TCE - OUTUBRO

ESSE CARA SOU EU: Ministro Luiz Fux se acovarda diante da História e manda apagar suas intervenções nas notas orais do Julgamento do Mensalão

Deu hoje, dia 19 de março de 2013, na Coluna Painel, assinada pela jornalista Vera Magalhães, no insuspeito jornal FOLHA DE S.PAULO:

Esqueçam… O ministro Luiz Fux mandou apagar suas intervenções das notas orais do STF (Supremo Tribunal Federal) contendo todo o debate em plenário durante o julgamento do mensalão.

… o que eu disse Entre as falas agora apagadas estava uma que contrariou os advogados, por sugerir que caberia à defesa provar a inocência dos réus. Os ministros estão liberando aos poucos suas notas orais para o sistema de informática da corte.

Veja bem A assessoria do ministro afirma que tudo que ele disse durante o julgamento constará no voto, e que foram excluídas as declarações para evitar um documento muito longo. Além disso, justifica que outros ministros fizeram o mesmo.

 

 

 

 

———————

LEIA ALGUMAS DAS ANÁLISES QUE A PAGINA DO E DIVULGOU SOBRE O JULGAMENTO DO MENSALÃO

http://paginadoenock.com.br/paulo-moreira-leite-as-pessoas-me-perguntam-se-eu-acredito-no-mensalao-e-eu-digo-isso-que-o-roberto-jefferson-diz-que-e-uma-criacao-mental-o-que-estou-convencido-agora-que-o-julgamento-acabou-e-d/

 

http://paginadoenock.com.br/ac0rda-joaquim-barbosa-em-um-sono-profundo-esta-e-a-questionavel-atitude-do-atual-presidente-do-stf-quando-indagado-sobre-o-julgamento-do-mensalao-do-psdb/


http://paginadoenock.com.br/sergio-salomao-shecaira-stf-atuou-como-juiz-iniciante-na-ap-470/


http://paginadoenock.com.br/luis-nassif-atualiza-sua-analise-de-conjuntura-e-do-xadrez-da-politica-no-brasil-tivesse-se-limitado-ao-julgamento-e-condenacao-dos-acusados-no-julgamento-do-mensalao-o-stf-sairia-engrandecido-jo/


http://paginadoenock.com.br/mestre-bandeira-de-melo-o-mensalao-nao-era-mensalao-porque-nao-era-mensal-em-segundo-lugar-entendo-que-foram-desrespeitados-alguns-principios-basicos-do-direito-como-a-necessidade-de-prova-para/

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

4 × 5 =