Republico, abaixo, versão estendida do artigo publicado na edição impressa do Diário de Cuiabá, nesta sexta, 3 de março.   Bolsonaro e Pignati Por Enock Cavalcanti     Meus amigos, meus inimigos: o agro é pop, grita a Rede Globo. O objetivo é exaltar as atividades daqueles produtores que militam na Agricultura, em nosso País. E os números da Agricultura conquistados em nosso Estado são mesmo para babar. Mais de 100 milhões de toneladas de soja! E ainda tem...Continue lendo

 Por Cynara Menezes, em seu blogue A ilha do Dr. Moro (e suas estranhas criaturas) Ilustrações: Mário César Este mês se completam três anos desde que se iniciou a operação Lava-Jato, com a ambição de “acabar com a corrupção na política brasileira”. Mas o que ocorreu com o país de lá para cá? Uma presidenta petista foi arrancada do poder e um ex-presidente petista está sendo ameaçado de prisão. No entanto, 38 fases depois, nenhum membro do PSDB foi indiciado. E...Continue lendo

POLÍTICA Xadrez da delação do fim do mundo em uma 4a feira cinza Luis Nassif, em seu blogue Peça 1 – a dupla conspiração O leitor Marcos Antônio trouxe uma das melhores narrativas para explicar o quadro político atual (https://goo.gl/4PESgu). Tomo emprestado a tese principal. A fragilidade política de Dilma Rousseff, o avanço da crise econômica e o pré-ensaio bem-sucedido da AP 470 despertaram dois movimentos simultâneos de desestabilização política do governo Dilma. O primeiro, uma frente composta pelo PSDB,...Continue lendo

Foto: Gcom-MTCentral de monitoramento da Sesp-MT Trinta e um municípios de Mato Grosso não registraram nenhum homicídio em 2016. São cidades de até 7 mil habitantes e em todas as regiões do Estado, como: Nova Santa Helena, no Nortão, Nova Nazaré, no Araguaia e Rondolândia, na divisa com Rondônia. O comandante geral da Polícia Militar, coronel Jorge Luiz de Magalhães, diz que mais do que comemorar os resultados das cidades sem nenhum registro de assassinato, o importante mesmo foi a redução dos...Continue lendo

Dramaturgo alemão já apontava a mentira e a ignorância como armas utilizadas para manter a arquitetura opressiva Jornal GGN – “De que serve escrever frases corajosas mostrando que é bárbaro o estado de coisas em que nos afundamos (o que é verdade), se a razão de termos caído nesse estado não se descortina com clareza?”, o questionamento faz parte da conclusão do artigo à seguir, escrito pelo poeta e dramaturgo alemão Bertolt Brecht, em 1934. Naquele momento ele já apontava...Continue lendo

O Carnaval, Carnis Valles, ou os prazeres da carne Foto: Guilherme Santos / Sul21 | Milton Ribeiro, no jornal Sul21 Tal como o Natal, o Carnaval é uma festa anterior ao Cristianismo. É comemorado há pelo menos 10 mil anos. Existia no Egito, na Grécia e na Roma antigos, sempre associado à ideia de fertilidade da terra. Era quando o povo comemorava a futura boa colheita, a proximidade da primavera e a generosidade dos deuses. A festividade começou pagã e...Continue lendo

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou seguimento (julgou inviável) ao Mandado de Segurança (MS) 27935, impetrado pelo Estado de Mato Grosso contra decisão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que determinou ao Tribunal de Justiça local (TJ-MT) que se abstenha de realizar qualquer pagamento mensal aos magistrados a título de “auxílio-transporte”. O ministro observou que, como o benefício não é previsto na Lei Orgânica da Magistratura (Loman) e a competência privativa para legislar sobre o tema...Continue lendo

As verdades inconvenientes que a campanha “Agro Pop” tenta esconder Por Rafael Rioja Arantes, no site ideiasnamesa.unb.br Desde meados de 2016 a Globo passou a exibir no horário nobre de sua programação e com múltiplas entradas a campanha “Agro é Pop, Agro é Tech, Agro é tudo”. Concebida pela gerência de Marketing e Comunicação da própria emissora, os vídeos de 1 minuto continuarão a ser “martelados” nos intervalos das novelas, jornais e programas até junho de 2018. Segundo os criadores,...Continue lendo

ACADÊMICOS DAS REBIMBELAS Por José Antonio Lemos       Foi estarrecedora a desdenhosa atenção dada pelos governo do estado e Federação Mato-grossense de Futebol pela realização do jogo São Paulo x PSTC do Paraná pela Copa do Brasil no próximo dia 1 de março na Arena Pantanal. Mesmo a Arena seduzindo por seu próprio poder atrativo sucessivos eventos de caráter nacional e internacional, o governo e Federação fazem sempre questão de chegar fora de hora alegando dificuldades ridículas, facilmente superáveis por...Continue lendo

O samba-enredo intitulado “Xingu, o clamor que vem da floresta” agradou a entidade por tratar da situação dos povos indígenas, descendentes de escravos libertos, quilombolas, e outras comunidades de pobres no campo, além de alertar para os riscos do agronegócio Do Congresso em Foco O tema do carnaval de uma das maiores escolas de samba do Rio de Janeiro desagradou entidades de classe ligadas a agropecuária e até políticos do Congresso Nacional. No entanto, a proposta do samba-enredo intitulado “Xingu,...Continue lendo