gonçalves cordeiro

Mauro Savi perdeu. Fabris tem votos congelados. Alguma coisa mudou em Mato Grosso

Fabris e Savi

Gilmar Fabris (PSD), alvo de inúmeros processos judiciais, obteve 22.913 votos e estaria reeleito não fosse a cassação do registro de sua candidatura pelo TRE-MT.
Seus votos estão sub judice.
Enquanto a Justiça não decide esta questão, quem fica com a vaga é o pedetista Alan Kardec, que teve 18.629 votos e faz parte da mesma coligação de Fabris.
No processo de renovação da Assembleia, a canetada definitiva da Justiça Eleitoral, afastando Fabris, é o que está faltando.
O povo, nas urnas, já derrotou o deputado Mauro Savi que também tentava voltar. Romualdo Jr, José Domingos, Adalto de Freitas, Oscar Bezerra, Pedro Satélite, Saturnino Masson, Wagner Ramos , Zeca Viana e Silvano Amaral também são coisas do passado que, brevemente, já não estarão mais por aqui.
A Assembleia de Mato Grosso está com 14 deputados novos. Renovação? Isso veremos na prática. Mas, efetivamente, alguma coisa mudou em Mato Grosso.
Sem o mandato parlamentar, a vida de Savi e Fabris deve se complicar, com as investigações e processos judiciais que cercam suas personalidades.

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

dezessete + 8 =

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.