Quem tem acesso à programação da NET, em Mato Grosso, se livra da ditadura da Rede Globo, o que já é uma grande coisa, e coloca em xeque a opção feita pelos demais grupos empresariais que controlam a TV por assinatura, ao boicotarem as emissoras regionais menores. Além do Jajah Neves, na TBO, também, chegam, instantaneamente, aos aparelhos de TV de quem assina a NET, o programa tradicionalíssimo do ex-prefeito Roberto França, através do SBT, TV Rondon e do ex-senador Antero Paes de Barros, através da TV Pantanal, retransmissora da Rede TV. Lino Rossi e o novo jornalismo da antiga TV Cidade Verde, retransmissora da Band, também está lá, diariamente, à disposição de quem assina a NET

Antero Paes de Barros, que volta e meia tem que explicar que não é mais filiado ao PSDB, comanda o programa "Opinião", na TV Pantanal

Antero Paes de Barros, que volta e meia tem que explicar que não é mais filiado ao PSDB, comanda o programa “Opinião”, na TV Pantanal

TV PAGA

A programação regional está na NET

Enquanto a Sky, Oi, Claro e Vivo boicotam programas regionais, a NET facilita acesso a programas produzidos em Mato Grosso

Programas como o “Resumo do Dia”, de Roberto França, ganham amplitude de acesso e qualidade de imagem graças à decisão da NET de garantir veiculação da programação de todas emissoras regionais em sua grade

JOÃO BOSQUO/ENOCK CAVALCANTI
Da Reportagem e da Editoria – DC ILUSTRADO – DIÁRIO DE CUIABÁ

A programação ofertada em sua grade pela NET em seus canais de TV por assinatura representa uma pequena revolução em Mato Grosso. É que a NET, suplantando as concorrentes, inclusive a Claro TV, que faz parte do mesmo grupo empresarial comandado pelo empresário mexicano Carlos Slim, saiu na frente e reproduz a programação das retransmissoras mato-grossenses das redes nacionais. Um serviço que não é prestado por suas concorrentes Sky, Oi, Vivo e Claro, que só se curvam diante da programação regional da TV Centro América, a afiliada da Globo em nosso Estado. Acessar as TVs locais, independente de qualquer questão técnica – se HD ou não, quem ganha com isso é o assinante/cidadão que tem a oportunidade (ou não) de acompanhar os programas produzidos na região e falam mais diretamente da realidade local. E isso não é pouca coisa, não.

Quem assina a NET tem acesso instantâneo a toda a programação local que a TV Brasil Oeste, comandada atualmente pelo muito aparecido cidadão Jajah Neves, comanda no Canal 8 de Cuiabá, que está chegando também a diversas outras regiões do Estado. Que os programas do Jajah Neves tenham qualidade questionável, e talvez visem apenas uma provável futura candidatura sua em Várzea Grande, é outra questão.

O que se deve comemorar é que, além do Jajah, também, chegam, instantaneamente, aos aparelhos de TV de quem assina a NET, o programa tradicionalíssimo do ex-prefeito e apresentador Roberto França, através do SBT, TV Rondon e os programas do ex-senador e apresentador Antero Paes de Barros, através da TV Pantanal, retransmissora da Rede TV.

Lino Rossi e o novo jornalismo da antiga TV Cidade Verde, retransmissora da Band, em Mato Grosso, também está lá, diariamente, a disposição de quem assina a NET, sem ter que ficar desligando o sinal da TV por assinatura para poder curtir a programação regional.

Quem tem acesso à programação da NET se livra da ditadura da Rede Globo, o que já é uma grande coisa, e coloca em xeque a opção feita pelos demais grupos empresariais que controlam a TV por assinatura, ao boicotarem as emissoras regionais menores, como a TV Cuiabá, do jornalista Maksuês Leite, canal 47 em Cuiabá, e a TV Mato Grosso, canal 27, que retransmite a TV Esporte Interativo e também podem ser curtidas na NET.

A opção de poder escolher o que quer assistir em casa é banal, atualmente. Mas não era assim até alguns anos atrás, digamos nos anos 80, não tínhamos o controle remoto. Isso veio à memória quando assistíamos – num desses zappings – ao Vídeo Show, com Otaviano Costa e Mônica Iozzi, na Globo, com os dois conversando sobre aquele tempo em que era preciso levantar pra mover o seletor para mudar de canal.

Otaviano Costa, cuiabano, nasceu no inicio da década de 70, começou a ver televisão com frequência nos anos 80. Nossa memória não está tão falha. Pois bem, só que Otaviano Costa e Monica Iozzi não sabem é que o televisor com controle remoto demorou para chegar no mercado brasileiro, não foi só por falta de interesse dos fabricantes. Não. A Rede Globo se recusava a veicular anúncios da nova tecnologia, conforme registro do jornal especializado Meio & Mensagem. Daí a demora em chegar às prateleiras.

Para ser voz do povo, os apresentadores são pródigos em se reconhecer. Lino Rossi, agora também pontifica no vídeo da Band, ao meio dia, apresentando o “Conexão MT”, programa de pretensa defesa não só do povo, como também do governo de Mato Grosso. O programa ganha bastante dinamicidade principalmente com as participações ao vivo do repórter Jacques Khalil.

A NET tem dentro de sua grande também a TV Pantanal que, hoje com certeza, tem a maior programação regional, seja com programas jornalísticos, de debates e esportivos, falando do futebol regional. Na parte da tarde tem um programa só de comerciais, que já fez muito sucesso, o ShopFácilTV, no qual o apresentador faz o comercial de um ou dois minutos, entrevistando as pessoas dos estabelecimentos. Curtir na TV, com sinal em HD, os comentários políticos do professor Louremberg Alves, através de sua participação diária nos programas da TV Pantanal, é uma opção que só os assinantes da NET tem.

Por uma determinação da Anatel as operadoras de TV hoje são obrigadas a colocar nos primeiros canais as TVs públicas – que antes ficavam escondidas nos canais acima de 300. Assim temos acesso as tvs Senado, Câmara e do Judiciário, que transmitem as sessões legislativas do Senado e Câmara e do STF e aqui a TV Legislativo, canal 10 na NET, retransmite, vejam só, a TVAL – TV Assembleia Legislativa. Uma oportunidade de ouro para que todos acompanhem, mais de perto, as sessões plenárias e confiram a atuação de nossos deputados estaduais.

Inserido em meio à programação da TV Cultura, retransmitida em Mato Grosso pela TBO, o programa de Jajah Neves visivelmente destoa da linha da programação adotada pela emissora da Fundação Padre Anchieta, de São Paulo

 

Categorias:Terra da gente

4 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 201.34.255.138 - Responder

    O único cidadão que ganha algo nessa parada aí é aquele que desliga a televisão… A programação da TVCA é um lixo e são lixo também o tal Jajah Neves, o Roberto “Pança”, o Antero “Vanderléia” e o Lino “Sanguessuga” Rossi…

  2. - IP 189.59.69.195 - Responder

    Se livrar da Grobo e cair na cantilena de Anterinho, Roberto Flança e Lino Rossi, é pra morrer de tédio ou de ódio…

  3. - IP 179.252.83.124 - Responder

    Ainda bem que você avisou NUNCA VOU ASSINAR A NET

  4. - IP 201.71.158.130 - Responder

    Muito boa a informação. Eu que tenho uma TV da Claro, já estou pensando em mudar, pois sempre que quero dar uma olhada no programa do Roberto França, tenho que passar à antena externa, porque a TV Rondon não está na grade

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

20 − 12 =