PREFEITURA SANEAMENTO

Luis Soares, que combatia a família Campos e se dizia “histórico” da social-democracia, agora tenta ser vereador…pelo partido da família Campos! A falta de simancol acaba com suas chances

Luis Soares é produto da Era Tucana que está chegando a seu final em Cuiabá, aparentemente sem deixar sobreviventes

Luis Soares já foi “histórico” do PSDB e agora é candidato a vereador pelo partido controlado por aqueles políticos que mais combatia, Júlio e Jaime Campos. Nessa eleição, em Cuiabá, Luiz Soares já entra em campo chutando a própria biografia e despontando como o rei da incoerência político-partidária. Não acredito que a candidatura de Luis Soares vá além das pernas. A chance dele é apostar nas amizades que desenvolveu, em Cuiabá, ao longo de sua vida. Não será por ideologia politica que Luis Soares vai despontr porque, em se tratando de ideologia política ele agora é um borrão.

Ah, sim. Não esquecer que Luis Soares também tem contra si o fato de ter sido o secretário mais odiado da administração de Wilson Santos e integrar a lista daqueles políticos que, talvez por não saber sobreviver por conta própria, se sustenta com uma aposentadoria paga pelo vergonhoso e ilegal Fundo de Aposentadoria Parlamentar da Assembléia Legislativa de Mato Grosso. Sim, o Luis Soares, além de tudo, ainda mama na mamadeira do FAP.

Como é que se pode querer defender uma biografia dessas?

Categorias:Direito e Torto

4 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 189.59.42.254 - Responder

    Borrão,incoerente, odiado e etc e tal, porém Enock nunca vi ninguém dizer que é desonesto, e olha que tem 33 anos de vida pulblica. Tendo sido tres vezes deputado,sendo inclusive primeiro secretario, vice-prefeito e senador,além é claro de secretario de saude em mandatos distintos. Não seria mais ético e coerente explorar esse lado do Luís Soares? Afinal no meio de tanta corrupção e picareta Soares é hoje uma jóia rara. Sei não,mas acho que o nobre jornalista derrapou na maionese. Porque será HEIN?

  2. - IP 200.96.181.237 - Responder

    Se alguem quer eleger o rei da incoerência político-partidária-ideológica, deve buscar o candidato entre as fileiras do PT, é claro, pois eles sempre atacaram e agora estão aliados a Maluf, Sarney, Collor, Renan Calheiros e outros, muitos outros,todos da mesma laia.

  3. - IP 177.41.86.69 - Responder

    O PT efetivamente se aproximou de figuras torpes da política como Sarney, Maluf, Collor, etc, mas sempre para situa-las como figuras subordinadas dentro de suas articulações. Com Luis Soares, acontece o contrário. É ele quem se subordina, agora, àquelas figuras que ele denuncia como filhas do Belzebu. Quando Sarney, Maluf, Collor etc, se aproximam de Lula, Dilma, etc, é para pedir benção e garantir um espaçozinho de sobrevivencia, que o poder petista, imagino eu, mais adianta haverá de detonar. Com Luis Soares, não. Ele se entregou àqueles que combatia.

  4. - IP 200.96.181.237 - Responder

    Se eu bem entendi o comentário do Enock (às 13:20 de 29.06.2012), ele condena o “incoerente” Luís Soares, por ser o “passivo” nas relações político-partidárias-ideológicas e concede aos “incoerentes” do PT a atenuante de ser o “ativo”. Acho que a lógica do comentário absolveria o estuprador por ser ativo e condenaria o estuprado por ser passivo. Nos dois casos, seja dos petistas ou Luís Soares é uma incoerência. O fato é que incoerência nas nas alianças políticas é coisa corriqueira no Brasil, assim como era no princípio, agora e sempre, até que o povo saiba para que servem as eleições.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

1 × 3 =