PAULO BOMFIM: Reconstrução de ponte na Chapada vira caso de Polícia

Bomfim

Quando a reconstrução de ponte vira caso de polícia

Paulo Bomfim

Transformou-se em caso de polícia a reconstrução da ponte do Buritizinho na estrada que dá acesso à Vila João Carro, Distrito da Água Fria em Chapada dos Guimarães.

Isto porque a Prefeitura tendo contrato com a empresa JF Marques Rodrigues Serviços, cuja vigência é de 05/02/2019 a 05/02/2020, com objeto de reforma ou reconstrução de pontes de madeira sobre córregos e rios na área rural do município de Chapada dos Guimarães, mostrou-se inerte para a agilização do conserto da ponte do Buritizinho.

Soma-se a este fato a Interdição da Balsa Quilombo que faz a travessia entre o Distrito da Água Fria e a Vila João Carro, pela Marinha do Brasil, no início do mês de julho, portanto, há quase 60(sessenta) dias, pois esta Balsa está em estado precário de operação mecânica e, também, não oferece condições de segurança para a trafegabilidade, pois faltam boias e coletes salva-vidas, além da ausência da sinalização náutica.

Desta forma a comunidade de João Carro ficou quase que isolada, pois a última alternativa é tentar passar por estradas, em propriedades particulares, e outras municipais em estado muito crítico, o que acrescenta 25 quilômetros a mais no percurso até a cidade de Chapada dos Guimarães.

Esta ponte, do Buritizinho, já se encontrava em precário estado de conservação, fazem muitos anos e o secretário municipal de obras Sr. Zeno, no início deste mês de agosto, há 19( dezenove) dias, tomou a iniciativa de descontruir o que restava do assoalho da ponte sem que fosse providenciada a imediata a sua reconstrução total.

E como não bastasse o descaso da prefeitura com a comunidade local, foi divulgado que esta reconstrução da ponte custaria R$ 120.000,000 (cento e vinte mil Reais) aos cofres públicos municipais. Este valor, estima-se dá para construir 3 (três) novas pontes.

O que gerou indignação aos membros da comunidade foi a divulgação, em rede social neste último final de semana, pelo Sr. Paulo César – Suplente de Vereador, representante da comunidade de João Carro, o fato de que a empresa JF Marques Rodrigues Serviços, começou a suposta reconstrução neste sábado dia 17 e está usando do artifício de reutilizar as madeiras velhas e podres, pregando-as às outras madeiras, igualmente podres do alicerce e pintando-as para parecerem novas. Isto é um crime.

A Sra. Prefeita, Thelma de Oliveira, convocada pela Dra. Anízia, Promotora da 1º Promotoria Cível do Ministério Público de Chapada dos Guimarães, para tratar da situação do restabelecimento da operação da Balsa Quilombo,  esteve na última terça-feira dia 13, em que comprometeu-se com o MP a restabelecer a circulação de veículos na ponte do Buritizinho, até no máximo dia 21, quarta-feira desta semana.

Ponte do Buritizinho

Como, seguramente, a prefeitura não está realizando a devida fiscalização do contrato desta empresa JF Marques Rodrigues Serviços, no cumprimento de suas obrigações contratuais e sobre as suas condutas; com as denúncias realizadas pelo Sr. Paulo César, este prazo não será cumprido. 

E com este imbróglio os contribuintes e a população da comunidade da Vila João Carro permanecem em dificuldades de locomoção e havendo a necessidade de transportes de doentes ou acidentados com urgências médicas,

Hoje, segunda-feira, dia 19, fui a Delegacia de Polícia Judiciária de Chapada dos Guimarães e registrei um Boletim de Ocorrência nº 2019.246188, narrando os acontecimentos e anexei as fotos, vídeos e áudios fornecidos pelo Sr. Paulo César, Suplente de Vereador, representante da comunidade de João Carro, que constatou in loco e denunciou as irregularidades, em rede social. Solicitei audiência com o Delegado, Dr. Hércules, que prontamente irá analisar o caso e proceder com a instauração de Inquérito Criminal.

O Ministério Público também já está acionado.

Tempos difíceis em Chapada dos Guimarães e em nosso Brasil.

 

Paulo Bomfim é cidadão e eleitor de Chapada dos Guimarães

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

3 × quatro =