PREFEITURA SANEAMENTO

PT, PC do B e PDT se unem para lançar Juiz Julier à Prefeitura. Procurador Mauro e PSOL ficam de fora da unidade da esquerda.

julier com o pt na pagina do e

A professora Enelinda Scala recepcionou Miranda Muniz (PC do B) e Julier Sebastião (PDT), no Centro Cultural da UFMT

 

 

 

O Partido dos Trabalhadores (PT), o Partido Comunista do Brasil (PC do B) e o Partido Trabalhista Democrático (PDT) resolveram forjar uma unidade em torno do nome do juiz Julier Sebastião para a disputa da Prefeitura de Cuiabá. É o que ficou consagrado na plenária de tática eleitoral que o PT realizou neste sábado, 9 de julho, no Centro Cultural da UFMT, em Cuiabá.

O entusiasmo com a aliança da esquerda, que já vem sendo consolidada desde a formação da Frente Brasil Popular para a defesa do mandato da presidenta Dilma, marcou as eleições.

O Centro Cultural da UFMT esteve meio vazio mas a plenário atingiu o quorum e a unidade em torno de Julier foi aclamada por unanimidade. Não houve grande polarizações.
Julier e Ságuas Moraes fizeram os pronunciamentos mais longos, abordando, principalmente, o golpe que se abateu sobre o País e o desastre político que vem marcando a ação do governo golpista do vice-presidente Michel Temer.

Para o Julier, o golpe marcou uma derrota momentânea da esquerda mas há condição de reverte-lo, com a retomada do poder pela presidenta Dilma. Ele acredita que o mais importante é tirar lições desse momento de derrota e retomar o protagonismo político em favor das camadas mais pobres da população. “Só um governo de esquerda para atender aos pobres, que são aqueles que verdadeiramente precisam do Estado. É o que pretendemos fazer em Cuiabá: governar para os pobres, desenvolvendo políticas públicas que venham das periferias para o centro da Capital, invertendo a lógica do que está sendo feito pela atual administração do empresário Mauro Mendes”.

Julier também condenou o “mauristério”, o secretariado machista de Mauro Mendes, que não conta com uma única mulher como secretária. Ele disse que Mauro repete Michel Temer com seu “machistério”, onde tem sido muito criticada o fato de não ter sido escolhida uma única mulher para qualquer um dos ministérios da República.

As convenções que homologarão a coligação em torno de Julier ficaram marcadas, pelos três partidos, para o próximo dia 30. Em entrevista à PÁGINA DO E, Julier Sebastião lamentou a postura do Procurador Mauro Lara, pretenso candidato a prefeito pelo PSOL que tem se recusado sistematicamente a conversar com as demais forças de esquerda, em Cuiabá. No plano nacional, o PSOL tem sido atuando na defesa do mandato da presidenta Dilma e no combate ao governo golpista de Michel Temer, participando da Frente Brasil Popular, posição que é refutada pelo Procurador Mauro.

Vicente Avila, economista, e militante histórico do PT, falou sobre a nova onda do neoliberalismo durante a plenária do partido

Vicente Avila, economista, e militante histórico do PT, falou sobre a nova onda do neoliberalismo durante a plenária do partido

1 Comentário

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 187.24.255.182 - Responder

    Será que o procurador Mauro Lara virou coxinha? Quem não está na “Esquerda” é porque está na “Direita”?

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

onze − cinco =