PREFEITURA SANEAMENTO

Mais uma temporada de crise política em Leverger. Prefeito Dr.Valdir, do PT, foi cassado acusado de não responder a requerimentos de vereadores. O juiz Emerson Cajango não acolheu mandado de segurança do Dr. Valdir contra a decisão da Câmara. No lugar do petista, assume outro Valdir, do Pros. LEIA DECISÃO.

Juiz Emerson Cajango não atende pedido do Dr. Valdir para anular sessão que definiu Comissão Processante by Enock Cavalcanti

O médico Valdir Ribeiro, prefeito cassado de Santo Antônio de Leverger, e  Emerson Cajango, juiz de Direito da Comarca

O médico Valdir Ribeiro, prefeito cassado de Santo Antônio de Leverger, e Emerson Cajango, juiz de Direito da Comarca

Mais uma temporada de crise em Santo Antônio do Leverger. O municipio está sem prefeito desde o dia 28 de setembro, quando o médico petista Valdir Ribeiro foi cassado pela Câmara de Vereadores.

A cassação ocorreu porque o petista teria sonegado informações ao Legislativo, ao deixar de responder a 132 requerimentos feitos entre fevereiro de 2014 e abril deste ano. O fato resultou na abertura de uma CPI, após a denúncia do vereador Adelmar Genésio Galio (Pros), também autor dos requerimentos.

Dez dos 11 vereadores votaram pela perda do mandato. Apenas o vereador Marcos Felipe Pedroso (PDT) se absteve.
Oficiais de justiça não conseguiram, até esta segunda-feira (5), notificar Ribeiro a respeito da decisão para que o vice Valdir Castro Filho (Pros) assumisse o comando do município.

De toda forma, nessa terça-feira (6), dizendo-se respaldados pela legislação, a Câmara dará posse ao vice-prefeito.

Na Justiça, o mandado de segurança impetrado pelo Dr. Valdir foi rejeitado pelo juiz Emerson Cajango, que vem atuando na presidência deste tumultuado processo. Em sua decisão, algo didático, o juiz Cajango chegar a dizer o MS talvez não fosse a melhor maneira do Dr. Valdir tentar reverter juridicamente a sua situação. Resta saber com que tipo de aconselhamento jurídico o prefeito petista vem contando.

Com tudo isso, Leverger e seu povo voltarão a viver dias de completa barafunda.
Vereadores que votaram pela cassação
Regiane Patricia Lopes Pires (PDT)
Wagner Belmiro Teixeira Silva (PSD)
Ugo da Conceição Padilha (DEM)
Miguel José dos Santos (PSDB)
Veraldo Dias da Cruz (PP)
Franklin Luis Carvalho Silva (PSDB)
Adelmar Genésio Galio (PDT)
Pedro Fernandes de Mello (PSD)
Marcelo Robson Queiroz Moura (PDT)
Sérgio Luiz Potrich (PR)
Abstenção
Marcos Felipe Pedroso (PDT)

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

dezessete + dezesseis =