ADVOGADO MAURÍCIO AUDE: Fizemos tudo o que gostaríamos de ter feito nesses anos? Não. Seria hipocrisia e arrogância dizer o contrário. Mas fizemos o máximo pela Ordem dos Advogados do Brasil, em Mato Grosso. Fizemos muito. Com boa fé e dedicação trabalhamos muito. E trabalhamos ladeados por valorosos membros da advocacia, que foram determinantes para as conquistas. As portas da Ordem se abriram para todos aqueles que queriam trabalhar.

Maurício Aude, presidente da OAB

Maurício Aude, presidente da OAB

A consolidação da mudança na OAB-MT

Maurício Aude

Há seis anos recebi Cláudio Stábile em meu escritório. Ele, meu ex professor. Eu, seu monitor no estágio da faculdade. Ele, meu mentor no início da minha carreira. Eu, seu futuro Vice Presidente, porque por ocasião daquela visita aceitei seu convite para, ao seu lado, participar das eleições da OAB/MT em 2009.
Encontramos juntos uma OAB muito diferente daquela que dirijo hoje. Uma Ordem que, até então, “dialogava” com as instruções somente pela imprensa, que batia a mão na mesa, que bradava com voz grossa, que colocava o dedo na cara e que, por tudo isso, nada conquistava. Uma OAB que não era recebida nos tribunais.
De lá pra cá o verdadeiro e respeitoso diálogo foi restabelecido.
E a partir disso – e da contundência quando necessária, em respeito à autonomia e independência da Ordem – conquistas foram obtidas, como férias da advocacia, nomeação de 26 novos juízes, majoração de honorários a partir da intervenção da OAB, reformas de sentenças que mitigavam as nossas prerrogativas e, para ficar somente em alguns exemplos, o fim de uma greve de servidores a partir da atuação da Ordem.
Há seis anos recebemos uma OAB que empregava os recursos financeiros a partir de premissas equivocadas.
Seis anos depois – e sem majorar em nenhum centavo o valor da anuidade – terminamos a sede de Lucas do Rio Verde, ampliamos a de Rondonópolis e inauguramos sedes em Tangará da Serra, Alta Floresta, Primavera do Leste, Sorriso e Comodoro.
O parque de TI da Seccional e das Subseções foi totalmente modernizado, assim como várias salas dos fóruns no interior, na Capital e em Várzea Grande.
As instituições então voltaram a respeitar a OAB, posto que ali se passou a respeitar o princípio da impessoalidade e, mais do que isso, seus desígnios não mais eram atrelados a este ou àquele partido político, passando a ser norteados pelo interesse da advocacia.
Fizemos tudo o que gostaríamos de ter feito nesses anos?
Não. Seria hipocrisia e arrogância dizer o contrário. Mas fizemos o máximo pela Ordem. Fizemos muito.
Com boa fé e dedicação trabalhamos muito. E trabalhamos ladeados por valorosos membros da advocacia, que foram determinantes para as conquistas. As portas da Ordem se abriram para todos aqueles que queriam trabalhar.
Cláudia Aquino, advogada trabalhista competente, dirigente de Ordem capacitada e mulher de fibra, foi uma das que aproveitou a oportunidade de trabalhar e colaborou com a integração da Seccional com as Subseções e com a aproximação da advocacia com a sociedade em todo os Estado de Mato Grosso.
Cláudia Aquino, Geandre Bucair – jovem e competente advogado e dirigente com experiência na OAB, concorrente ao cargo de Vice Presidente – e tantos outros colegas que compõem a CHAPA 01, com 80% de renovação responsável, estão prontos e preparados para assumir a direção de nossa instituição.
Cláudia e Geandre reúnem princípios e valores imprescindíveis para proporcionar a inclusão e a integração dos jovens e dos mais experientes, dos advogados e das advogadas, dos profissionais da Capital e do interior e dos advogados públicos e privados.
Confio em todos eles e, por isso, peço aos colegas advogados e advogadas que votem na CHAPA 01 para manter a NOSSA ORDEM EM PROGRESSO.

Mauricio Aude, advogado, é o atual presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Mato Grosso

Categorias:Cidadania

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

catorze − cinco =