidade, antes de entrar no bairro, consulte ao menos o presidente para ter uma idéia de quais as  necessidades emergenciais. “Fora isso, entrar no bairro às vésperas das convenções partidárias, é politicagem”, Edio Martins

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

10 + oito =