gonçalves cordeiro

Os 50 anos do golpe militar de 1964 motivam mostra de cinema e debates , na Escola Estadual Presidente Médici, sobre a resistência à ditadura e os novos rumos do Brasil. Será nesta quinta e sexta-feira. Professor João Medeiros colocará em discussão o tema ‘Médici: um ditador para ser esquecido’. Confira toda a programação

escola presidente medici - 50 anos da ditadura

Propondo reflexões sobre o período da Ditadura Civil-Militar, a Escola Estadual Presidente Médici promove nos dias 3 e 4 de abril, a ‘ 1ª Mostra de Cinema 50 anos & Debates sobre a resistência a ditadura’. O evento terá início às 7h30 e irá possibilitar o amplo debate sobre o tema com os estudantes do Ensino Médio e comunidade, bem como seus desdobramentos, e sua relação com as ditaduras contemporâneas.

A atividade faz parte do projeto ‘Cine Vest’ que atua articuladamente envolvendo as disciplinas de História, Geografia, Sociologia, Filosofia e Português. O projeto conta ainda com a participação dos alunos do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid), da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).

Nos dias de atividades, além da apresentação de obras renomadas sobre a temática como ‘“Zuzu Angel”, do diretor Sergio Rezende, .além de ‘O que é isso companheiro?” e serão apresentadas aos estudantes, uma série de palestras abordando temas como “Imprensa Brasileira e o Golpe Militar de 1964’ (com o jornalista Enock Cavalcanti), ‘Médici: um ditador para ser esquecido’ (com o professor e historiador João Medeiros) ‘O papel do Partido Comunista na Resistência a Ditadura Militar no Brasil’ (com Carlos Veggi), “Ditadura Militar e os Movimentos Sociais” estão entre os tópicos propostos.

Emílio Garrastazu Médici  (Bagé, 4 de dezembro de 1905 — Rio de Janeiro, 9 de outubro de 1985) foi um general que exerceu poder ditatorial no Brasil, entre 30 de outubro de 1969 e 15 de março de 1974. Seu período de governo ditatorial ficou conhecido historicamente como Anos de Chumbo, devido à intensa prática da tortura pelos orgãos de repressão. Sua atuação estará sendo analisada pelo historiador João Medeiros em palestra na Escola Presidente Médici

Emílio Garrastazu Médici (Bagé, 4 de dezembro de 1905 — Rio de Janeiro, 9 de outubro de 1985) foi um general que exerceu poder ditatorial no Brasil, entre 30 de outubro de 1969 e 15 de março de 1974. Seu período de governo ditatorial ficou conhecido historicamente como Anos de Chumbo, devido à intensa prática da tortura pelos orgãos de repressão. Sua atuação estará sendo analisada pelo historiador João Medeiros em palestra na Escola Presidente Médici

 

 

 

medici mostra 1

 

 

medici mostra 2

 

medici mostra 3

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

10 − 5 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.