Sanches assume Adufmat e pede auditoria nas contas do prof. Carlinhos

O professor Carlos Sanches (de barba), novo presidente da Adufmat, assumiu comando da entidade pedindo auditoria nas contas da administração anterior, do professor Carlos Eilert

Sanches toma posse rechaçando sindicalismo oficial

O professor Carlos Alberto Eilert, que conduziu a ADUFMAT S.Sind.nos últimos quatro  anos (duas gestões),  deu posse, nessa sexta-feira, 14 de dezembro de 2012, em assembleia geral, à chapa 1, presidida pelo professor Carlos Roberto Sanches, eleita ontem (13), com 202 votos, contra 193, da chapa 2, presidente pelo professor Reginaldo de Araújo (Leia sobre a eleição aqui).  Sanches tomou posse rechaçando qualquer iniciativa que vá tornar o sindicato oficial, ou seja, que atenda aos interesses do Governo Federal ou da Reitoria. Também demonstrou interesse em realizar jornadas para politizar os docentes nos campi de Cuiabá, Sinop e Barra do Garças. Reginaldo esteve presente na solenidade. A chapa justificou ausência do diretor Lázaro Camilo, que está em viagem a trabalho.

O presidente eleito e empossado agradeceu pelos votos que recebeu e disse reconhecer o árduo trabalho que tem pela frente. Citou que, fazendo campanha eleitoral, verificou que a maioria dos professores que encontrou estão não sindicalizados. Segundo ele, esse  é um dos indicadores do modelo de universidade que temos, na qual os trabalhadores não se reconhecem como tal. “Estivemos 127 dias em greve este ano porque tínhamos projetos em choque: o nosso e do Governo”, destacou o presidente.

Sanches destacou ainda que a conjutura que espera a categoria não é boa e que haverá, daqui adiante, várias carreiras dentro da universidade, mas que continua a luta pela carreira docente defendida pela categoria.

Sanches ponderou que a luta resistente do Movimento Docente é que ainda mantém algo de universidade pública, caso contrário “não haveria  mais nada de universidade pública neste país”.

Sanches disse ainda que a categoria precisa reconstruir  “a nossa entidade, essa agremiação, essa seção sindical do ANDES. Precisamos ter a compreensão do momento político para que possamos nos colocar diante dele”.

Sanches reclamou de possíveis calúnias que tenham circulado durante a campanha eleitoral, dando conta, por exemplo, de que cortaria o contrato com a Unimed. “O que vamos fazer é aprofundar a investigação sobre por que aumenta a mensalidade do plano de saúde para além do que o Governo autoriza”.

O presidente empossado disse ainda que vai buscar o diálogo com não sindicalizados que hoje não recebem nenhuma atenção do sindicato, nem e-mails e nenhum material informativo.

Prestação de contas

O ex-presidente apresentou o relatório do Conselho Fiscal, que aprovou as contas da última gestão. Porém, Sanches pediu a suspensão da aprovação das contas, seguida de auditoria, porque não se sente à vontade para tomar posse da diretoria da ADUFMAT diante de um relatório feito sem a devida consulta aos documentos comprobatórios das movimentações financeiras realizadas pela seção sindical. A Assembleia acatou a proposta do presidente.

Eilert disse que os documentos estão à disposição e não se colocou contra a auditoria.

Conselho Fiscal

O Conselho Fiscal da próxima gestão, eleito por aclamação, foi composto, na assembleia, pelas professoras Juliana Ghisolfi, Sirlei Silveira e Sinthia Cristina Batista.

Keka Werneck, da Assessoria de Imprensa da ADUFMAT S.Sind.

1 Comentário

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 187.6.0.1 - Responder

    Parabéns à nova diretoria. Muitas lutas virão.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

oito + 11 =