Juiz Yale vê a crise e volta ao antigo Juizado do Planalto

O juiz Yale Sabo Mendes afirmou que tomou a decisão de retornar ao antigo Juizado do Planalto por estar preocupado com a situação em que se encontra, com acúmulo excessivo de processos

DEIXA A TURMA ÚNICA

Yale renuncia e volta para o 5º Juizado Especial
Antonielle Costa

O juiz Yale Sabo Mendes renunciou o cargo de membro da Turma Recursal única, para retornar ao 5º Juizado Especial Cível de Cuiabá onde é titular. O retorno do magistrado foi publicado no Diário da Justiça Eletrônico (DJE), desta quinta-feira (26).

O DJE traz uma publicação em que o presidente do Tribunal de Justiça Mato Grosso, Rubens de Oliveira, onde ele revoga a portaria que havia designado Yale para atuar na Turma Recursal, a partir do dia 1º de agosto.

Procurado pela reportagem, Yale afirmou que tomou a decisão por estar preocupado com a situação em que se encontra o 5º Juizado Especial, em função de ser o titular na unidade.

Ele deve ser substituído por um dos suplentes que foram eleitos no último dia 19, são eles: Francisco Alexandre Ferreira Mendes, Hildebrando da Costa Marques, Mário Kono e Sebastião de Almeida.

Caos nos Juizados

No último dia 16, a reportagem denunciou o caos que se instalou nos Juizados Especiais Cíveis de Cuiabá. Três dias depois, o presidente do Tribunal de Justiça, Rubens de Oliveira, declarou ad referendum do Conselho da Magistratura regime de exceção nas unidades, exclusivamente no que diz respeito aos processos para sentença.

A medida é válida por 120 dias, podendo ser prorrogada em caso de conveniência e oportunidade da administração.

Na mesma decisão, o presidente do TJ determinou a designação de magistrados em número suficiente para participar do trabalho. Os trabalhos a serem desenvolvidos serão coordenados pelo corregedor-geral, desembargador Márcio Vidal.

8 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 177.16.231.91 - Responder

    Boa a volta do yale que em uma decisão esruxula deu um apartamento que nao pertencia a litigante de volta a antiga dona, deixando a REAL PROPRIETARIA de fora desta negociata! ‘E bom que volte para REMENDAR O OCORRIDO

  2. - IP 177.144.230.224 - Responder

    A população de Mato Grosso perde sem esse juiz na turma recursal……..pode apostar que vossa excelência sai aplaudido pelas decisões firme e sempre visando o lado do consumido pode sair de cabeça erguida pois nos que buscamos justiça a encontramos nos seus julgamentos……meu muito obrigado e esperamos que volte ……

  3. - IP 177.41.80.151 - Responder

    Graças a DEus o Dr. Yale volta para o Juizado do Planalto

  4. - IP 189.29.44.69 - Responder

    Cada dia sou mais fã de Vossa Excelência !

  5. - IP 177.17.205.187 - Responder

    E pensar que ele é primo irmão do ” Valerioduto” Gilmar Mendes, olha só a diferença de caráter dos dois, realmente os dedos das mãos são diferentes…

  6. - IP 177.41.84.206 - Responder

    Parabéns ao Dr Yale. Pela Lucidez! Pelo Compromisso! E pela coragem!
    Esta postura deve ser triplamente elogiada. Um Magistrado ao ver o Judiciário na situação caótica em que está, ter a coragem de por a Administração a avaliar suas estratégias! Fascinante.
    Se os JUÍZES AUXILIARES da Presidência e da Corregedoria tivesse a mesma sensibilidade, compromisso e coragem, retomariam suas atividades jurisidicionais e acumulariam, se fosse o caso, as atividades administrativas. Até porque, o Des. Presidente, o Vice e o Corregedor não se afastam de suas funções de julgadores! O que, afinal de contas justifica os Juízes Auxiliares afastados do julgamento das ações em suas Varas originárias?
    O JUDICIÁRIO PRECISA DESSE ESPÍRITO, DR. YALE SABO MENDES. E torcemos para que sua coragem contagie os demais colegas.

  7. - IP 189.74.160.92 - Responder

    Ai tem trêta…
    É só aguardar…

  8. - IP 177.5.84.67 - Responder

    Bom dia! Deus abençoe…

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

quinze + 6 =