CUIABÁ: Parada Gay, dia 31, partirá da Avenida Mato Grosso

A programação da Parada deste ano é extensa, tem início esta semana. No dia 25 acontecerá, na boate ZumZum o concurso “Drag da Parada” e exposição de artes produzidas pelas travestis que estão presas no Centro de Ressocialização do Carumbé, em Cuiabá. O Dia da Visibilidade Lésbica, 29, a partir das 19h, no Palácio da Instrução, no centro velho de Cuiabá, será celebrado com poesia, música e outras atividades.

Atividades começam esta semana

A Parada da Diversidade Cultural, comumente denominada “Parada Gay”, agendada para o dia 31 deste mês, mudou o percurso tradicional para chamar a atenção das autoridades do Poder Judiciário e do governo do Estado.

Ao invés percorrer a área central, passando pela avenida Getúlio Vargas, como aconteceu em 9 edições, seguirá pela avenida Historiador Rubens de Mendonça(do CPA), a partir do cruzamento com a Mato Grosso, até a Praça das Bandeiras, que fica a poucos metros do gabinete do governador Silval Barbosa e da presidência do TJMT.

Conforme Clovis Arantes, um dos organizadores, pelo menos 24 homossexuais foram assassinatos em Mato Grosso nos últimos três anos. O pior disto, denuncia, é que nenhum dos assassinos está preso esperando ou cumprindo condenação por matar pessoas por causa da diferença de orientação sexual.

Além disso, reclama, as propostas discutidas com o governo nos últimos dois anos não saíram do papel. Como exemplo, citou o Conselho de Direitos Humanos, que já deveria está em pleno funcionamento.

A 10º Parada da Diversidade vem com o tema: Homofobia tem cura – Educação ou Criminalização. Como essa abordagem, diz Arantes, pretendem mostrar que aquele que apreende a odiar também pode aprender a amar.

Arantes, que representa a ong Livre Mente, destaca a importância de falar sobre homofobia porque essa é uma forma de violência que muitas vezes acaba em crimes de morte.

No entendimento dos organizadores, pela educação, seja forma ou não, a sociedade pode aprender a respeitar o outro não pela orientação sexual, religiosa ou outra condição, mas pelo ser humano que é, com obrigações e direitos iguais, como prevê a constituição brasileira.

Clovis Arantes observa que quando vai pagar seus impostos, o IPTU, por exemplo, ninguém pergunta se ele é ou não homossexual. “Por que nas obrigações somos iguais e nos direitos não?”, questiona.

A programação da Parada deste ano é extensa, tem início esta semana. No dia 25 acontecerá, na boate ZumZum o concurso “Drag da Parada” e exposição de artes produzidas pelas travestis que estão presas no Centro de Ressocialização do Carumbé, em Cuiabá.

O Dia da Visibilidade Lésbica, 29, a partir das 19h, no Palácio da Instrução, no centro velho de Cuiabá, será celebrado com poesia, música e outras atividades.

As atividades incluem ainda um seminário sobre Educação e Homofobia, com formação de grupos de discussão e debates para elaboração e apresentação de propostas aos órgãos públicos nas diversas áreas. Hoje à tarde, os organizadores vão se reunir para ouvir das ongs participantes os nomes que concorrerão ao título de madrinhas, ou madrinhas, da Parada. (AA)

fonte DIÁRIO DE CUIABÁ

5 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 201.47.154.124 - Responder

    Essa tal Parada foi bolada ,para chocar a sociedade e as familias de um modo geral,senão, porque então não vão todos vestidos e com mensagens contra o preconceito?Fazem para chocar e quando choca acham ruim.

  2. - IP 200.175.151.209 - Responder

    Bom, meninas, ser Gay é uma opção sexual como qualquer uma das outras, vocês só não necessitam baixar o nível. Porque aparecerem semi-nuas? Vocês geralmente são profissionais de primeira, ótimos cabeleireiros, artistas de todos os ramos, profissionais autonômos de várias profissões no melhor estilo possível, porque então, não apresentear-se nas passeatas com suas roupas normais? Bem vestidos como ficam em casa ou no trabalho? Não precisam expor o corpo para reinvidicar respeito, assim, vocês só o perdem, pois querendo ou não, a sociedade tem principios morais rígidos, e todo aquele que se desvia deles é taxado como não merecedor de respeito. Vocês já conseguiram muito direitos nos últimos anos, porque denegrir a imagem de vocês com protestos exagerados? Vocês são lindos e estão distribuidos por várias classes de profissionai de primeira categoria, não se mostrem como se fossem apenas prestadores de serviços sexuais. Vocês não merecem isso. Não deixem que ninguém os faça passar por isso, pois a mídia só quer ibope e mulher ou homem semi-nus à mostra dá ibope. Fiquem espertos…

  3. - IP 201.67.101.112 - Responder

    O direito a livre escolha da opção sexual perde muito da sua sustentação por causa dos excessos dos Gays e Lesbicas . Em nome de uma pseudo-liberdade , saem às ruas seminus , vestidos como palhaços e artistas mambembes , chocando e ofendendo o pudor alheio , ignorando que se querem o respeito da sociedade , precisam primeiramente respeita-la , pois ignoram ou tentam ignorar o fato de que são uma minoria . Nessa balbúrdia ignóbil , perdem todos; os que são , os que não são e os que estão querendo ser.

  4. - IP 189.111.22.49 - Responder

    numa proxima oportunidade eu vou estar la com minhas amigas

    • - IP 186.207.145.29 - Responder

      lindas ei gente gostariade saber noticias de roberta tenuta ai de cuiaba por favor quakqer noticia me mande um alo um beijao no umbigo de cada uma das bonecas mais lindas do brasil vcs ai de cba… aquele abraçao***

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

5 × 5 =