Riva abre brecha para quadrilha de Cachoeira, diz Vandoni

Um rápido levantamento levado a efeito pela blogueira Adriana Vandoni demonstra que é de autoria do deputado Geraldo Riva (PP), eterno cacique a pesar sobre a Assembléia Legislativa de Mato Grosso, o ajuste da legislação que possibilitaria que a Loteria do Estado de Mato Grosso passe a ter como um de seus exploradores o notório bicheiro Carlinhos Cachoeira. Confira os principais trechos do estudo divulgado por Vandoni. (EC)

José Riva é autor da Lei que permitiria que a Lemat fosse explorada por Carlinhos Cachoeira

POR ADRIANA VANDONI
PROSA E POLITICA

O Governador Silval Barbosa reativou a Loteria do Estado de Mato Grosso (Lemat), por meio do decreto nº 273/11, no dia 19 de outubro de 2011. Em 22 de dezembro de 2011, o deputado estadual José Geraldo Riva alterou a lei nº 8.651/2007, que disciplinava a exploração da loteria, de forma a permitir que a exploração da Lemat fosse feita tanto pelo poder público quanto por “pessoa jurídica de direito privado”.

A lei com a alteração que estabelece essa mudança é a de nº 9.680. Nela o deputado acrescentou também a destinação de 7% da renda bruta para fundos estaduais de esporte e assistência social, dessa forma a alteração beneficiando a quadrilha de Carlinhos Cachoeira na mesma lei que destina parte do lucro ao social, passou despercebida pela população, como se a alteração tivesse a única e exclusiva finalidade de beneficiar.

Veja as alterações feitas por José Riva para permitir que a quadrilha de Carlinhos Cachoeira entrasse no estado (em vermelho, a redação anterior):

Art. 2º Para efeitos desta lei, considera-se:
I – CONCURSO DE PROGNÓSTICOS: todo e qualquer sorteio de números e símbolos, considerado loteria, promovido pelo Poder Público por meio da Loteria do Estado de Mato Grosso ou por pessoa jurídica de direito privado devidamente autorizada por meio de procedimento licitatório.

Redação original:
I – CONCURSO DE PROGNÓSTICOS: todo e qualquer sorteio de números e símbolos, considerado loteria, promovido pelo Poder Público por meio da Loteria do Estado de Mato Grosso ou por ela autorizado à associações de cunho beneficente ou desportivo;

Art. 3º São modalidades de loterias federais em vigor que poderão ser exploradas pela LEMAT no território do Estado de Mato Grosso:
I – LOTERIA DE NÚMEROS: aquela em que são comercializados elementos sorteáveis, cuja premiação é ofertada em espécie e/ou em bens e o sorteio efetuado tomando-se por base resultados de extrações lotéricas oficiais;

Redação original:
I – LOTERIA DE NÚMEROS: aquela em que são comercializados elementos sorteáveis, cuja premiação é ofertada em espécie e/ou em bens e o sorteio efetuado tomando-se por base resultados de extrações lotéricas oficiais ou extrações realizadas por associações civis beneficentes ou desportivas, aditadas pela LEMAT;

§ 1º (revogado) (Revogado pela Lei 9.680/11)

Redação original:
§ 1º A operacionalização da modalidade lotérica LOTERIA DE NÚMEROS será promovida com exclusividade pelas associações, beneficentes/assistenciais ou desportivas, mediante concessão e autorização, visando a obtenção de recursos para manutenção ou custeio das atividades a que se dedicam, ao Fundo Estadual de Desenvolvi

mento Desportivo do Estado de Mato Grosso e ao Fundo Estadual de Assistência Social.

PARA LER INTEIRO TEOR DO ESTUDO DE ADRIANA VANDONI CLIQUE NO LINK ABAIXO

http://prosaepolitica.com.br/2012/04/12/jose-riva-e-autor-da-lei-que-permite-que-a-lemat-seja-explorada-por-carlinhos-cachoeira/#more-38984

FONTE PROSA E POLITICA

2 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 189.116.235.213 - Responder

    Essa senhora vez ou outra critica os sites e blogs que reproduzem noticias ipesesliteres, na maior cara de pau, como realmente muito acontece, inclusive gerando ações na justiça como muitas que ocorrem inclusive neste momento. Vejo que agora ela faz o mesmo, reproduzindo na íntegra o artigo do Fábio Panunzzio como se seu fora. Esse Cuiabá não tem mesmo solução…

  2. - IP 189.116.235.213 - Responder

    Essa senhora vez ou outra critica os sites e blogs que reproduzem noticias ipesesliteres, na maior cara de pau, como realmente muito acontece, inclusive gerando ações na justiça como muitas que ocorrem inclusive neste momento. Vejo que agora ela faz o mesmo, reproduzindo na íntegra o artigo do Fábio Panunzzio como se seu fora. Esse Cuiabá não tem mesmo solução…

    Caso tenha ocorrido o contrário, ou seja, o Fábio Panunzzio ter reproduzido a matéria originalmente escrita por ela, peço a fineza de desculpar minha ignorância, e ainda terá meu sincero respeito…

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

3 + seis =