O Estadão puxa hoje o debate sobre possível abuso de autoridade praticado na prisão de Daniel Dantas, Naji Nahas e Celso Pitta, com artigo do próprio juiz Fausto Martin de Sanctis (foto), que determinou as prisões. No contraditório, arrtigo de  Adriano Salles Vanni, advogado criminalista e membro do Instituto de Defesa do Direito de Defesa (IDDD) e conselheiro do Movimento de Defesa da Advocacia (MDA). Entre nesta discussão. Protestos verbais Não houve abuso de autoridade na Operação Satiagraha por Fausto...Continue lendo

Deu no Terra Magazine: O crime organizado ganhou de novo. Por Wálter Fanganiello Maierovitch, do IBGF* Quanto está a partida? Já perdi a conta. Por baixo, 500 a 2. Não adianta reclamar, pois gol com auxílio de juiz entra na contagem. Por mera coincidência e depois de uma reunião da qual participaram Lula, o presidente do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, o ministro da Defesa, Nelson Jobim e o da Justiça, Tarso Genro, veio a notícia do afastamento do presidente...Continue lendo

Parlamentar que tem defendido e conquistado permanentes investimentos do Governo Federal para as regiões agrícolas de Mato Grosso, a senadora Serys Slhessarenko (PT-MT) comemorou nesta quinta-feira (17) o aumento da produção brasileira de grãos, conforme os resultados da pesquisa divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De acordo com a pesquisa, a safra de 2007 foi de 133,3 milhões de toneladas – 13,7% maior do que a do ano anterior. A área plantada, no entanto, foi 1,5% menor...Continue lendo

Em Cuiabá, a prefeitura está sendo disputada por Wilson Santos, candidato à reeleição, e por Walter Rabelo, Mauro Mendes, Valtenir Pereira e Procurador Mauro. O mais importante espaço de enfrentamento dos candidatos, entendo eu, são os debates na TV, onde eles aparecem sem toda aquela "maquiagem marqueteira" que costuma caracterizar os programas eleitorais. A TV Centro América, nossa Globo local, já acertou com as assessorias dos candidatos que o único debate que promoverá, antes da realização do primeiro turno, acontecerá...Continue lendo

Merece ser lida com atenção a entrevista que o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Carlos Ayres Britto concedeu à Veja e está nas bancas. A justificativa de Ayres Britto para vetar a candidatura de políticos de ficha suja – tipo nosso deputado Geraldo Riva, aqui em Mato Grosso – é perfeita. Ayres de Britto defende que candidatos com ficha suja sejam impedidos de se candidatar com um argumento irresistível: "A regra segundo a qual ninguém será considerado culpado até...Continue lendo

É preciso ter paciência para entender o rolo da Cooperlucas. A PÁGINA DO E tem esta paciência. A PÁGINA DO E entende que a disputa pelos 13 milhões depositados na Conta Única do Poder Judiciário, que até o STJ já reconheceu que pertencem por direito a Pedro Pereira de Souza, traduz basicamente, através dos anos, uma disputa entre Pedro Pereira de Souza e o empresário, sojicultor e atual deputado estadual Otaviano Piveta, com Piveta tendo do seu lado, como forte...Continue lendo

CACCIOLA E DANTAS: AS DUAS FACES DE FHC Por Paulo Henrique Amorim   . As mãos do Farol de Alexandria devem estar suadas. . Ontem e hoje, nas imagens da televisão, ele reencontrou dois fantasmas que vão persegui-lo para o resto da vida. . Dois foragidos da Lei. . Dois que se beneficiaram da Justiça dos ricos: Salvatore Cacciola e Daniel Dantas. . Dois que nasceram no ventre gordo da privatização e do socorro aos bancos que caracterizaram a gestão...Continue lendo

Alguém me pára em uma esquina e me pergunta: por que é que você consegue tratar tão abertamente destas questões que envolvem o deputado Geraldo Riva e a grande maioria dos jornalistas de Cuiabá e de Mato Grosso se calam? Acho que só os jornalistas de A Gazeta, do Diário de Cuiabá, da Folha do Estado, da TV Centro América, etc, para se explicarem devidamente, jamais vou poder falar por eles. Mas faço, evidentemente, minhas cogitações, que não sou uma...Continue lendo

Enquanto os jornalões de Cuiabá se omitem, os fatos vão acontecendo. É a vida que segue, enquanto os jornais comprometidos preferem prevaricar. É evidente que estou falando das disputas dentro do Tribunal de Justiça de Mato Grosso. Nesta quinta-feira, o julgamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) proposta pelo Ministério Público de Mato Grosso(MP/MT) contra a lei complementar 313/08 foi tirado da pauta do Orgão Especial do Tribunal de Justiça. Os ilustres desembargadores se limitam, nesta tarde de veranico, a...Continue lendo