NAIME MORAES – A postura do grupo de jovens advogados independentes é exemplar e digna de ser imitada. Deveria ser seguida, inclusive pelos mais velhos.

Naime Márcio Martins Moraes é advogado, professor universitário e presidente do Instituto Brasileiro de Direto de Família em Mato Grosso.

OS JOVENS ADVOGADOS E SUA INDEPENDÊNCIA
Naime Márcio Moraes

PARABÉNS!  A postura do grupo de jovens advogados independentes  é exemplar e digna de ser imitada. Deveria ser seguida, inclusive, pelos mais velhos. Deixam claro que estão preocupados com a advocacia no seu todo, com a propositura de projetos e garantias mínimas para o exercício da profissão bem como para a sociedade como todo. Em nota ainda alertam para a importante missão da OAB, que é de fiscalizar e orientar a sociedade nas eleições municipais, ao invés de sair declarando voto e apoio para qualquer candidato. Os representantes da OAB têm que ter postura ética.

Esses jovens advogados já em pouco tempo demonstraram a que vieram. De início fizeram e apresentaram um projeto de Lei que cria um piso salarial para a categoria e se posicionaram de forma corajosa contra a PEC 13, enquanto que a atual gestão da OAB ficou assistindo de camarote a manobra da Assembléia em agasalhar interesses escusos em prejuízo da classe e da própria sociedade.

Não são do tipo que se põe cabresto, tão pouco aceitam ser instrumento de massa de manobra para favorecer  o candidato “A” ou “B”. Lamentavelmente, colegas candidatos agem com ave de rapina, ao ponto de ser utilizar de sofismas para se favorecer na busca pelo apoio da grande massa dos jovens advogados, vez que nessa eleição são eles é que vão escolher e decidir, porém, já está claro que os nobres e jovens colegas do grupo OAB Jovem e Independente, são realmente independentes, e vão votar com consciência e não por conveniência.

É preciso lembrar a alguns que o VOTO é SECRETO, portanto, não podem pretender obrigar aos advogados jovens a se manifestarem publicamente, declarar o voto é uma questão pessoal.

Naime Márcio Martins Moraes – Advogado, professor universitário e Presidente do Instituto Brasileiro de Direto de Família em Mato Grosso.

Categorias:Jogo do Poder

3 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 187.58.28.7 - Responder

    PARABÉNS PELO ARTIGO DR. NAIME

  2. - IP 187.29.19.21 - Responder

    Hahahahahhahaahahahahahahahhahaaahahahaa. Cara, você é uma piada…

  3. - IP 177.41.84.224 - Responder

    Sou suspeita para dizer que adorei ler o texto, pois acredito que o medo pós faculdade atinge grande partes dos formandos em direito, mas principalmente os jovens. De modo que, suas palavras elevaram e demonstraram a importância destes jovens formandos, que possuem experiencias e cabeças diferentes dos demais que já estão na carreira jurídica, podendo ocasionar mudanças de suma importância a todos do ramo!

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

dezesseis − 1 =