PREFEITURA SANEAMENTO

Riva quer ser governador e colocar Chico Daltro no TCE

Vaga de Bosaipo no TCE-MT já tem dono

http://www.copopular.com.br/index.php

A decisão da Justiça em anular o ato de posse do conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Humberto Bosaipo, deflagrou  uma intricada articulação nos bastidores políticos com o intuito de sucedê-lo. A vaga já teria dono: o vice-governador de Mato Grosso, Chico Daltro (PSD).
Afastado há mais de um ano por ordem judicial, e embora tenha impetrado recurso que pode chegar até ao Supremo Tribunal Federal (STF), o conselheiro Humberto Bosaipo estaria inclinado a aceitar uma aposentadoria antes dos resultados definitivos da disputa jurídica.

O afastamento definitivo de Bosaipo atenderia ainda a uma composição que ajudaria a “blindar” o presidente da Assembléia Legislativa, José Riva (PSD), além de facilitar, e muito, as composições para a renovação da Mesa Diretora do Parlamento Estadual no final deste ano.

Pela proposta que vem sendo trabalhada, o vice-governador Chico Daltro (PSD) seria indicado ao TCE mesmo com a vaga de Bosaipo sendo do Parlamento Estadual. Isso porque Daltro tem apoio irrestrito do presidente da Assembleia Legislativa, José Riva (PSD), que, por vários motivos, é o principal interessado que as negociações tenham um bom termo.

Com a eventual ida de Daltro para o TCE, a vaga de vice-governador ficaria em aberto e o presidente da Assembleia Legislativa passaria a ser o substituto legal imediato do governador do Estado para os casos de licença ou renúncia. Ou seja, o caminho para Riva chegar ao Palácio Paiaguás nos primeiros meses de 2014 estaria praticamente pavimentado.

Por ter sido condenado em duas ocasiões pelo colegiado da Justiça Eleitoral e uma vez pela Justiça Comum, Riva está impedido legalmente de concorrer às eleições de 2014 e a possibilidade de encerrar essa fase da carreira política como Governador do Estado tornou-se, assim, extremamente atraente para ele.

No cenário traçado pelos articuladores ligados ao presidente da Assembléia, o governador Silval Barbosa (PMDB) em 2014 deverá renunciar pelo menos seis meses antes da eleição para concorrer a uma vaga no Senado ou na Câmara  Federal. O peemedebista  considera muito árdua a disputa pela cadeira única no Senado, mas, não descarta de pronto a possibilidade, ainda que prefira concorrer a uma das oito vagas de Deputado Federal.

A estratégia que se revela com esta articulação toda é clara: consolidar uma forte infiltração do grupo liderado por José Riva em setores estratégicos dos poderes Executivo e Legislativo e estender sua influência para além do atual mandato, que irá encerrar-se faltamente em 31 de dezembro de 2014. Ao mesmo tempo, esta estratégia enfraqueceria a possibilidade de crescimento e ascensão do grupo oposicionista liderado pelo senador Pedro Taques (PDT) que almeja chegar ao governo do Estado no pleito estadual daquele ano.

Embora não admita publicamente, Taques tem sido estimulado pela cúpula nacional do PDT a concorrer ao governo do Estado. Isso porque estão animados com a votação de 780 mil votos obtida em 2010, quando Taques sagrou-se vitorioso numa disputa ao Senado mesmo com uma campanha relativamente pobre em recursos e sem lastro algum de experiência político-eleitoral do ex-procurador da república.

Por conta disso, Taques trabalha incansavelmente em favor da candidatura do empresário Mauro Mendes a prefeito de Cuiabá, que, no comando do Palácio Alencastro, poderia dar-lhe o empuxo necessário para ama eventual disputa pelo Governo do Estado.

Já o vice-governador Chico Daltro, tem na possibilidade de ascender a condição de Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, uma saída para lá de honrosa do palco das disputas eleitorais. Sem expressão, ocupava a secretaria de Ciência e Tecnologia na gestão do ex-governador Blairo Maggi (PR), e não tinha a perspectiva de sequer eleger-se deputado estadual.

Sem vislumbrar projeto político a partir de 2014, Daltro que já estava sendo considerado politicamente morto na eleição de 2010, ganharia um grande presente. A vaga de vice-governador caiu em seu colo diante da fragilidade e falta de opções em identificar alguém com perfil ligado a cuiabania para ser indicado na chapa encabeçada por Silval Barbosa (PMDB).

Se concretizada sua ida ao TCE, vai assumir um cargo vitalício (por toda a vida) e com todas as prerrogativas de um desembargador. Ou seja, salário de R$ 22 mil mensal, foro privilegiado em processos criminais, férias de 60 dias e outros benefícios.

Da redação/CO Popular

Categorias:Jogo do Poder

8 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 201.34.221.86 - Responder

    Resumindo tudo isso ai em cima. PURA SAFADEZA , ARTICULADA PELOS FICHAS SUJAS E RATAZANAS QUE DOMINAM O ESTADO , DEVIDAMENTE ELEITAS PELOS IMBECIS QUE PORTAM TITULO ELEITORAL E VOTAM NESSA GENTE.

    • - IP 177.145.98.244 - Responder

      É verdade Roberto Ruas, dá vontade de vomitar.

  2. - IP 177.145.98.244 - Responder

    Mas tem uma falha nessa jogada. Riva não será presidente da Assembléia em 2014, pois seu mandato de presidente termina em dezembro deste ano. Qual a mágica para tal? A reeleição na Assembléia não é permitida.

    • - IP 201.15.79.183 - Responder

      Caro Adams, náo estou reconhecendo vc e a sua capacidade de raciocinio JA ESTÁ EM CURSO A MODIFICAÇAO DO REGIMENTO INtERNOI QUE IRÁ PERMIIR A REELEICAO PARA PRESIDENTE DA AL/MT.

  3. - IP 201.15.103.178 - Responder

    OCUPAR UMA VAGA DE CONSELHEIRO NO TCE, É SEM DÚVIDA PRIVILÉGIO PARA POUCOS. ALÉM DA VITALICIDADE, UM BOM CABIDE DE EMPRESO. TEC É ÓRGÃO JULGADOR OU OPINATIVO?. FICO COMO O ÚLTIMO. PENSO QUE DEVERIA HAVER UMA FUSÃO ENTRE AL E TCE/CÂMARA DE VEREADORES. TALVEZ POSSA ECONOMIZAR UNS MILHÕES POR ANO.

  4. - IP 187.58.29.213 - Responder

    O TCE só serve para destruir a credibilidade dos investimentos públicos! Uma boa alternativa é judicializar essa m**** que são os tribunais de contas. Além disso, fazer um esquema rotativo dos julgadores, mais ou menos como acontece com a justiça eleitoral. Hoje, no TCE, temos um bando de gente que não sabe nada sobre o que opinam, tem um ministério público sem poderes para nada e uma grande fama de corruptos. Tribunal de merda, tribunal de merda, tribunal de merda, tribunal de merda.

  5. - IP 200.17.60.247 - Responder

    Lendo tudo isso e mais outras notícias que saem na mídia sobre Riva e sua esposa, Bosaipo, DAltro e tantos outros políticos estaduais, só sinto nojo, vergonha e tristeza…Eles pensam mesmo que Mato Grosso é terra sem lei e fazem de tudo para que realmente assim seja! Egoístas! Ratos! Merecem ser banidos do planeta Terra!!!

  6. - IP 179.225.109.113 - Responder

    Todos vcs perderam sentido, esses caras nao nasceram com poder, o povo os colocaram pra fazer esses abusos, porem eu acho que eles tem razao, so estao usando os meios que tem para se manterem no poder, nos tambem fariamos o mesmo…. Errado foi coloca los la….

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

10 + 3 =