Sucessor de André Prieto sai na 4ª. São 4 candidatos

André Prieto, que protagonizou uma série de escândalos durante sua passagem pelo comando da Defensoria Pública de Mato Grosso

É tempo de deputação da Defensoria Pública de Mato Grosso. Depois do desastre que foi a gestão de André Prieto, quatro candidatos disputam a vaga. Djalma Sabo Mendes, que já esteve lá, é o nome mais cotado. Confira o noticiário. (EC)

DEFENSOR PÚBLICO-GERAL
Eleição será nesta semana; Djalma é mais cotado
Antonielle Costa

O novo defensor público-geral de Mato Grosso será escolhido na próxima quinta-feira (1º) e quatro membros da instituição disputam o cargo, são eles: Djalma Sabo Mendes, candidatos André Renato Robelo Rossignolo, Clodoaldo Aparecido Gonçalves de Queiroz e José Carlos Evangelista Miranda Santos.

Nos bastidores, a informação é de que figurando na lista tríplice o defensor Djalma Mendes deve ser o escolhido do governador Silval Barbosa (PDMB), devido a proximidade entre eles e ao trabalho que o defensor fez quando estava ocupando cargo no staff estadual.

O último trabalho de Djalma no governo foi de secretário adjunto das Ações de Desapropriações da secretaria Extraordinária da Copa do Mundo de 2014 (Secopa).

A escolha será realizada das 12h às 17h, na sede da Defensoria Pública, localizada no Centro Político Administrativo, em Cuiabá. Os eleitores poderão votar em até três candidatos ao cargo de defensor-geral e seis candidatos ao cargo de Conselheiro Superior.

A eleição se fará por meio de voto direto, secreto, plurinominal e obrigatório. Estão aptos a votar todos os membros da Defensoria Pública no Estado.

Apurados os votos, a Comissão Eleitoral oficiará, de imediato, ao presidente do Conselho Superior da Defensoria, dando-lhe conhecimento do resultado final acompanhado da respectiva lista, com o nome dos três mais votados.

Em seguida, a listra tríplice será enviada ao governador Silval Barbosa (PMDB), a quem cabe à nomeação, num prazo de 15 dias. A posse será realizada no dia 2 de janeiro de 2013.

No caso dos conselheiros serão proclamados eleitos os seis candidatos que obtiverem o maior número de votos.

Crise na Defensoria Pública

A instituição passa por momentos conturbados com várias denúncias de improbidade administrativa por parte do atual defensor público-geral, André Prieto. Ele está afastado do cargo por decisão do desembargador José Silvério Gomes e na justiça busca condições de revertê-la.

Prieto responde a duas ações civis, sendo que uma apura atos de improbidade administrativa resultante de fraudes cometidas por meio do pagamento de horas de fretamento aéreo que não foram efetivamente executadas em voos operados pela empresa Mundial Viagens e Turismo, para a Defensoria Pública do Estado de Mato Grosso.

Já a segunda apura irregularidades relacionadas à aquisição irregular de combustível para o abastecimento dos veículos próprios e locados pela Defensoria. Conforme apurado pelo MPE, a diferença entre o consumo de combustível no ano de 2010 e 2011 por parte da Defensoria Pública foi de mais de meio milhão de reais.

1 Comentário

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 177.65.159.65 - Responder

    Faltou colocar as maracutaias com o ex-deputado estadual com aluguel do salão de festas e a contratação sem licitação da produtora Ilex do candidato derrotado Fábio Felipe, também da família Sérgio Ricardo.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

um × 5 =