MIRANDA MUNIZ: O meu partido, o PCdoB, com a história e a experiência de 93 anos de existência e luta em defesa da Nação e do povo brasileiro, em nota divulgada recentemente, também condenou o “golpismo” e apontou o caminho para derrota-lo afirmando que “a experiência histórica nos ensina que o golpismo da direita não se derrota com apelos, nem cedências, mas com a mobilização e a tomada de posição em defesa da democracia por parte de amplas forças políticas e sociais. É hora de mobilização, é hora de ação em defesa da democracia, do mandato constitucional da presidenta Dilma Rousseff!”

MIRANDA-MUNIZUivos golpistas e a firmeza de Dilma

por Miranda Muniz

 

No último domingo, 5.7, a convenção nacional do PSDB foi palco, mais uma vez, de delírios golpistas por parte dos candidatos derrotas Aécio Neves/Aloísio Nunes e seus fieis escudeiros, tais como Cássio Cunha Lima (PSDB), Agripino Maia, Paulinho da “Farça” Sindical (Solidariedade) e Roberto Freire (PPS), entre outros.
Imediatamente a mídia hegemônica também tratou de dar sua “contribuição” à articulação golpista: “Ricardo Noblat, de O Globo, dizia que ela não vai até setembro, outros iam com a ideia de que vai até dezembro, e isso é uma estupidez sem base em nenhum fato concreto (…) Eu imagino se houve uma troca de telefonemas entre os donos da Globo, da Veja, da Folha, do Estadão, para combinar esse clima criado artificialmente”, como bem lembrou Paulo Vannuchi, ex-ministro da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, durante entrevista à Rádio Brasil Atual.
Entretanto, ao que tudo indica, os delírios dos golpistas tresloucados parece que tiveram efeito bumerangue.
No dia seguinte, em entrevista ao “jornalão” Folha de São Paulo, a Presidenta não titubeou e reagiu com firmeza quando o repórter afirmou que estava todo mundo querendo derrubá-la: “O que você quer que eu faça. Eu não vou cair. Eu não vou, eu não vou…” e, relembrando seus tempos de presa política submetida as mais terríveis formas de tortura, acrescentou “Isso é moleza, isso é luta política…” e, no final, desafiou os golpistas que querem derrubá-la “E venha tentar. Venha tentar. Se tem uma coisa que eu não tenho medo é disso. Não contem que eu vou ficar nervosa, com medo. Não me aterrorizam (…)”.
Por outro lado, também houve pronta resposta de importantes setores democráticos e populares. Através de um Manifesto, denunciaram “as reiteradas tentativas de setores da oposição e do oligopólio da mídia, que buscam criar, através de procedimentos ilegais, pretextos artificiais para a interrupção da legalidade democrática.”
Já na terça-feira, dia 7.07, foi a vez dos “partidos da base” (PT, PMDB, PCdoB, PDT, PROS, PRB, PR e PSD), assinarem uma nota conjunta onde deixaram claro suas posições: “Os líderes e dirigentes partidários abaixo-assinados manifestam seu apoio à Presidente a o Vice-Presidente da República. E reafirmam seu profundo respeito à Constituição Federal e seu inarredável compromisso com a vontade popular expressa nas urnas e com a legalidade democrática”.
Até mesmo setores da Oposição, discordaram do tom golpista, como foi o caso do governador de Goiás Marconi Perillo (PSDB) que, durante a própria Convenção, tratou de jogar água fria na fervura golpista ao afirmar que “um partido como o PSDB tem diversos níveis de responsabilidade. Nós temos a responsabilidade da gestão. As bancadas e partido têm um posicionamento mais forte. Não cabe aos governadores do PSDB entrar nessa discussão”.
Já o candidato derrota Aécio Neves, expoente maior dos golpistas, parece que ainda vive no clima de sonho do dia da apuração dos votos onde, por informação falsa de sua assessoria incompetente, chegou a comemorar efusivamente uma suposta vitória nas urnas. Prova disso, é que durante entrevista na Rádio Gaúcha, um dia após a Convenção Nacional, ocorrida no dia 5 de julho, num “ato falho” chegou a afirmar que a Convenção havia confirmado sua “eleição para Presidente da República” (?!?), numa demonstração de um insofismável delírio golpista.
Percebendo que o tiro havia saído pela culatra, diversos parlamentares da “ala golpista da Oposição” trataram de tentar explicar o “dito pelo não dito”. Para tanto, bateram no peito tentando desmentir o óbvio: “nós não somos golpistas, nós não somos golpistas!” (assim como o ladrão que, para não ser preso, sai correndo e gritando “pega o ladrão, pega o ladrão”) e, a partir dai apostaram no improvável “si”: “Si” o TCU condenar a Presidenta pelas chamadas “pedaladas fiscais”; “si” o TSE reavaliar as contas da campanha da Presidenta (já aprovadas) e reprova-las por conta de recursos supostamente ilegais; “si” a Procuradoria Geral da República denunciar a Presidenta por crime de responsabilidade, “si” aquilo, “si” aquilo outro, etc. etc…, aí sim, “nos exigiremos novas eleições…” Hummmm, sabe de nada, inocente!
O meu partido, o PCdoB, com a história e a experiência de 93 anos de existência e luta em defesa da Nação e do povo brasileiro, em nota divulgada recentemente, também condenou o “golpismo” e apontou o caminho para derrota-lo afirmando que “a experiência histórica nos ensina que o golpismo da direita não se derrota com apelos, nem cedências, mas com a mobilização e a tomada de posição em defesa da democracia por parte de amplas forças políticas e sociais. É hora de mobilização, é hora de ação em defesa da democracia, do mandato constitucional da presidenta Dilma Rousseff!”
Miranda Muniz – agrônomo, bacharel em direito, oficial de justiça-avaliador federal, diretor de comunicação da CTB/MT e secretário sindical do PCdoB-MT

 

 

DILMA RAPIN HOOD

2 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 177.132.242.225 - Responder

    A Dilmentira e os filopetistas amestrados acham que eles estão acima das leis e do processo legalmente instituido na Constituição para o impechiment.

    Eles estão no Poder, mas não estão acima das leis.

  2. - IP 191.33.165.47 - Responder

    COMUNISTA,AINDA TEM COMUNISTA NO BRASIL.SÓ PODE SER DESINFORMADO E DESLETRADO,POIS NÂO TEVE ACESSO A INFORMAÇÂO SOBRE O QUE ACONTECEU COM O FRACASSO RETUMBANTE DESSA IDEOLOGIA FAJUTA E SANGUINÀRIA NO MUNDO TODO!

Deixe uma resposta para osmir    ( cancelar resposta )

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

vinte − dezessete =