Paulo Prado será nomeado na 1ª semana de janeiro

Paulo Prado retorna ao comando do Ministério Público, em Mato Grosso, a partir de março de 2013

O procurador Paulo Prado – coordenador do Grupo de Atuação Contra o Crime Organizado (Gaeco) deverá ser nomeado procurador-geral de Justiça na primeira semana de janeiro. Atualmente o cargo é ocupado por Marcelo Ferra de Carvalho.

Ele encabeça a lista tríplice que será encaminhada ao governador Silval Barbosa (PMDB), após obter 108 votos, seguido do promotor José Antônio Borges (que atua no Centro de Apoio Operacional – Caope) que teve 88 votos e de Roberto Aparecido Turim (que atua na Promotoria de Defesa do Patrimônio) que conquistou 85 eleitores.

Após a homologação da eleição, o Colégio de Procuradores deve enviar no primeiro dia útil de janeiro a lista ao governador Silval, a quem cabe à indicação do novo procurador-geral, num prazo de 15 dias. O peemedebista deve respeitar a escolha dos membros do órgão e nomear o procurador Paulo Padro.

As eleições foram realizadas no dia 5 de dezembro, na sede da entidade no Centro Político e Administrativo de Cuiabá.

As cédulas de votação foram remetidas aos 199 procuradores e promotores de Justiça, sendo que alguns já haviam encaminhado seus votos para a Comissão Eleitoral. O voto foi secreto e todas as cédulas foram abertas no momento da apuração.

A posse está prevista para a primeira quinzena de março.

com informações do MATO GROSSO NOTICIAS

3 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 189.0.154.57 - Responder

    Se nosso amigo Paulo Prado voltar a chefiar a PGJ vai ser uma pena para a sociedade. é que ele passou a gostar de atuar só onde não há perigo. Mostrou isso no Gaeco, onde os criminosos de colarinho branco ficaram tranquilos, pois, ele só foi atrás de criminosos sem costas largas. Uma pena para a sociedade.

    • - IP 201.24.147.249 - Responder

      Uma pena ter ocorrido isso. Enquanto isso na ALMT é tudo festa na floresta.

  2. - IP 186.213.227.223 - Responder

    Crystal Night Club!

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

17 − 15 =