PREFEITURA SANEAMENTO

Na ação em que denuncia emprego-fantasma de Tássia Lima (filha do desembargador Jurandir Lima), MP deixa de lado a cerimônia, trata Geraldo Riva como “ficha suja” e revela que Riva faz pouco caso de decisões da Justiça e continua mandando nas finanças da Assembléia. Leia o inteiro teor.

TJMT PAGINA DO E – MPEMT CONTRA RIVA, SERGIO RICARDO E TÁSSIA LIMA

A PAGINA DO E divulga, no destaque, inteiro teor da ação civil publica proposta pelo Ministério Público Estadual contra o deputado José Geraldo Riva, atual presidente da Assembléia Legislativa de Mato Grosso. Ao ler o documento, será fácil constatar que os promotores Gilberto Gomes, Célio Fúrio, Clóvis de Almeida Júnior, Mauro Zaque e Roberto Turin, que assinam a inicial e compõem o Núcleo de Defesa do Patrimônio Público do MPE-MT, já abrem mão do formalismo, que marcara outras manifestações do MP e tratam o cacique do PSD em Mato Grosso como “ficha suja” – um político já condenado por corrupção em segunda instância e já impedido, portanto, à luz das determinações da Lei da Ficha Limpa, de se inscrever para a disputa de qualquer cargo público na próxima década.

A falta de cerimônia para com o deputado “ficha suja”, todavia, não impede que os promotores de Justiça reconheçam a audácia desse político que continua a pesar sobre a administração pública, em Mato Grosso, reconhecendo que Riva não vacila em desafiar e desrespeitar até mesmo decisões judiciais e que Riva continua a exercer as funções administrativas e a comandar a gestão financeira dentro da Assembléia de Mato Grosso. É como se o juiz Luiz Aparecido Bertolucci – que determinou este afastamento e os desembargadores que o confirmaram, no ambito do Tribunal de Justiça, esta decisão, não existissem para Riva. Não sou eu quem digo, são os promotores, em sua ação, in verbis:

“Outra constatação da perfídia do requerido JOSÉ GERALDO RIVA é a de que, nada obstante existirem quatro decisões determinando seu afastamento das funções administrativas e da gestão financeira da Assembleia Legislativa, uma já confirmada em segundo grau, o REQUERIDO TEIMA EM CONTINUAR A EXERCÊ LAS, DESOBEDECENDO ORDEM JUDICIAL, a ignorando e fazendo pouco do judiciário, uma vez que, como facilmente se constata de uma rápida consulta às páginas do Diário Oficial do Estado, está no pleno exercício dessas funções, a despeito de ordem judicial em contrário.”

Lendo a ação, é curioso constatar, mais uma vez, a atuação do atual governador Silval Barbosa, no tempo em que atuava na Assembléia, em estreita parceria com Geraldo Riva nestas ações em que o Ministério Público aponta uma série de irregularidades. Confira, no destaque, o inteiro teor da ação.

——-
PARA CONHECER O PODER DE RIVA SOBRE OS CAITITUS DA ASSEMBLÉIA, CLIQUE AQUI
http://rdnews.com.br/blog/post/riva-sera-reeleito-na-proxima-3a-com-ao-menos-19-votos-oposicao-silencia

6 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 187.58.28.21 - Responder

    Forca ao Riva e ao Sérgio Ricardo!

  2. - IP 177.161.206.20 - Responder

    Ao Sr. Otário, desculpe Otávio, que do bem não deve ter nada, pois a essas figuras, só resta o cumprimento da Justiça, seja ela divina ou terrena…Deus abençoe verdadeiramente os homens de bem!

  3. - IP 189.75.99.174 - Responder

    Vai um neguinho “pegar” um pacote de bolacha, vai tomar bolacha até ficar branco!

  4. - IP 189.75.99.174 - Responder

    Na verdade, Riva caga e anda para o judiciário de MT. A bugrada do TJ e afins sabe que ele tem o rabo de quase todos. Quem tem moral pra peitar o baixinho careca? ninguem!

  5. - IP 189.31.2.52 - Responder

    Otário , ops quer dizer Otávio , em que mundo voce vive?

  6. - IP 201.24.171.159 - Responder

    Até quando o Judiciário vai ficar calado para com o flagrante desrespeito com que o Dep. Riva o tem tratado? Será que o ditado popular de que somente para os pobres existe Justiça está valendo em MT? Se fosse um qualquer que desobedecesse uma ordem do TJ ele seria preso. O MP deveria exigir que o TJ/MT cumprisse com suas próprias decisões!!! Não existe um órgão que force o TJ a cumprir aquilo que ele determina??? Vamos parar de gritar aos ventos e agir Senhores Promotores de Justiça!!!!

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

doze − 4 =