PUBLICITÁRIO CLÁUDIO CORDEIRO dá seus pitacos sobre a campanha para os candidatos de Mato Grosso. “Atue de mãos dadas com sua agência de propaganda, seu consultor politico e um puta de um jurídico, além, é claro, de um contador para prestação de contas” – escreve Cordeiro.

  Claudio Cordeiro é publicitário em Cuiabá. Diretor da Cordeiro Comunicação Integrada. Consultor politico da ABCOP. Presidente do SINAPRO-MT - Sindicato das Agências de Propaganda de Mato Grosso


Claudio Cordeiro é publicitário em Cuiabá. Diretor da Cordeiro Comunicação Integrada. Consultor politico da ABCOP. Presidente do SINAPRO-MT – Sindicato das Agências de Propaganda de Mato Grosso

Ganhar é fácil, perder que é o difícil
POR CLAUDIO CORDEIRO

Se você não fez o dever de casa um ano antes, hummmmm, é o primeiro passo para dificultar um trabalho. Então vamos lá.

Você precisa formar uma equipe de trabalho boa e começar a treiná-la, porem, se são confiáveis você descobrirá logo, logo. Nesse processo existem muitas pessoas que trabalham para diversos candidatos ao mesmo tempo, passando informações sigilosas, esse é o primeiro passo.

O segundo passo é descobrir qual é a sua bandeira e qual a região que você pretende ganhar votos, voto é emoção, se ganha. Experimente pegar um mapa físico e vá assinalando quem são as suas lideranças, amigos, pretensos colaboradores, prefeitos, vereadores, políticos que não foram eleitos, etc. e vá mapeando, colocando números de eleitores e a quantidade provável de votos que possa conseguir em cada região que você escolheu para atuar.

Não se esqueça de envolver toda sua família e se você sentir que ela esta imbuída nesse processo, você acaba de dar um grande passo. Feito isso você terá um mapa de sua campanha dividido em regiões, para pesquisa isso é ótimo. Pasme, você verá que existem muitos lugares onde você não possui conhecimento ou controle, essa é a sua primeira leitura visual. Conhecendo as suas deficiências comece a trabalhar para saná-las.

Gente, campanha para Deputado Estadual é feita no atacado e nunca no varejo, nunca como a de Vereador que é feita corpo a corpo. Partindo dessa premissa as suas reuniões principais serão com lideres de cada região, traga-os para sua campanha, só assim conseguira maior número de votos.

O uso da internet neste pleito será fundamental mas, pelo amor de Deus, não deixe seu sobrinho administrar esse processo, a coisa tem que ser profissional e full time, pois são diversas ferramentas com características diferentes, e só com uma empresa você conseguirá um bom resultado.

Como diz Alvin Tofler, “ Ou você tem uma estratégia própria, ou então é parte da estratégia de alguém”, “ O conhecimento é a fonte mais democrática de poder”. Partindo desses pensamentos monte sua estratégia com um profissional e persista nessa caminhada.

Saber aonde está, como conversar, saber o que essas tribos pensam, o que elas desejam, qual a melhor forma de comunicação, diálogo, em qual contexto social esta inserida raça, religião, idade, sexo, enfim, essa é a tal da convergência social.

Atue de mãos dadas com sua Agencia de Propaganda, seu Consultor Politico e um puta de um jurídico, além, é claro, de um Contador para prestação de contas e demais estruturas.

Nunca se esqueça de quando tiver a disponibilidade de um discurso peça o voto pois muitos candidatos se empolgam com discurso longo, cansativo e, ainda por cima, se despede sem pedir o valioso voto, o voto é dado, você tem que pedir.

Mais de 40% do investimento em dinheiro durante a campanha some, sabe por quê? Mais uma vez falta de planejamento. Outra pesquisa interessante é que o eleitor presta atenção nos primeiros quinze dias de lançamento de sua campanha e nos quinze últimos, então faça um puta lançamento, direcione suas energias para tal, mostre a que veio, isso fará a diferença.

Me lembro de uma campanha recente que fiz, onde o candidato majoritário, preocupado com os gastos de campanha ficava sempre no comitê, contando santinhos e fazendo contas. Isso serve para todos, esqueça os comitês fique na rua pedindo voto, fazendo reuniões, enfim, direcione todas as suas forças para esse fim, esqueça que tem amigo, churrasqueira, esposa, filhos, esqueça também que você tem hora para acordar e para dormir. Com certeza isso pode parecer duro mas em dois meses de trabalho você colherá os frutos. Comitê é para o gerente, ele tem que ter autonomia para administrar e resolver problemas.

Para exigir, pague o seu funcionário, pare de fingir que você paga que ele para de fingir que trabalha. Chega de promessas vazias, se não der não prometa, você vai conquistar o eleitor com a sua honestidade.

Existem quatro tipos de candidatos, veja onde você se encaixa e construa a sua oratória. Não se esqueça de criar um plano de trabalho coerente e que realmente você possa cumpri-lo. Mostrar nesse pedaço de papel o que você já fez é perda de tempo, o eleitor quer saber o que você fará por ele, e não o que já fez. E caso queira se aprofundar mais nos quatro tipos de homem publico leia o livro “O Estado espetáculo”, de Roger – Gérard Schwartzenberg.

Os veículos de massa os quais estão disponíveis para propaganda tais como o jornal impresso e o horário politico gratuito de televisão e radio devem ser otimizados ao máximo dentro do planejamento que estamos falando.

Se oriente bastante com a pessoa que você contratou e pare de dar ouvidos ao peru de fora. Em todas as pessoas existe um marqueteiro/palpiteiro que na ânsia de ajudar, além de atrapalhar, enche o saco pra car….. . Essa pessoa desestabiliza todo o processo, principalmente o emocional que, durante a campanha, fica por um triz.

Volto a dizer se você tem um planejamento siga-o até o fim, principalmente isso é a forma de otimizar o pouco tempo e a pouca propaganda disponível que você precisa para emplacar o seu mote. Mais uma coisa: nunca mude seu material, santinho, jingle, cor da camisa, papelaria, durante a campanha, isso é um tiro nos dois pés. Por isso, na hora de contratar o seu consultor politico faça de forma coerente e honesta. É muito importante que haja unidade na comunicação.

Organize bem um formato de distribuição de material, não tenha medo de pedir voto, criatividade é essencial e pra finalizar não deixe a peteca cair, todo esse processo tem que ser crescente, fuja da curva de Gauss.


Claudio Cordeiro é publicitário em Cuiabá. Diretor da Cordeiro Comunicação Integrada. Consultor Politico da ABCOP. Presidente do SINAPRO-MT

Categorias:Jogo do Poder

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

5 × cinco =