PREFEITURA SANEAMENTO

ELITE PREDADORA: Leia a íntegra da denúncia do Gaeco contra Filinto Correa da Costa – médico, João Celestino Correa da Costa Neto – advogado, Filinto Correa da Costa Junior – empresário, Chico Lima – procurador aposentado; Pedro Nadaf – ex-secretário da Casa Civil; Marcel de Cursi – ex-secretário de Fazenda; Afonso Dalberto – ex-presidente do Intermat; Luciano Cândido do Amaral – empresário, João Justino Paes de Barros – ex-presidente da Metamat; Roberto Peregrino Morales – fazendeiro, Antônia Magna Batista da Rocha – empresária, André Luiz Marques de Souza – empresário e Marcos Amorim da Silva – diretor do Sesc. E a íntegra do depoimento em que Alan Malouf, dono do Buffet Leila Malouf, fala na suspeita de que festa de posse de Zé Pedro Taques, combinada por Paulo Taques, pode ter sido financiada com dinheiro sujo da Era Silval

João Celestino, advogado

João Celestino, advogado

OPERAÇÃO SEVEN – Integra da denúncia do Gaeco contra Filinto, João Celestino, Nadaf, Marcel et alli – PARTE… by Enock Cavalcanti

OPERAÇÃO SEVEN – Integra da denúncia do Gaeco contra Filinto, João Celestino, Nadaf, Marcel et alli – PARTE… by Enock Cavalcanti

Mais uma denúncia abala a melhor sociedade mato-grossense e também a cuiabania. É que o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), comandado pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso, acaba de denunciar 13 pessoas pelos crimes de lavagem de dinheiro, peculato, corrupção passiva e organização criminosa no desdobramento das investigações da “Operação Seven”, que apurou desvios de R$ 7 milhões dos cofres públicos.

A denuncia veio abalar não só por listar entre os denunciados alguns nomes da melhor sociedade cuiabana e mato-grossense, como também por trazer a revelação, a partir de depoimento do empresário Allan Malouf, que comanda uma das mais acreditadas famílias de miliardários da nossa sociedade, e que pontifica como proprietário do sofisticado Buffet Leila Malouf, de que o regabofe que marcou a festa de posse do pretenso moralista e legalista e cada vez mais desacreditado governador de Mato Grosso, o bacharel de Direito e professor Zé Pedro Taques, pode ter sido financiada, em parte, pelo dinheiro sujo proveniente dos negócios nada recomendáveis que teriam marcado a Era Silval Barbosa que, como sabem os mais atentos, nada mais foi que um canto do cisne avacalhado da Era Maggi.

Bem, o fato é que a denúncia do Gaeco começou a explodir, em pílulas, através de saites como o Folha Max e o Midia News, especialistas em fatiarem a notícia para criarem expectativa entre o seu público bovino. Nesta página do E, no anexo, os leitores acreditados do nosso blogue encontram o inteiro teor da denuncia do Gaeco que deve alimentar, com falso estardalhaço, as manchetes destes saites pelos próximos dias. Mas, para quem acessa a PAGINA DO E não tem manipulação da informação.

O fato é que entre os denunciados dessa nova fase da Operação Seven, que apura o desvio de dinheiro dos cofres públicos, por meio da compra fraudulenta pelo Estado de uma área na região do Lago de Manso, aparecem os nomes do médico Filinto Correa da Costa, que já foi secretário de Saúde no governo de Jayme Campos, e seus filhos, Filinto da Costa Junior e João Celestino Correa da Costa, que por coincidência também sempre teve sua atuação profissional muito ligada à do ex-governador Jayme. No rolo também está procurador aposentado Francisco Gomes de Andrade Lima Filho, o Chico Lima, que o grande público não conhecia desponta, desde os inícios dos escândalos da Era Silval, como uma daqueles possíveis espertinhos que se costumam sempre achar um jeito de se cevarem utilizando suas posições privilegiadas junto ao poder. Como falamos da Era Silval também foram denunciados os ex-secretários Marcel de Cursi e Pedro Nadaf, e os presidentes do Intermat (Instituto de Terras de Mato Grosso), Afonso Dalberto, e Metamat (Companhia Matogrossense de Mineração), João Justino Paes de Barros. Para facilitar a leitura, a relação completa é a seguinte:
1) Filinto Correa da Costa – médico
2) João Celestino Correa da Costa Neto – advogado
3) Filinto Correa da Costa Junior – empresário
4) Francisco Gomes de Andrade Lima Filho – procurador aposentado
5) Pedro Jamil Nadaf – ex-secretário da Casa Civil
6) Marcel Souza de Cursi – ex-secretário de Fazenda
7) Afonso Dalberto – ex-presidente do Intermat
8) Luciano Cândido do Amaral – empresário
9) João Justino Paes de Barros – ex-presidente da Metamat
10) Roberto Peregrino Morales – fazendeiro
11) Antônia Magna Batista da Rocha – empresária
12) André Luiz Marques de Souza – empresário
13) Marcos Amorim da Silva – diretor do Sesc em Mato Grosso

2 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 177.193.162.152 - Responder

    Todo poderoso e esnobe esse joao celestino. Mais um envolvido em escândalo. A familia dele deve se orgulhar.

  2. - IP 177.172.18.62 - Responder

    Enfim alguns ladrões não fazem parte da quadrilha de paranaenses que invadiram MT a partir da Era MaGGinários…pelo jeito eles vieram, se imiscuíram com a cuiabania parasita, deram aulas de esquemas e fizeram escola em Cuiabá…

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

1 × dois =