gonçalves cordeiro

Luciana não teme ataques pessoais na disputa na OAB

Candidata não teme ataques pessoais na disputa
Antonielle Costa

Candidata à presidência da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Mato Grosso, Luciana Serafim acredita em uma campanha focada nos debates e nas propostas, sem ataques pessoais. Em entrevista ao Mato Grosso Notícias, ela destacou que não teme que fatos passados envolvendo seu nome venham à tona durante o processo eleitoral, no entanto, caso isso aconteça, a advogada disse que não irá adotar a mesma linha.

“A nossa campanha vai ser propositiva é isso que o advogado espera, é isso que ele merece e é isso que advocacia mato-grossense merece. O advogado não quer escutar dos candidatos ataques pessoais e nessa linha não vamos entrar. Mesmo que venham com ataques, espero que isso não aconteça, não receberão atitudes nossa nesta mesma linha. Nossa campanha será propositiva do início ao fim”, afirmou.

Segundo Luciana, o profissional que participa do debate eleitoral quer saber se o candidato que se apresenta na disputa tem condições de estar à frente da entidade, se ele vai ter competência e coragem para os enfrentamentos.

“Tenho todos esses requisitos e mostrei isso durante toda minha vida profissional, bem como na minha atuação política de classe. O mais no meu entendimento não é pertinente em respeito ao advogado”, destacou.

Na eleição que deve ocorrer na segunda quinzena de novembro, Luciana terá como adversário a advogado Maurício Aude – vice-presidente da atual diretoria. Ele conta com o apoio do atual presidente Cláudio Stábile.

Vale lembrar que as candidaturas devem ser registradas em outubro, com uma chapa formada com ao menos 80 profissionais, que são definidos durante o processo eleitoral.

Segundo Luciana, em uma avaliação superficial, a OAB de Mato Grosso tem 16 mil inscritos, sendo em ativos em torno de 10 mil. Já aptos a votar, ela acredita algo em torno de oito mil profissionais.

Decisão candidatura

Questionada sobre os motivos que levaram a tomar a decisão de se candidatar, a advogada disse que hoje se sente preparada para estar a frente da OAB e representando a classe como presidente.

“Tenho 40 anos, sendo 16 dedicados à advocacia. Já fui professora no meio acadêmico e estive por seis anos participando da diretoria da Ordem, onde tive a oportunidade de conhecer a instituição, seus problemas, a forma de administração e como lhe dar com todas essas questões. Além do amadurecimento de vida, me sinto madura e preparada para esse enfrentamento”, afirmou.

Atramat

Luciana que é presidente da Associação dos Advogados Trabalhistas de Mato Grosso (Atramat), se licenciou do cargo para se dedicar a disputa na OAB. A decisão, segundo ela, é para evitar confusão de atividades entre a nossa associação e as envolvidas na campanha.

Além disso, ela destacou que é preciso preservar a história e o respeito que os advogados têm pela Atramat.

FONTE MATO GROSSO NOTICIAS

Categorias:Jogo do Poder

1 Comentário

Assinar feed dos Comentários

  1. - Responder

    Vai em frente Luciana! agora é você e mais ninguém. Sucesso!

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

7 − 2 =

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.