TUBERCULOSE AMEAÇA O FÓRUM: Tribunal de Justiça reage a matéria sobre caso da juíza Maria Aparecida Fago, que teria contraído tuberculose trabalhando no Fórum de Cuiabá, e juiz da Vara de Execuções Penais, Geraldo Fidélis, nega que exista surto da doença. Tribunal de Justiça, todavia, adianta que “está desenvolvendo projeto que, dentre outras melhorias, prevê maior aeração dos ambientes do Fórum de Cuiabá”. Juiz auxiliar da Presidência, Aristeu Vilella, deve se reunir com secretário estadual de Saúde, Marco Bertúlio

Geraldo Fidélis, juiz da Vara de Execuções Penais

Geraldo Fidélis, juiz da Vara de Execuções Penais da Comarca de Cuiabá

 

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso, em face de matéria publicada por esta PAGINA DO E, distribuiu, nesta segunda-feira(17), o seguinte comunicado:

Nota de Esclarecimento

O Poder Judiciário de Mato Grosso já havia determinado que os presos que estão em tratamento contra Tuberculose e tivessem que ser ouvidos nos Fóruns de Cuiabá e Várzea Grande fossem conduzidos com a utilização de máscaras. A determinação por este procedimento foi do juiz da Vara de Execuções Penais, Geraldo Fidelis, e repassada à Secretaria de Justiça do Estado ainda em 2014.

Paralelo a este cuidado, o magistrado realizou reunião com a Secretaria Municipal de Saúde e ficou acordado que será condição ao semiaberto que a pessoa em tratamento continue demonstrando à Justiça os procedimentos para a total recuperação contra a doença, evitando assim sua disseminação na sociedade. Preparativos para nova correição estão em fase final de elaboração, na oportunidade, todas as medidas serão reforçadas junto aos órgãos competentes.

O magistrado também informou que o Sistema Prisional de Cuiabá e Várzea Grande acolhe atualmente cerca de 3.500 presos e, segundo informações das autoridades, menos de 1% foi acometido pela doença. Os 37 recuperandos já estão em tratamento contra Tuberculose (não há surto).

Como medida preventiva o Tribunal de Justiça está desenvolvendo projeto que, dentre outras melhorias, prevê maior aeração dos ambientes do Fórum de Cuiabá.

Esta tarde, o juiz auxiliar da Presidência Aristeu Dias Batista Vilella se reunirá com o secretário estadual de saúde. Um dos assuntos da pauta são as condições de saúde nas Unidades Penitenciárias.

Ainda esta semana magistrados e servidores do Fórum de Cuiabá participarão de uma palestra sobre a Tuberculose, promovida pela Diretoria do Foro.

Atenciosamente,

Jornalista Ranniery Queiroz
Coordenador de Comunicação Social da Presidência do TJMT

 

 

 

Como Prevenir a Tuberculose by Enock Cavalcanti

2 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 177.7.117.216 - Responder

    Resolução Administrativa do TJ proíbe tuberculose no Fórum. Cruz credo.

  2. - IP 187.183.131.7 - Responder

    EU MESMO FIZ DENUNCIA AO MP COM ASSINATURA DE 18 MEDICOS QUE ESTAVA OCORRENDO EPIDEMIA EM CUIABA.. ORIGEM PRESIDIOS E DELGACIAS QUE TEM PRESOS. PORBRE JUIZA QUE TRABALHANDO DEVE TER SIDO ATINGINDA PELA TUBERCULOSE. E VEM ESTAS NEGATIVAS CRIMINOSAS DE QUE NÃO EXISTE TUBERCULOSE EM PRESIDIO OU NO FORUM AONDE OS PRESOS VÃO PARA SEREM OUVIDOS. POBRES DOS EUROPEUS QUE VIERAM PARA CUIABA VER A COPA. LEVARAM DE LEMBRANÇA A TUBERCULOSE A COLO. POR IRRESPONSABILIDADE DESTES E OUTROS SENHORES DA SAUDE SOBRETUDO DO PREFEITO MAURO MENDES. O PROBLEMA DE TUDO QUE ESTÁ OCORRENDO É DE QUEM É QUE VAI FICAR COM A CHAVE QUANDO ESTES CRIMINOSOS ADMINISTRATIVOS FOREM PARA A CADEIA. POBRE POPULAÇAO CUIABANA E DA BAIXADA CUIABANA.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

9 + 3 =