PREFEITURA SANEAMENTO

Ong Moral manifesta apoio à Operação Ararath e cobra moralização no Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso, com novo julgamento de Silval Barbosa e conclusão do rumoroso caso de Campo Verde, que tem como réu o deputado José Riva e já custou até mesmo o afastamento do diretor da Policia Civil. Para a Ong, a pergunta que fica é a seguinte: “Como poderemos começar outra eleição, sem punir os que corromperam a anterior?” LEIA A NOTA

Ong Moral apóia Operação Ararath e questiona atuação do TRE-MT by Enock Cavalcanti

Novo julgamento de Silval Barbosa está agendado para esta terça (3), no Tribunal Regional Eleitoral. O caso Campo Verde, envolvendo Geraldo Riva se arrasta há tempo, sem que se tenha uma perspectiva de sua efetiva conclusão

Novo julgamento de Silval Barbosa está agendado para esta terça (3), no Tribunal Regional Eleitoral. O caso Campo Verde, envolvendo Geraldo Riva se arrasta há tempo, sem que se tenha uma perspectiva de sua efetiva conclusão. Enquanto isso, o pleno do TRE-MT está exposto como suspeito perante a sociedade, em face dos dados levantados pela PF, MPF e Policia Civil, durante a Operação Ararath, que apontam possível desvio ético dos julgadores e inocentação, a peso de ouro, do atual prefeito de Sinop, Juarez Costa (PMDB)

O Movimento Organizado pela Moralidade Pública e Cidadania – Ong Moral divulgou na noite desta segunda-feira (2) nota manifestando seu apoio à Policia Federal, ao Ministério Público Federal e ao Judiciário Federal pelo êxito da Operação Ararath em Mato Grosso.

No documento, a entidade popular destaca o grave caso de corrupção detectado no Tribunal Regional Eleitoral, que foi a manutenção do mandato do atual prefeito de Sinop “que teria sido inocentado após propina distribuída pelo seu correligionário, o próprio governador do Estado”.

A Ong Moral também alerta para novo julgamento envolvendo Silval Barbosa que acontecerá na manhã desta terça-feira (3) e cobra providências para a conclusão do julgamento do chamado “caso de Campo Verde”, que envolve o deputado estadual José Riva (PSD) e “que já causou até a demissão de um diretor da Polícia Civil”.

De acordo com a Ong, “a questão relativa a esse processo é representativa da impossibilidade da atuação institucional do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso se submeter as chicanas processuais de um corrupto”. A entidade também destaca que, diante das indecisões que vem marcando a pauta de julgamento daquele tribunal, “a pergunta que fica é a seguinte: como poderemos começar outra eleição, sem punir os que corromperam a anterior?”

Confira, no destaque, a íntegra do documento divulgado pela Ong Moral

——————–

PARA SABER MAIS SOBRE AS DENUNCIAS DE POSSÍVEL CORRUPÇÃO NO TRE-MT LEVANTADAS DURANTE A OPERAÇÃO ARARATH, LEIA AQUI

http://paginadoenock.com.br/a-gazeta-empresario-junior-mendonca-revela-banco-clandestino-teria-sido-usado-para-comprar-sentenca-no-tre-e-livrar-prefeito-de-sinop-juarez-costa-pmdb-da-cassacao-junior-diz-que-sacou-r-500-mi/

 

PARA TENTAR ENTENDER O QUE ACONTECEU EM CAMPO VERDE, ACESSE O ARQUIVO DA PAGINA DO E

 

http://paginadoenock.com.br/eleicoes-limpas-desembargador-rui-ramos-ribeiro-presidente-do-tribunal-regional-eleitoral-recebe-integrantes-da-ong-moral-e-garante-que-ate-o-final-de-abril-todos-os-processos-relativos-as-elei/

http://paginadoenock.com.br/riva-perde-mais-uma-na-justica-eleitoral-juiz-ferreira-mendes-derruba-suspeicao-levantada-contra-juiz-jose-blaszak-mantido-como-relator-do-caso-de-campo-verde-caso-ja-levou-ao-afastamento-do-dele/

http://paginadoenock.com.br/desde-que-o-cnj-fez-uma-limpa-e-afastou-10-magistrados-do-tjmt-o-deputado-riva-sempre-a-beira-de-um-ataque-de-nervos-parece-nao-ver-mais-nenhum-magistrado-em-nosso-judiciario-com-competencia-e/

http://paginadoenock.com.br/pedro-taques-e-zeca-viana-parece-que-entendem-mesmo-de-facada-nas-costas-o-baixinho-da-tobiano-do-pdt-de-campo-verde-que-o-diga/

http://paginadoenock.com.br/diante-do-juiz-federal-fabio-fiorenza-delegado-paulo-vilela-nega-ter-favorecido-riva-e-eliene-e-tentado-descaracterizar-crime-eleitoral-em-campo-verde-mas-viagem-de-assessor-de-vilela-em-aviaozinho/

http://paginadoenock.com.br/por-corrupcao-eleitoral-em-campo-verde-riva-e-novamente-processado/

http://paginadoenock.com.br/ademar-adams-juizes-do-tre-assediados-e-vigiados-como-nunca/

http://paginadoenock.com.br/a-rede-globo-de-televisao-e-o-reporter-eduardo-faustini-devem-uma-explicacao-a-sociedade-matogrossense-ong-moral-quer-saber-por-que-o-fantastico-escondeu-reportagem-sobre-geraldo-riva/

http://paginadoenock.com.br/delegado-paulo-vilela-sofre-nova-derrota-e-segue-fora-da-diretoria-da-policia-civil-vilela-e-acusado-pelo-mpf-de-quebra-de-segredo-de-justica-e-prevarizacao-para-favorecer-deputado-riva/

http://paginadoenock.com.br/pedro-taques-melhora-sua-cotacao-quando-encara-o-eder-mas-nao-se-enganem-ele-continua-se-esquivando-de-confronto-contra-riva-e-blairo-maggi-e-um-lutador-do-povo-nao-pode-fugir-eternamente-das-brig/

 

http://paginadoenock.com.br/a-casa-ta-caindo-afastado-da-chefia-da-policia-por-envolvimento-com-riva-delegado-rubens-vilela-comeca-a-ser-julgado-nesta-sexta-pelo-juiz-fabio-fiorenza-na-5a-vara-federal-desembargador-hilton-q/

 

http://paginadoenock.com.br/que-policia-e-essa-mpf-pede-afastamento-do-diretor-da-policia-civil-delegado-paulo-vivela-suspeito-de-tentar-embaracar-investigacao-sobre-crimes-eleitorais-supostamente-cometidos-pelo-superproces/

http://paginadoenock.com.br/justica-federal-investiga-delegado-paulo-vilela-diretor-geral-da-policia-civil-agora-devem-ficar-claros-os-motivos-que-levaram-o-delegado-a-tentar-avocar-para-si-investigacao-sobre-possiveis-crimes/

 

 

 

 

 

 

15 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 179.217.122.159 - Responder

    Acho que justiça se faz com julgamento justo, e não apenas com punições sem critérios!
    Se Riva e Silval devem, que paguem por isso, mas que a condenação seja justa, pois não vejo justiça em simplesmente condenar por condenar!
    Acho um pouco maldosa a nota da ONG Moral no que se refere ao adiamento procedido pelo Dr. Agamenon
    Embora o processo esteja em segredo de justiça, é possível acompanhar mesmo que sem detalhes a sua movimentação! Nesta em seu ultimo adiamento, faz remissão ao Diário Eletrônico da Justiça Eleitoral, logo, basta o “experiente” Adevogado que preside essa ong defensora de meia moralidade, consultar o despacho na edição do DJ informada no andamento processual, logo, ficará sabendo o motivo!

    • - IP 179.82.156.188 - Responder

      Senhor Lucas:

      Por que não vens contribuir com seus brilhantíssimos conhecimentos com a nossa ONG? Não fizemos maldade nenhuma com o juiz Agamenon, pois pelo passado dele nós temos um grande respeito.
      Meia moralidade deve ser a medida do senhor para acompanhar a vida pública do nosso estado.

      • - IP 179.217.122.159 - Responder

        Ademar, apenas vou te considerar um completo moralista quando tiver o prazer de ler um único artigo teu, criticando os mensaleiros!
        Não digo que o meio moralismo da ONG Moral esteja de todo errado, não digo que a luta não é justa, digo meia moralidade, pois moralidade não escolhe lados nem bandeiras, porém lamentavelmente percebo a Ong Moral como uma ong partidária!
        Como exemplo, fez um brilhante trabalho com relação às denuncias que colaboraram com cassação do João Emanuel, contudo, não vi sequer uma manifestação acerca da fraude processual em que o Julio Pinheiro autorizou a suplementação de mais de 300 milhões ao chico galindo!
        Posso aqui me alongar s citar inúmeros exemplos em que a ONG Moral escolhe lados! Trabalha incansavelmente para passar a limpo determinado lado, contudo vira as costas para outros!

  2. - IP 201.67.98.15 - Responder

    A Ong. Moral deixou de apoiar os membros do Ministério Público de Mato Grosso somente por causa de acusações ainda não esclarecidas e sem um julgamento definitivo do Poder Judiciário? Júlio Pinheiro, presidente da Câmara de Cuiabá e pertencente ao PTB de Serys Marli, alvo de severas acusações, ao contrário do MP-MT, continuará recebendo tratamento VIP por parte da Ong. Moral? Dois pesos e duas medidas? As denúncias contra o vereador continuam protegidas pelo mais absoluto silêncio… não creio que seja uma exigência descabida pedir à Ong. Moral que explique como funciona a aplicação desse critério de seletividade aos diversos escândalos que sacodem a vida política da Província de Mato Grosso. O silêncio seria uma forma de sigilo adotado pela Ong. Moral para não prejudicar suas investigações? Não seria nenhuma ofensa perguntar, por exemplo, se o silêncio em relação a Júlio Pinheiro seria um deferimento especial por sua celeridade no processamento da cassação de ex-vereador João Emanuel? Pesa – no silêncio da Ong. Moral – o fato de Serys, Pinheiro, Piveta, Taques e Mendes navegarem no mesmo barco nesta pescaria política de 2014? Ora, na Democracia todos têm suas preferências e escolhas, segundo seus interesses políticos e ideológicos, razão pela qual a Ong. Moral não necessitaria de tantos pudores e faniquitos quando indagada acerca das suas providências em relação a Júlio Pinheiro… mas se prefere o silêncio resta-nos aceitar como uma opção política autorizada pelas regras do jogo, embora não concordemos também por razões de ordem política… Mas são tempos de moralidade relativa e indignações criteriosamente sopesadas… tempos de equilíbrios constrangedores em cordas bambas esgarçadas… E o circo oferece espetáculos de alto risco e perigosíssimas overdoses de adrenalina… A Ong. Moral tem o direito de participar do espetáculo do modo como bem entender e com os trajes que escolher, afinal são chegados os tempos anunciados por todos os profetas…

    • - IP 179.82.156.188 - Responder

      Só que dizer ao homônimo do Brizola quando guri, que a Ong Moral é uma entidade privada, mantida com recursos dos seus poucos associados. Logo não deve satisfação a ninguém. Age movida pela indignação dos seus componentes com a corrupção que devora nossa pátria, desde há muitas décadas.
      O senhor só terá direito a nos cobrar algo, se vier fazer parte da nossa entidade e então trazer suas brilhantes idéias à pauta.
      Fora daí meu amigo, toda essa sua conversa, para nós fiada, mera lana caprina.
      Ou se quiser, também pode fundar a sua Ong e com ela tentar mudar o mundo, sendo a palmatóoria de Deus todos poderoso. Se precisar de know haw, estamos às ordens.
      No mais amigo, ainda tens outro recurso, fazer ações populares contra esses corruptos que você acha que “protegemos”.
      Use esses belíssimos argumentos para cativar os ouvidos às vezes moucos da dona Justiça e quem sabe aí você poderá também ser feliz.

      Ademar Adams – Diretor da Ong Moral

      • - IP 177.221.96.140 - Responder

        Em resumo, todo mundo pode ser cobrado, exceto a ONG Moral.

  3. - IP 179.146.70.245 - Responder

    O TRE-MT FOI TRANSFORMADO EM UMA BANCA DE FEIRA? UMA CASA DE LEILOES? OU SERA QUE FOI SEMPRE O QUE PARECE SER? SERA QUE TODA ESSA BAGUNCA MORAL NAO ESTARIA SERVINDO APENAS PARA INFLACIONAR OS VALORES DAS VAGAS VENDIDAS POR LA…? AFINAL, NAO VIMOS E JAMAIS VEREMOS NINGUEM SENDO PUNIDO PELOS VAMPIROS DE TOGA QUE SAO ESCOLHIDOS A DEDO PARA COMANDAR AQUELAS URNAS SUPER HIPER ELETRONICAS, A NAO SER ALGUNS COITADINHOS DO INTERIOR QUE TEIMEM EM NAO ACEITAR AS SELAS E ESPORAS DOS DONOS DAS GANGS…ESSE LUGAR E TAO PORCARIA QUE NEM PODE SER CHAMADO DE CABARE! UM CABARE TEM REGRAS JUSTAS ONDE QUALQUER UM PELO MESMO VALOR PODE DESFRUTAR DE SUAS “MERCADORIAS”… OU SERIA UMA CABARE PARTICULAR…?!

  4. - IP 200.140.22.80 - Responder

    RENUNCIA, BLAIRO! RENUNCIA, RIVA! RENUNCIA, SILVAL! RENUNCIA, MAURO!…

  5. - IP 200.140.22.80 - Responder

    …RENUNCIA, JAIME! RENUNCIA, TAQUES! RENUNCIA, PIVETTA! RENUNCIA, TOFFOLLI!…

  6. - IP 201.67.98.15 - Responder

    O ilustríssimo Diretor da Ong. Moral, sempre solícito em distribuir pontapés a cada comentário que aponte possíveis incorreções na atividade de sua seletiva associação, abriu a mala de ferramentas como se tivesse disputando a 5ª Divisão do Campeonato Gaúcho de Futebol. E, pasmem, descobrimos que a compreensão democrática de que o Estado de Direito pressupõe a reciprocidade no exercício de direito e deveres não compõe o seu conjunto de instrumentos de trabalho. Nesse sentido, Ademar proclama solenemente “que a Ong Moral é uma entidade privada, mantida com recursos dos seus poucos associados. Logo não deve satisfação a ninguém.” Oh…índio velho, andou tomando chimarrão estragado ou misturado com urtiga ou cogumelo? Que estória é essa que não deve satisfação a ninguém? Para o Diretor daquela associação, a Ong.Moral tem o direito de bisbilhotar a vida de todo mundo e ninguém pode lhe apontar possíveis equívocos e muito menos possíveis omissões e seletividade na sua atividade de fiscalizar a vida alheia? Mas que visão bisonha dos conceitos materiais de Democracia e Estado de Direito. Para Ademar, a Ong. Moral tudo pode e, todavia, não pode ser criticada por quem quer que seja, a não ser após o pagamento de taxa associativa (Ademar se converteu ao Capitalismo?). Diante disso, passemos do circo para o manicômio… e lá, um cidadão que se identifica como Imperador Calígula afirma que seu senador, de nome Incitatus, assessor jurídico do Império, publicou estudos que sustentam a correção e atualidade do pensamento de Ademar Adams. Assim sendo, curvo-me ao entendimento da Ong. Moral e boto minha viola no saco juntamente com minha “lana caprina”… porque o cordial tratamento de Ademar Adams pode muito bem ser contestado e até mesmo suplantado mediante a aplicação de conceitos atuais de Democracia e Estado Democrático de Direito… O que me preocupa é a possibilidade de Ademar determinar ao senador Incitatus que resolva essa pendenga interpretativa… Prometo, ainda, manter o mais absoluto silêncio acerca do silêncio da Ong. Moral em relação às denúncias contra Júlio Pinheiro… afinal Incitatus pode querer resolver tudo com um pontapé, como faz Ademar quando descontente com as opiniões divergentes…

  7. - IP 191.195.242.127 - Responder

    Por que você como cidadão não representa contra o verme-vereador Júlio Pinheiro?
    Ou melhor, como bacharel em Direito, faça a petição, colacione os documentos de prova e eu te prometo que no mesmo dia, vou pegar as assinatura para propor a medida contra o alvazil em nome da Ong MoraL.
    Quanto ao resto da sua papagaiada, Itagiba. vá lamber sabão!

    • - IP 65.49.14.148 - Responder

      O Ademar não consegue ser contrariado sem rodar a baiana e dar seus xiliques!
      Ademar, senta na sua poltrona 36 e relaxa relembrando os velhos e bons tempos em que frequentava a coligay na década de 70!
      Ubirajara, melhor desistir! é mais fácil o grêmio ser campeão de alguma coisa do que a ONG Moral se tornar uma instituição parcial, e deixar de ser usada para atos politiqueiros!

  8. - IP 200.96.136.197 - Responder

    Caro Ubirajara, a ONG Moral não não integra um dos poderes da república. Não passa de um grupo de cidadãos inconformados com a injustiça e com a corrupção. E justamente por não passar de um pequeno grupo de pessoas não tem perna para tudo e fazem o possível, muitas vezes com sacrifício do convívio familiar, do lazer e até financeiro.
    Os integrantes da ONG Moral vivem conclamando a todos para exercerem sua cidadania e fazerem controle social. Infelizmente, a maioria se acovarda e não possui qualquer coragem ou condições morais para confrontar corruptos.
    Quanto ao caso Julio Pinheiro, lamento informa-lo que este caso ainda não foi discutido pelos integrantes da ONG Moral, entretanto, isso não impede que você exerça sua cidadania e peticione na câmara municipal de Cuiabá, popularmente conhecida como casa dos horrores, requerendo os esclarecimentos que julgar adequados e requerendo punição, caso seja identificado eventual ilicitude.
    Em tempo, gostaria de lembrar ao amigo, que foi em razão de requerimento da ONG Moral que ocorreram a cassação dos últimos três vereadores no legislativo Cuiabano. – Claudio Fim – integrante da Ong Moral

  9. - IP 201.88.46.175 - Responder

    Coligay?… Explique isso melhor, Ademar!…

  10. - IP 177.201.98.96 - Responder

    Acho que a Ong Moral , faz sim um bom trabalho , mas essa de “não deve satisfação a ninguém” foi “um ponto fora da curva” .

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

onze + nove =