gonçalves cordeiro

O ponto fora da curva de Zé Pedro Taques. Na reunião dos governadores com a presidenta Dilma, o tucano golpista e trapalhão aparece, na narração do atucanalhado Josias de Souza,  reforçando a truculência de Sérgio Moro ao usar condução coercitiva contra Lula. Faltou a sapatada de Dilma nesse governador que envergonha Mato Grosso. Mas se ela não reagiu à atitude do governador Zé Pedro, que confronta a legislação, reajo eu, Enock Cavalcanti, cidadão mato-grossense

Dilma Roussef, presidenta do Brasil e Zé Pedro Taques, governador de Mato Grosso

Dilma Roussef, presidenta do Brasil e Zé Pedro Taques, governador de Mato Grosso

Os jornais amigos e os jornalistas amestrados aqui de Mato Grosso estão por aí, servis como sempre reproduzindo o comentário do atucanalhado jornalista Josias de Souza, como se o comentário do Josias sobre a participação do nosso governador Zé Pedro Taques no encontro da presidenta Dilma com os governadores tivesse registrado mais um momento “heróico” do nosso apatetado governante.

Eu digo que a manifestação do Zé Pedro, naquela reunião, foi mais um ponto fora da curva, mais um deslize vergonhoso do nosso governador golpista, de tantos deslizes. Justo ele que, em outros tempos, se auto-apresentava como o Senhor Constituição, aparece agora confrontando a nossa legislação apenas para agradar a seus pares da oposição ao PT. Vejam o que relatou o atucanalhado Josias de Souza, em seu blogue no portal do UOL:

 

Dilma Rousseff foi submetida a uma saia justa ao dizer, num encontro com governadores, que ficara “indignada” com o tratamento “desrespeitoso” dispensado a Lula por Sérgio Moro, juiz da Lava Jato. Um dos visitantes, Pedro Taques (PSDB), governador de Mato Grosso, retrucou a anfitriã: “Entendo que não houve desrespeito, presidente. Ninguém está acima da lei.”

Os governadores voaram até Brasília para discutir, na noite da última sexta-feira, o alongamento das dívidas dos seus Estados com a União. Horas antes, agentes da Polícia Federal haviam executado uma ordem de “condução coercitiva” de Lula, para prestar depoimento sobre a suspeita de receber vantagens de empresas pilhadas roubando a Petrobras.

Dilma enxergou na coerção ordenada por Moro um “abuso de autoridade”, pois “bastava convidar” Lula, que “não se negaria a prestar os esclarecimentos”. Ao contraditá-la, Taques chamou Dilma de “presidente”, não de presidenta, como ela prefere. Brindou-a, de resto, com um cerimonioso “vossa excelência”. Ex-procurador da República, ele sapecou:

“Eu não sairia desta sala com a consciência tranquila e não respeitaria o bom povo de Mato Grosso, que me mandou aqui, se não expressasse minha opinião. Entendo que não houve abuso ou perseguição. Ninguém está acima da lei. Todos, inclusive eu, podemos ser investigados. A lei não pode servir para beneficiar amigos nem para prejudicar inimigos.”

 

Fico imaginando que o atucanalhado Josias de Souza não relatou a inteireza dos fatos. Sim, imagino que Josias omitiu aquele momento precioso em que a presidenta Dilma, com olhar entediado, mas com voz firme, deu aquela sapatada no tucano mato-grossense:

“Ora, ora, senhor Zé Pedro, parece que o senhor ouviu o galo cantar e não sabe aonde. O senhor limpou esses seus ouvidos hoje? Evidentemente que ninguém está acima da Lei. Nem o presidente Lula, nem eu, nem o senhor, nem o juiz Sérgio Moro, que já apareceu na mídia caracterizado como marqueteiro mais ilustre e mais ativo do PSDB.

Não venha aqui querer dar lição de moral pois pelo que senhor diz já se vê que sua moral é duvidosa!

O que o senhor está reafirmando,  já foi dito pelo presidente Lula, inúmeras vezes: ninguém está acima da Lei. Lula sempre esteve pronto a depor. Se o senhor (e o atucanalhado Josias de Souza) prestassem atenção no noticiário, veriam que o presidente Lula já prestou três depoimentos, dois à Polícia Federal e um ao Ministério Público Federal. Lula nunca deixou de comparecer. Em nenhum destes houve qualquer confronto ou risco à ordem pública, sabe por que? Por que foram marcados e realizados de forma adequada pelas autoridades envolvidas. Não foi o caso do que o Brasil viu na sexta-feira, para espanto de todos. Só não espantou o senhor, que hoje parece querer pisotear em tudo que ensina como professor de Direito.

O que eu repudio, o que o presidente Lula repudia, e que todos os juristas e todos os cidadãos menos afeitos à desfaçatez neste País estão a repudiar é a truculência do juiz lá de Curitiba. O senhor ainda não soube da manifestação do ministro Marco Aurelio, do STF? Que assessoria descuidada é essa que o senhor tem? Um pouco mais de atenção e o senhor não falaria tanta asneira. Até o ministro Gilmar Mendes, que é lá do Mato Grosso, não teve como respaldar este absurdo. Não venha o senhor defender aqui esta truculência, pois defesa deste tipo sempre contarão com nosso repúdio mais veemente. 

O senhor não pense que está aqui falando para os jornais amigos e os jornalistas amestrados de Mato Grosso, ou para aquela Assembleia cheia de caititus que o senhor tem lá no seu Estado.

A condução coercitiva é medida que cerceia a liberdade de ir e vir e jamais poderia ter sido requerida ou autorizada nos termos em que se deu. A liberdade de locomoção é garantia fundamental, tanto que a legislação estabelece que configura abuso de autoridade qualquer ato de autoridade que possa restringi-la (Lei nº 4.898/65, art. 3º, “a”).”

Bem, tenho a certeza de que a presidenta Dilma disse alguma coisa assemelhada para enquadrar o Zé Pedro, que pretendeu dar uma de moleque na reunião com os governadores.

Bem, e se ela não disse, digo eu, com a certeza de que estarão também dizendo todos aqueles que prezam a Constituição e as Leis do nosso País.

Sim, senhor Zé Pedro Taques, o presidente Lula não está acima das Leis. E tão pouco o juiz Sérgio Moro, dublê de marqueteiro do PSDB.

14 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - Responder

    Enock, plagiando um comentário no Olhar Direto, Pedro Taques poderia ter aproveitado a reunião e ter cobrado Alckmin pelos desvios da merenda em SP, ou Beto Richa pela quebradeira e espancamentos de professores no Paraná…não estavam na reunião, mas ele poderia cobrar Serra pelos desvios no Metrô de SP, ou Aécio por Furnas.
    Mas os puxa-sacos dele estão aí no feicibuque compartilhando e elogiando, aí ele acha que esses bajuladores representam o povo, que todos são bobó xera-xera e não enxergam que ele pia fininho quando a corrupção é tucana. Virou demagogo e oportunista como todo mundo que veio antes dele.

  2. - Responder

    Hummm …. o Enock acabou de romper de vez com Adriana Vandoni ,kkkkkkkkkk

  3. - Responder

    Mandou bem Pedro Taques , ela é PRESIDENTE do país , e não tinha nada que defender o capo ; ela não é representante do pt . é presidente DO PAÍS e deveria manter-se ao largo dessa patifaria. Se quer respeito deve se portar a altura do cargo que ocupa transitoriamente.

  4. - Responder

    Muito bem Enock! A esperança política de Mato Grosso está se transformando na grande decepção dos mato-grossenses. Mato Grosso deseja trabalho e não picuinha política.

  5. - Responder

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk,Enock tá revoltado pegaram o LULA de vez.Pode apostar antes de Abril ,estará preso.

  6. - Responder

    O Enock não consegue aceitar que o Lulla está sendo investigado e deve receber o mesmo tratamento que as outras mais de oitenta pessoas que foram conduzidas coercitivamente na Operação Lava Jato.

    Enock, prepare os seus nervos para quando o Lullaço for preso, afinal, alguém fez um limpa no instituto Lula antes da busca e apreensão e se o Juiz Sergio Mora considerar que foi uma ocultação de provas, então a prisão peventiva será decretada.

  7. - Responder

    Como sempre até o momento nosso infeliz governador, ansioso pelo golpe do impeachment, fazendo com que esqueça, que representa MT, não seus interesses. Causando assim, percas para o Estado…

  8. - Responder

    Boa Enock. A falta de respeito, e a inconsistência do comentário de Pedro Taques só interessa a vaidade e a empáfia dele, dos golpistas, incluindo, claro, a Rede Globo. O PSDB para chegar ao poder é capaz de tudo, inclusive de dividir o país, ao invés de buscar soluções visando a etabilidade financeira e política brasileira. Mas não, utiliza-se da mídia para incendiar o Brasil, difundindo o ódio e comprometendo a democracia. E o pior, que o maior aliado é essa classe média escrota e reacionária.

  9. - Responder

    volta pra sua terra,nós cuiabanos não precisamos de pau rodado.Vai cuidar de sue estado que esta uma m.

  10. - Responder

    Até parece que dilminha faria um belo discurso como este acima, cheio de fundamentos e coesão. Caro sr enock, use do bom censo, encare a verdade, lugar de ladrão ė na cadeia, ou só senhor acha que o lula é a pessoa mais honesta do mundo como o próprio se intitula?

  11. - Responder

    Será que esse falso moralista que tem vergonha de dizer que é de Rosário Oeste – Bauxi; poderia nos informar o porquê do MP não investigar direito o assassinato do Juiz Leopoldino do Amaral? Pois ele era Procurador na Época!

  12. - Responder

    Porque esta nos envergonhando… Ele tentando consertar a cagada de nos brasileiro iludidos e conformados com migalhas. Tenho vergonha em dizer que eu fui o unico PT de casa. Hoje. Me revolto em saber como fui iludido por um pais melhor sem robo,sem ladruagem.. De volta para MT. Foi minha primeira eleiçao a pedido de um irmao votei em TAQUES . foi o melhor para. MT e o exelente para o BRASIL. MARCOS BERZUINI

  13. - Responder

    Um bosta fascista ou um fascista bosta

  14. - Responder

    O mais engraçado, é que o Lula, estava tentando liminares para não prestar mais esclarecimentos a PF ou a CPI alguma. Porém, isso não é motivo para o show pirotécnico que fizeram em sua condução coercitiva. Sobre nosso governador, ele falou por mim quando confrontou a presidenta, pois essas situações da lava-jato devem ser esclarecidas o mais breve possível. Estamos com o país paralisado e precisando de soluções, e então o senhor Lula sai na imprensa convocando o “povo” pra uma guerra contra a burguesia. Gente, isso é papel de líder de gangue. Incitar o ódio e a violência não é crime? Realmente o Lula está acima da lei? Não seria mais fácil ele provar a inocência? Sobre o metrô de são Paulo, espero que punam os envolvidos com o mesmo rigor da lei, e se o senhor Pedro Taques alguma vez na vida se utilizou de artifícios ilícitos, que seja investigado e preso também. Agora, vejo Enock criticando duramente o PSDB e defendendo uma porra de um partido tão corrupto como o PT. Isso é irresponsável meu caro. Seja imparcial pelo menos e vamos tirar esse país da lama. FORA TODOS OS CORRUPTOS, INDEPENDENTE DE PARTIDO!!! Eu quero Alguém Honesto e que mude esse País, que façam as reformas necessárias… Mas infelizmente no Brasil, isso é querer demais né?

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

três × três =

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.