PREFEITURA SANEAMENTO

ROMILSON DOURADO, NO RD NEWS, DEFENDE ARROCHO SALARIAL IMPOSTO PEL0 GOVERNADOR E ATACA SERVIDORES ESTADUAIS: “(Zé) Pedro Taques demonstra pulso firme neste início de mandato e os servidores fazem pressão. Precisa ter pulso firme e encurtar a corda, sob pena de ser engolido por uma categoria que, com raras exceções, mais pensa no bolso do que em prestar bons serviços à coletividade”

Zé Pedro Taques, governador e Romilson Dourado, jornalista e editor do RD News

Zé Pedro Taques, governador e Romilson Dourado, jornalista e editor do RD News

O jornalista Romilson Dourado resolveu escolher um lado, nessa hora em que se discute arrocho salarial em Mato Grosso: Romilson, ao invés de pensar no interesse dos quase 100 mil servidores estaduais, resolveu ficar do lado do governador que arrocha. E exagera no seu puxasaquismo quanto tenta fazer crer que os servidores estaduais de Mato Grosso formam um categoria de oportunistas, interesseiros, golpistas, que só pensariam em sacar dinheiro dos cofres públicas, sem se importar em servir efetivamente à população. Evidentemente que se identificará um ou outro bandido, um ou outro salafrário, uma ou outra canalha,  entre os servidores estaduais – mas daí a atacar toda uma categoria, vai uma distância muito, muito grande grande. Aquele distância, talvez, que separa o jornalismo mais sério do jornalismo chapa branca.  Lastimável. (EC)

Silval esticou corda para servidores e agora Taques encara  categoria com rédeas curtas

Por Romilson Dourado, no RD News

taques justica servidores

Governador Pedro Taques demonstra pulso firme neste início de mandato e os servidores fazem pressão

Acostumados a levar vantagem nas negociações sobre o governo Silval Barbosa, que cedia demais e cobrava de menos, servidores de diferentes categorias resolveram partir para cima de Pedro Taques. Queriam deixá-lo acuado. Acreditavam que o momento de testar a fera seria agora, no início do mandato, ainda mais se tratando de um ex-servidor público federal.

É um batalhão de pessoas. São cerca de 96 mil servidores estaduais. Na longa lista de reivindicações, há pedido de reajuste salarial, de concurso público, de diárias, de verba indenizatória, enfim, de tudo que reflete em melhoria para o bolso e para as condições estruturais de trabalho.

Com Silval no Palácio Paiaguás era moleza. E ficava mais fácil para servidores terem os pleitos atendidos quando recorriam primeiro à Assembleia e arrastavam juntos deputados para pressionar o Executivo. E foi assim que muitos conseguiram alterar regras para equiparação salarial ao de outras categorias e incluir penduricalhos. Ao mesmo tempo, empurrou no quadro de pessoal mais cargos comissionados, chegando a sete mil vagas.

Consciente de que servidor sempre quer mais, Taques preferiu deixar a “corda” esticar. Abriu-se para a conversa. Numa decisão inédita, se reuniu por várias horas com o Fórum Sindical. Anotou que, se fosse atender 50% das reivindicações, descumpriria a lei fiscal, extrapolando o teto de gastos com pessoal. Puxou a corda. Não deu trégua às pressões de deputados. Veio a chiadeira.

Servidores do Detran, que há 90 dias tinham feito greve reivindicando concurso público, cruzaram os braços por um dia em sinal de protesto porque o governo concedeu reajuste imediato de 3,11%. Entendem que o percentual deveria ter sido de 6,22% para atender a reposição integral do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

Surgiram mais pressões, mesmo o Executivo assegurando que a diferença no percentual de aumento será complementada. Taques anunciou nova rodada de negociação para esta segunda com o Fórum Sindical.

De fato, enfrentar queda-de-braço com servidores não é nada vantajoso. Traz desgaste, mesmo se tratando de um governo que rompe barreiras, se propondo a, dentro de uma nova visão administrativa, implementar mudanças de conceitos, controlar e aplicar bem o dinheiro público e não perder a confiança, a moral e a respeitabilidade da população. Por outro lado, precisa ter pulso firme e encurtar a corda, sob pena de ser engolido por uma categoria que, com raras exceções, mais pensa no bolso do que em prestar bons serviços à coletividade.

7 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 187.53.12.162 - Responder

    Fui servidor publico estadual por dez anos…. concordo que muitos servidores so pensa em aumento salarial e trabalho que é bom nada….. mas isso nao justifica o descumprimento da lei. obrigado

    • - IP 189.59.69.195 - Responder

      Põe o nominho aí “SPF”! Atacar os outros de forma anônima é covardia….

  2. - IP 189.59.69.195 - Responder

    Como dizia uma velha raposa política , Romilson “é mais governista que os tipos de chumbo do Diário Oficial”…

  3. - IP 177.203.20.25 - Responder

    Ele escolheu o lado do dinheiro…O lado que paga mais…Ronilson, sua moral tá mais baixa que “bunda de anão”…Faz tempo que tenho notado sua pendencia para o lado que “fala mais grosso financeiramente”…Tripudiar e extrapolar verborragicamente os funcionários públicos – massacrados, esfoliados, estuprados pelo imperador Pedro Pau de Selfie Taques – não é papel de um jornalista que se diz sério…

    • - IP 177.221.96.140 - Responder

      O Romilson Dourado é governista? Não sei, eu não costumo ler o blog do dito cujo.

      Mas se ele for governista, será ele mais do que o dono deste blog, o popular Enock, é governista em relação aos governos do PT?

      Ou seja, o que interessa mesmo é liberdade de imprensa.

      Quanto às tendências políticas dos jornalistas, importa mais os fundamentos das opiniões e menos quem as emite.

  4. - IP 177.5.81.110 - Responder

    O sr. indignado comete um eerro: tenho lido nesta página do Enok muitas críticas contra Dilma e contra o PT, enfim, contra o partido da ordem. Só que são criticas feitas por um esquerdista que, certamente, o sr. indignado, por ser aparentemente pessoa da direita, talvez não consiga enxergar. Os arquivos mostram isso, o combate ao ajuste fiscal proposto às custas do sacrifício dos assalariados. acho que esta pagína não faz cobertura interessante

  5. - IP 177.5.235.188 - Responder

    O jornalista Romilson apoiou Dante de Oliveira, Rogério Salles, Blairo Maggi, Silval, Pedro Taques e certamente vai apoiar o próximo governador… alguns tipos nascem assim…

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

dezesseis + 3 =