Sefaz, sob Silval, imita a Assembléia de Riva e também paga “fantasmas”

Empreendedorismo pós morte
Adriana Vandoni

Ontem o Fantástico denunciou casos de fantasmas que recebem salários. Em Cuiabá, diz a reportagem, uma auditoria na folha de pagamento da Secretaria de Fazenda de Mato Grosso encontrou 32 fantasmas. E 31 recebiam os salários, eram coniventes com a fraude. Nenhum deles jamais trabalhou na secretaria. Houve quem recebesse, em quatro anos, mais de um R$ 1 milhão. Total do prejuízo: quase R$13 milhões. A polícia começa a investigar a fraude. (leia aqui)

Essa reportagem me lembrou da Assembléia Legislativa de MT. Um exemplo é o ‘empreendedorismo’ do cidadão Lucas Marques Gomes, que mesmo depois um mês morto e enterrado, ele constitui a empresa LM Gomes Gráfica, participou de uma licitação na Assembléia, venceu e recebeu.

CLIQUE NO LINQUE ABAIXO E VEJA A REPORTAGEM DO FANTÁSTICO

http://globotv.globo.com/rede-globo/fantastico/t/edicoes/v/prefeituras-de-pernambuco-gastam-mais-de-r-300-milhoes-com-funcionarios-fantasmas/1905073/

CLIQUE NO LINQUE ABAIXO E VEJA A REPORTAGEM DE FÁBIO PANNUNZIO

Categorias:Direito e Torto

2 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 201.88.47.178 - Responder

    MINISTRA ELIANA CALMON, A CAÇA-BANDIDOS DO JUDICIÁRIO BRASILEIRO, PODIA DAR UMA PASSADINHA NO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE MATO GROSSO PRA VER SE ACHA ALGUMA COISINHA.

  2. - IP 177.41.90.209 - Responder

    quem desviou essa fortuna pagará caro, aguardem.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

três × um =