gonçalves cordeiro

PROFESSORA MARIA LUCIA: Depois de 45 anos, cabeça erguida e dever cumprido! Obrigada, UFMT!

 

Cabeça erguida e dever cumprido!

Professora Maria Lúcia

Finalmente, no 23 de fevereiro deste ano, foi publicado o ato de minha aposentadoria na UFMT. Foram 45 anos de muita dedicação, amizades, aprendizado e realizações.

Fui contratada no dia 3 de março de 1973, aos 21 anos de idade, recém-formada e vinda do interior de São Paulo. A UFMT, fundada em 10 de dezembro de 1970, engatinhava. Aqui em Mato Grosso finquei raízes: no campo pessoal constitui família, tive filhos e ganhei netos; na UFMT realizei o que estava ao meu alcance.

Tive o privilégio, além da docência na área de Letras e da Educação, de participar da administração universitária como coordenadora de curso, chefe de Departamento, diretora do CLCH, coordenadora de Extensão, Pró-reitora de Graduação e Reitora, no período de 2008 a 2016.

Na reitoria, pude representar a UFMT no contexto nacional, seja como Presidente da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior no Brasil – ANDIFES, órgão que congrega os dirigentes de todas as universidades federais, seja como Presidente do Grupo Coimbra de Universidades Brasileiras.

No exercício da reitoria, juntamente com uma equipe excepcional de pro-reitores, secretários, diretores de institutos e faculdades, chefes de departamento, coordenadores de curso, membros dos órgãos colegiados e, principalmente, com apoio dos professores, técnicos e estudantes, foi possível realizar uma gestão que considero muito significativa.

Criamos mais de 70 cursos de graduação, dentre eles mais dois cursos de medicina nos campus de Sinop e Rondonópolis. Criamos 45 novos cursos de pós-graduação stricto sensu, mestrado e doutorado, inclusive com a oferta dos primeiros cursos de mestrado e doutorado nos campus do interior. Fizemos mais de 200 obras na UFMT, edificando 3 campus: Barra do Garças, Sinop e Várzea Grande. Contratamos mais de 600 professores e mais 500 técnicos, que nos ajudaram, juntamente com os demais a elevar nossos índices de qualidade. Saltamos do 77º lugar para 33º no ranking nacional de universidades brasileiras.

Nosso IGC (Índice Geral de Cursos) avançou de 3 para 4, na escala de 0 a 5. Triplicamos o nosso orçamento. Criamos 4 novos restaurantes universitários. Criamos o auxílio moradia e garantimos preço do restaurante subsidiado para estudante de baixa renda. Criamos as cotas, antes de a Lei federal ser aprovada, com garantia de 50% das vagas para estudantes oriundos da escola pública; aderimos ao ENEN/SISU, como meio para se alcançar maior inclusão social e democratização de acesso.

No meu percurso de 45 anos na UFMT, lutei pela interiorização da UFMT, seja mediante os cursos fora da sede, seja pela educação à distância.

Acredito na educação como um bem social.

Aos colegas professores, técnicos, estudantes, aos amigos e, sobretudo a minha família, meus eternos agradecimentos.

A luta continuará na busca de contribuição para a construção de uma sociedade mais democrática, mais justa e mais inclusiva. Obrigada UFMT, obrigada a todos e todas que fizeram parte de minha caminhada. Fui muito feliz nesses 45 anos e saio com a cabeça erguida e a certeza do dever cumprido.

Professora Maria Lúcia é ex-reitora da UFMT.

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

10 + 1 =

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.