Rubens tira Judiciário do corpo mole. 30 é dia de trabalho

Expediente forense será normal no dia 30 de abril

O expediente forense do Poder Judiciário de Mato Grosso será normal nesta segunda-feira (30 de abril). Haverá suspensão do expediente apenas no dia 1º de maio (terça-feira) em virtude do feriado do Dia Mundial do Trabalho. Na quarta-feira (2 de maio), o expediente será retomado normalmente.

A suspensão do expediente exclusivamente no dia 1º de maio consta da Portaria nº 1.207/2011/C.ADM, que considerou a necessidade de se estabelecer um calendário forense para o exercício de 2012, a fim de que as atividades jurisdicionais pudessem ser planejadas antecipadamente.

A publicação foi efetuada no Diário da Justiça Eletrônico (DJE) de 23 de dezembro de 2011, Edição nº 8716, na página 4, Departamento Administrativo.

FONTE TJMT

17 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 200.175.243.2 - Responder

    Vocês gostam de pegar no pé do Rubens, mas, não vi nada aqui criticando o Estado e a Prefeitura que decretaram ponto facultativo. Outra coisa, a Defensoria Pública também não vai funcionar. E como é que vamos ter audiência sem Defensores? Os servidores públicos que poderiam fazer girar a economia dos bares, estabelecimentos ligados a lazer, shoppings vão trabalhar; e será que os Desembargadores vão? Fica a pergunta.

    • - IP 187.5.110.146 - Responder

      é pra lascar com os servidores mesmo…só pra se aparecer…como se alguém fosse trabalhar de verdade na segunda…pura demagogia.

  2. - IP 189.74.62.58 - Responder

    este presidente, do qual vem se negando a abrir sindicancia para apurar quem manipulou todos os documentos oficiais do acordao e ainda cliparam os cds de gravação do referido acordao, porque, pasmen, eu nao indiquei o nome de quem manipulou. esse presidente mereceria ser punido com mais rapidez. usa e abusa de poder. culpa: do cnj, que nao julga os atos praticados por este senhor, inclusive com o historico da negativa acima. somente voce, enock publica. queria ver se esse senhor aceitaria vir a publico em coletiva de e imprensa e me encarasse. mas nao vem, pq nao possui argumentos, usa da caneeta da maneira que quer. ah, ainda bem que tem o ministro cesar asfor rocha que abriu notitia criminis contra ele ao MPF, sobre a ação penal lá interposta. dr ruy 81236216

  3. - IP 201.86.182.253 - Responder

    Sr. Enock, lave a boca pra falar que no judiciário fazemos corpo mole!! Trabalho das 09 às 19h de segunda a sexta, assim como a maioria dos meus colegas servidores que trabalham sobrecarregados nas suas respectivas secretarias por falta de funcionário.

  4. - IP 177.41.95.143 - Responder

    Pura demagogia. Basta ler o relatório anual do CNJ. Produtividade do TJ MT é uma das mais baixas do Brasil, próximo do Acre e Amapá. A quantidade de processos chegou a 1 milhão (Jornal Diário de Cuiabá). O custo é muito alto para o cidadão.

    • - IP 201.11.163.130 - Responder

      Senhor, o seu comentário não retrata a verdade. Procure no site da TJMT, corregedoria-produtividade. Olhe também no site do CNJ e veja a produtividade dos juízes e desembragadores. Não fale simplesmente para criticar, pesquise antes.

  5. - IP 189.73.221.111 - Responder

    Acho correto, e essa atitude deveria ocorrer em todos os orgoas publicos do estado. Chega desses feriados prolongados que só atrasa o judiciario.

  6. - IP 189.10.40.35 - Responder

    Pois é pessoal!!! Nós funcionários do judiciário trabalhamos muuuuuiiito!!!!!!!!!!! Trabalhamos muito e com remuneração de miséria, e bem menor que do resto do estado, com falta de funcionários na secretaria para efetivar o cumprimento dos processos. Estamos ficando doentes por conta da alta demanda de trabalho e do enorme estresse pelo qual passamos. Enquanto isso, aguardamos as promessas que nunca se cumprem de nossos dirigentes… Concursado não pode chamar, mas os nomeados são contratados a rodo, mordendo grande parte do orçamento!!!! Posso estar louca, mas penso que se é para moralizar, tem que cortar os cargos comissionados conforme determinou o CNJ no último relatório. Ora, chamem os concursados!!!! A população precisa de gente que trabalhe nos seus processos. Estamos cansados de trabalhar em feriados e finais de semana inteiros sem receber nada em troca, os benditos mutirões. Mutirão. Mutirão. Mutirão. Nós funcionários trabalhamos para o Magistrado aparecer perante seus superiores. Ninguém fica sabendo que a gente trabalha final de semana inteiro, sem contraprestação. E, como se não bastasse somos taxados de preguiçosos!!! Acontece que milagre, AINDA, não conseguimos fazer. Todos sabemos que essa questão do feriado é para tirar a atenção de coisas outras que não serão cumpridas. Pelo menos agora, a sociedade vai ter ciência de que estamos trabalhando, porque vir trabalhar no feriado, sábado e domingo e fora do horário do ponto, já praxe nas secretarias, já que três pessoas, ou menos, tem que fazer o trabalho equivalente ao de dez pessoas.

  7. - IP 200.163.53.226 - Responder

    É inacreditável e ofensivo o título deste texto, “corpo mole”… Convido todos aqueles que criticam os servidores a comparecerem, até mesmo como voluntários, nos cartórios e sentirão, na pele, o que nós, servidores, sentimos no nosso dia a dia, uma desproporcionalidade entre o número de processos com o de servidores, um tratamento muitas vezes descortês que as partes e alguns advogados nos tratam, acreditando que somos seus escravos. Apenas conhecendo in loco o outro lado do balcão é que terão propriedade para postarem suas diversas opiniões. Buscamos e produzimos o melhor de nós, mesmo com todos os percalços com o qual se encontra o sistema.

  8. - IP 189.10.40.35 - Responder

    Mara e Maroquinha… dá até dó… porque, então, não pedem exoneração, prestam concurso pra outra instituição, vão advogar, sei lá… fazer outra coisa… até parece que trabalham no purgatório! E isso tudo só por causa do expediente de segunda? vôte…

  9. - IP 189.10.40.35 - Responder

    Caríssimo Mauro, acho que você nos interpretou mal… afinal estamos protestando pelo fato de trabalharmos tanto (com orgulho), e ainda sermos taxados injustamente de fazer “corpo mole”. É apenas isso! Ademais, penso que qualquer pessoa sensata concordaria que existem coisas muito importantes para serem melhoradas na justiça brasileira que são jogadas para baixo do tapete, com medidas que tapam o sol com a peneira para maquear a real situação. Trabalhar no feriado para mim e meus colegas não é novidade, pois como noticiei anteriormente nós já fazemos isso, até sem que a sociedade tomasse conhecimento. Não ser feriado na segunda é até bom, porque assim a sociedade vai saber que nós estamos aqui…

  10. - IP 201.71.160.254 - Responder

    Realmente Mauro vc não entendeu o nosso comentário…a questão, como bem disse a Maroquinha do Judiciário, não é o fato de segunda não ser ponto facultativo, mas sim sermos esteriotipados de preguiçosos, o que, tenha certeza, não somos. Somos, sobretudo, trabalhadores e fazemos mais do que jus ao nosso salário. Agora, afirmar que ficamos na moleza é ofensivo, agressivo, revoltante, ultrajante, deplorável…o que apenas pode ser dito por aqueles que possuem conhecimento empírico sobre o fato. Desse modo, fica em aberto o convite a todos aqueles que queiram conhecer a realidade interna corporis do judiciário.

  11. - IP 187.55.152.188 - Responder

    Ilustríssimos colegas: sou Agente da Infância e Juventude, é com muita tristeza que vejo o titulo acima, mas fazer o que; triste mesmo estou com uma decisão recente no processo administrativo que entrei no tj, ESTOU PAGANDO PARA TRABALHAR, acreditem, (não sei como estão os outros agentes) mas aqui em Guiratinga, faço INÚMERAS diligencias, muitas delas a quilômetros de distancia, estradas em péssimas condições, uso veiculo e bens próprios para função publica, ganhando o valor de 100,00 (cem reais) mensal e INFELIZMENTE o nosso sindicalista esta preocupado com os Oficiais de Justiça que só ganham 1.100,00; gente nada contra, gostaria que eles ganhassem muito mais. Mais minha INDIGNAÇÃO é que o nosso presidente só corre atras de melhorias para os OFICIAIS DE JUSTIÇA. DEIXANDO AS OUTRAS CLASSES ABANDONADAS!!! E NOSSO ATUAL PRESIDENTE, nada faz para nos dar condições dignas de trabalho. É LAMENTÁVEL, mas esta é nossa realidade. a sociedade precisa saber, venham ver in loco a nossa REALIDADE.

  12. - IP 187.55.152.188 - Responder

    Ilustríssimos colegas: sou Agente da Infância e Juventude, é com muita tristeza que vejo o titulo acima, mas fazer o que; triste mesmo estou com uma decisão recente no processo administrativo que entrei no tj, ESTOU PAGANDO PARA TRABALHAR, acreditem, (não sei como estão os outros agentes) mas aqui em Guiratinga, faço INÚMERAS diligencias, muitas delas a quilômetros de distancia, estradas em péssimas condições, uso veiculo e bens próprios para função publica, ganhando o valor de 100,00 (cem reais) mensal e INFELIZMENTE o nosso sindicalista esta preocupado com os Oficiais de Justiça que só ganham 1.100,00; gente nada contra, gostaria que eles ganhassem muito mais. Mais minha INDIGNAÇÃO é que o nosso presidente só corre atras de melhorias para os OFICIAIS DE JUSTIÇA. DEIXANDO AS OUTRAS CLASSES ABANDONADAS!!! E NOSSO ATUAL PRESIDENTE, nada faz para nos dar condições dignas de trabalho. É LAMENTÁVEL, mas esta é nossa realidade. a sociedade precisa saber, venham ver in loco a nossa REALIDADE. abraço a todos

  13. - IP 201.86.130.106 - Responder

    É lamentável o que algumas pessoas pensam, seguramente não conhecem a realidade do Judiciário de MT. Como já foi exposto, alguns servidores tem trabalhado todos os dias, por mais de 10 horas,enquanto o horário máximo é de oito horas para quem ocupa função de confiança. E pasmem, não recebem um centavo sequer a mais e além disso, até o momento, o tão falado banco de horas não funciona, principalmente para gestores administrativos e judiciários. Como bem expressado, juízes e desembargadores, a maioria, exploram os servidores, alguns até praticam assédio moral. É uma vergonha, porque tenho certeza que é do conhecimento do Senhor Presidente do TJ e Corregedor, mas nada fazem, preferem fazer vistas grossas. O CNJ tem sido omisso, uma vez que não toma atitudes, ou não exigem o cumprimento das suas determinações, deixando ocorrer, inclusive, o nepotismo cruzado em MT que está vergonhoso. Cuiabá, está cheio de esposas de juízes ocupando cargo ou função de confiança. Isso sim precisa ser resolvido.

  14. - IP 201.86.178.214 - Responder

    Para o Senhor Marco Antônio: Informações CNJ: os números do TJ MT não são bons. Último relatório do CNJ (Justiça em Números 2010, disponível http://www.cnj.jus.br página 49, carga de trabalho no 2º grau/Tribunais TJ MT é o 17º colocado, página 52 decisões por magistrado no 2º grau TJ MT é o 16º colocado, página 68 carga de trabalho no 1º grau e juizados especiais PJ MT é o 23º colocado, página 74 sentenças por magistrado no 1º grau e juizados PJ MT é o 23º colocado… e assim seguem os números. Lembrando que são 26 Estados e o DF

  15. - IP 187.25.143.28 - Responder

    Enquanto isso, a OAB continua mandando no Judiciario Matogrossense,,, até isso essa OAB consegue dentro do Judiciario, estabelecer qual dia deve ter expedientes ou nao. brincadeira!!!!!

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

3 × cinco =