SHOPPING POPULAR - DOMINGO

Aposentados, Spinelli fatura R$ 49 mil e Aecim R$ 35 mil, no TCE

TCE-MT – Folha de pagamento setembro de 2015 – Conselheiros by Enock Cavalcanti

TCE-MT – Folha de pagamento – Setembro 2015 – Conselheiros Substitutos by Enock Cavalcanti

TCE-MT – Folha de pagamento – setembro de 2015 – Procuradores de Contas by Enock Cavalcanti

TCE-MT – Folha de pagamento – Setembro de 2015 – Servidores by Enock Cavalcanti

TCE-MT – Folha de pagamento – Setembro de 2015 – Aposentados by Enock Cavalcanti

TCE-MT – Folha de pagamentos – Setembro de 2015 – Pensionistas by Enock Cavalcanti

TCE-MT – Folha de pagamento – Tabela Subsídios – A partir de maio de 2015 by Enock Cavalcanti

Ubiratan Tom Spinelli, Aecim Tocantins e Alencar Soares: no Tribunal de Contas, aposentado ganha bem, muito bem. Muito mais do que os conselheiros em atividade

Ubiratan Tom Spinelli, Aecim Tocantins e Alencar Soares: no Tribunal de Contas, aposentado ganha bem, muito bem. Muito mais do que os conselheiros em atividade

Brasil, 2015, o país sente fortemente os efeitos da crise econômica mundial. Mas, pelo jeito, algumas ilhas de excelência resistem aos cortes que se processam nas folhas de pagamento, pelo País afora. Sim, existe em nosso país uma burocracia pública que está protegida dos efeitos mais perversos da crise.

No Tribunal de Contas de Mato Grosso, conforme dados fornecidos pela própria instituição, auditores rivalizam nos ganhos mensais com os atuais conselheiros.

Em setembro, Valter Albano foi conselheiro com maior salário líquido: R$ 26.892, 55. Só que, no cômputo geral dos salários, Albano perdeu, todavia, para servidores Marilene Dias de Oliveira, que ganhou R$ 49.683,26, João Virgílio Batista Ribeiro que ganhou R$ 30.394,S40 e Gleice Magalhães Ramos que ganhou R$ 28.361,72.

Entre os servidores do Tribunal de Contas, nada menos que 33 (trinta e três servidores) registraram um ganho líquido acima dos R$ 20 mil reais – um resultado excelente para estas pessoas, em meio à crise vivida pelo Brasil e praticamente por toda a economia mundial.

Foram os seguintes servidores, além dos três acima citados: Alcione Bazan auditor publico externo que ganhou líquido R$ 26.630,31; Andrea Mazetto, auditor publico externo, ganhou R$ 22.508,01; Andreia Caldas Teixeira, tecnico de controle publico externo, ganhou R$ 20.011,82; Antonio Campos Ferraz, auditor publico externo, ganhou 21.422,99: Benedito Seror, auditor publico externo, ganhou R$ 22.430,56; Rosana Kassar do Valle, coordenador de assuntos jurídicos, ganhou R$ 25.302,98; Rodinei Alves Teodoro, consultor tecnico juridico de conselheiro, ganhou R$ 21.259,69; Risodalva Beata de Castro, auditor publico externo, ganhou R$ 22.951,55; Oziel Martins da Silva, auditor publico externo, ganhou 23.094,59; Osiel Mendes de Oliveira auditor publico externo, ganhou R$ 22.326,29; Solange Fernandez Nogueira. auditor publico externo, ganhou 25.503,95; Narda Consuelo Silva, auditor publico externo, ganhou R$ 22.430,56; Silvano Alex Rosa da Silva, auditor publico externo, ganhou R$ 23.037,31; Carlos Eduardo França, auditor publico externo, ganhouR$ 20.630,20; Clarismar Negrisoli, auditor publico externo, ganhou R$ 21.422,99; Deize Del Pintor Vieira, auditor publico externo, ganhou R$ 21.808,43; Edmar Marangon, auditor publico externo, ganhou R$ 23.238,56; Elia Antonieto Siqueira, auditor publico externo, ganhou R$ 25.346,31; Emanoel Gomes Bezerra Jr, consultor tecnico juridico de conselheiro, ganhou R$ 25.943,81; Eneias Viegas, tecnico de controle publico externo, ganhou R$ 20.352,44; Giuliano Bertucini, consultor jurídico geral, ganhou R$ 22.553,31; Gleice Magalhães Ramos, auditor publico externo, ganhou R$ 28.361,72; Joacir Nascimento, auditor publico externo, ganhou R$ 25.013,67; José Roberto Proença, auditor publico externo, ganhou R$ 23.080,78; José Antônio de Campos auditor publico externo, ganhou R$ 20.195,43; Junil Fernandes de Almeida, auditor publico externo, ganhou R$ 22.976,50; Lafayate Novaes, auditor publico externo, ganhou R$ 24.919,69;
Lazaro da Cunha Amorim, auditor publico externo, ganhou R$ 21.136,36; Loide Bombassaro, auditor publico externo, ganhou R$ 22.462,73; Luiz Carlos de Azevedo, consultor tecnico jurídico, ganhou R$ 20.290,97; Luiz Eduardo Corrêa de Oliveira, auditor publico externo, ganhou R$ 22.294,37; Manoel da Conceição da Silva, auditor publico externo, ganhou R$ 20.479,68; Maria Aparecida Rodrigues Oliveira, auditor publico externo, ganhou R$ 21.246,47; Maristela Barros Ferreira de Freitas, auditor publico externo, ganhou R$ 24.919,69; Marta Rita Campos de Souza, auditor publico externo, ganhou R$ 24.971,83; Mauro Costa Oliveira, auditor publico externo, ganhou R$ 24.054,70; Murilo Gonçalo Almeida, auditor publico externo, ganhou R$ 22.951,55; Nayse Godoy Freire, auditor publico externo, ganhou R$ 20.404,58; Narda Consuelo Vitorino Neiva Silva, auditor publico externo, R$ 22.430,56; Rosilene Guimarães e Silva, auditor publico externo, ganhou R$ 22.142,85 e Volmar Bucco Jr, auditor publico externo, ganhou R$ 23.134,28.

Conferindo a folha de pagamento dos aposentados, percebe-se que Valter Albano também ficou pra trás de muitos desses aposentados. O conselheiro Teresino Alves Ferrz lidera com R$ 58.498,82. Ubiratan Tom Spinelli (aquele que faturou muito prestígio comandando o carnaval das elites em Cuiabá, com o Bloco do Mingaú, até que foram cortadas as torneiras dos incentivos oficiais que o bloco recebia) ficou, neste mês de setembro, com R$ 49.061,49, Darcy Avelino Silva Gomes Fº, com R$ 45.996,91, Júlio Campos com R$ 36.540,26, Aecim Tocantins com R$ 35.078,76, Branco de Barros com R$ 31.591,21 e Alencar Soares (aquele que é acusado de vender a vaga para Sérgio Ricardo, cujo processo segue a passo de tartaruga) abiscoitou em setembro R$ 30.656,50.

É o dinheiro público garantindo que a crise não se abata sobre determinados e abençoados lares que conseguiram encaixar seus representantes como burocratas públicos na folha de pagamento do TCE-MT.

Todas as informações estão no Portal de Transparência para a conferência dos demais cidadãos que, geralmente, não conferem coisa nenhuma e pensam, por exemplo, que Aecim Tocantins é apenas o nome de um ginásio de esportes que fica ali ao lado da Arena Pantanal e foi assim batizado pelo ex-governador Blairo Maggi em busca de prestígio entre a cuiabania mas desafiando a legislação em vigor, que proíbe que seja dado nome de personalidade viva a prédios públicos – um deslize que o atual governador Zé Pedro Taques, que já andou removendo o nome da veneranda senhora Sarita Bacarat de determinados lugares, ainda não teve o zelo de reparar.

Parece que, em se tratando de ex-governador, o sr. Zé Pedro Taques, talvez por má fé cínica ou por obtusidade córnea, só consegue enxergar os vacilos do sr. Silval Barbosa. Mas essa já é outra história que você pode conferir em outras postagens desta PAGINA DO E

3 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - Responder

    Com certeza eles contribuíram ao menos 30 anos para a previdência e nenhum acumula outra aposentadoria.

    • - Responder

      faz até mal tomar conhecimento desses valores, que são na maioria imorais; ainda mais para um estado que tem poucos recursos.É uma vergonha. os governadores irmãos campos deveriam estar presos.outro ponto é o de conselheiros nomearem seus parentes e apaniguados, sem qualquer constrangimento, o estado é a mãezona desses vagabundos…Até quando vai isso? e, na assembleia legislativa?

  2. - Responder

    “No MT é Assim”
    As instituições públicas são o garimpo das famílias tradicionais…
    E os tais Distritos Industriais só tem fábrica de velas e de cabos de vassouras…
    A cidade dos irmãos jayme e julio é chamada de cidade industrial…só tem lixo…incluindo eles…
    Cuiabá é a cidade verde que está roxa de vergonha e infestada de vermes parasitas e a maioria das árvores foram cortadas. Ficaram aquelas que sustentam o golpe das podas hiper faturadas e pagas com notas frias…
    Até que chegaram os paranaenses e roubaram tudo…
    Quem aposentou, aposentou…o resto foda-se!
    Só jornalista aposentado tem uma centena…
    Cadê Enock…? Mostra a lista desses…

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

11 − oito =