Saúde um drama inacreditável em Cuiabá. Wilson confessou

Mauro Mendes e as pessoas jogadas pelos corredores do Pronto Socorro. Quatro anos e nada mudou, só piorou.

Mauro Mendes e as pessoas jogadas pelos corredores do Pronto Socorro. Quatro anos e nada mudou, só piorou.

Um drama inacreditável. Quem foi ao encontro dos prefeitáveis com os médicos, promovido pelo Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso viu que a crise da saúde em nossa capital é um caos que só faz se agigantar.

Para surpresa do tucano Ussiel Tavares que estava ao meu lado, no auditório esvaziado do CRM, o candidato e ex-prefeito wilson santos foi quem falou em drama inacreditável, dizendo que quem visita o Pronto Socorro de cuiabá, em qualquer dia ou horário, encontrará lá, infalivelmente, umas 150 pessoas jogadas pelo chão, nos corredores e nas salas.

Serys, Renato da Rede e Julier expressaram o mesmo espanto. Serys chegou a descrever a Sala Vermelha do PSMC como um filme de terror. “Não sei como os profissionais (médicos e enfermeiras) conseguem se movimentar ali”, disse.

O diagnóstico mais ou menos comum, na análise dos postulantes, foi que o grande desafio é arrumar dinheiro, mais dinheiro, para investir na Saúde e minorar esta situação desesperado que sacrifica, basicamente, os pobres e os filhos dos pobres.

Além da sinceridade com relação à situação vexaminosa vivida pelos usuários mais pobres, Wilson Santos também levantou no encontro questionamento com relação aos gastos com o novo Hospital São Benedito que ele avalia como excessivos.

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

um × 5 =