gonçalves cordeiro

Supermercado Comper é condenado a pagar R$ 5 mil por vender torta estragada que provocou infecção alimentar em crianças. LEIA DECISÃO

É dever do supermercado conservar adequadamente os alimentos perecíveis, respondendo objetivamente perante o consumidor, a teor das disposições do Código de Defesa do Consumidor. Com este entendimento, a Segunda Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de Mato Grosso condenou a SDB  Comercio de Alimentos Ltda ( Supermercado Comper), de Cuiabá, a indenizar uma cliente, que desenvolveu infecção alimentar após consumir um produto estragado.
A pequena consumidora (rrepresentada no processo por sua mãe) foi até ao Comper e adquiriu uma torta mouse de chocolate para a comemoração do seu aniversário. Após o consumo da torta, ela e os demais convidados apresentaram infecção alimentar.
Ao julgar o recurso de Apelação interposto pela consumidora, a Segunda Câmara registrou que trata-se de uma relação de consumo, em que a responsabilidade civil do estabelecimento comercial é de ordem objetiva, isto é, independentemente de culpa, pelo negócio assumido de prestação eficaz dos serviços.
O supermercado foi condenado a pagar R$ 5 mil, a título de danos morais e R$ 41,97, pelos danos materiais sofridos pela consumidora. Conforme dados do processo atuou como relator neste julgamento o desembargador Dirceu dos Santos.
FONTE TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE MATO GROSSO

Comper Supermercados condenado a pagar 5 mil por vender torta estragada by Enock Cavalcanti on Scribd

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

nove + catorze =

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.