O Brasil chega à reunião de cúpula de presidentes dos Brics disposto a negociar a presidência do Novo Banco de Desenvolvimento (New Development Bank) que nasce com capital de US$ 50 bilhões e a missão de financiar projetos de infraestrutura e desenvolvimento sustentável. O acordo entre os países que integram o grupo (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), na reunião de amanhã, em Fortaleza, vai simbolizar a crescente influência das economias emergentes na arquitetura financeira global, há muito dominada pelos Estados Unidos e pela Europa através do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Banco Mundial

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

um × um =