Servidores da Sedraf dão trégua a empresários e governo

Com muita combatividade, os sindicalistas Diany Dias e Gilmar Brunetto mostraram a autoridades do Governo do Estado e dos sindicatos dos produtores que os trabalhadores do Indea, da Empaer, do Intermat e de toda a Sedraf estão dispostos a lutar para reverter a situação de sucateamento que lhes vem sendo imposta pelo planejamento governamental. A paralisação deste início de semana foi só um exemplo.

Reunidos em assembléia, nesta terça-feira, 28 de agosto de 2012, servidores do setor agropecuário resolveram suspender a paralisação de protesto que estava marcada para se estender até esta quarta-feira. Eles brigam por urgentes investimentos do Governo do Estado na reestruturação da Secretaria de Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar e em suas empresas, que se encontram completamente sucateadas. Explicada em nota, a suspenção da paralisação é resultado do diálogo estabelecido com as entidades dos produtores que resolveram assumir as dores da categoria, marcar rodada de negociação com o governador Silval Barbosa e pressionar por urgentes invesstimentos no setor. Com a paralisação suspensa, os servidores vão aguardar pelas providencias governamentais até o dia 10, quando realizam nova assembléia. Confira, abaixo, a nota dos sindicatos dos servidores, divulgada nesta terça-feira:

SUSPENSÃO DA PARALISAÇÃO

Informamos aos senhores sindicalizados e sociedade que, em consideração aos nossos parceiros Famato, Acrimat, Acrismat, Cipem, Sindifrigo, Aprosoja, que estiveram em reunião com o Sintap-MT e Sinterp-MT, estamos suspendendo a paralisação e retornando as atividades normais no dia 29/08/2012.

A decisão foi tomada em Assembléia realizada no dia 28/08/2012, em frente ao prédio da Sedraf, devido ao apoio e compromisso das entidades acima citadas, em abraçar as reivindicações das categorias, agendando uma audiência com o governador com a máxima urgência para encaminhar as reivindicações de caráter urgentíssimo, bem como as solicitações de médio e longo prazo, as quais serão elaboradas pelo Sintap-MT e Sinterp-MT, e repassadas aos mesmos para serem entregues em mãos ao governador.

As entidades sensibilizadas com a crítica realidade de sucateamento da Sedraf e suas vinculadas, asseguraram total apoio e garantiram que irão exigir as medidas emergenciais ao Governo do Estado para que os órgãos retomem imediatamente as condições de trabalho.

Desta forma, os servidores em Assembléia estipularam um prazo para uma resposta por parte do governo estadual, definido para o dia 10 de setembro deste ano, para posteriores decisões. Caso não haja retorno favorável, as categorias reunirão para definir estratégias de ações no sentido de fazer valer suas reivindicações.

Diany Dias de Souza
Presidente do Sintap-MT
(065) 3644-3747 / 8123-4448

Gilmar Brunetto
Presidente do Sinterp-MT
( 065) 9998-9247

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

19 − onze =