PREFEITURA SANEAMENTO

Blaszak chega ao TRE com apoio de OAB, MCCE e Moral

Na semana passada, Blaszak brilhou no Sarau Jurídico pró-Luciana Serafim. Hoje brilha no Diário Oficial da União, com sua nomeação chancelada pela presidente Dilma

Os advogados José Blaszak e Samuel Franco Dalia Junior foram nomeados pela presidente Dilma Roussef como novos juizes eleitorais em Mato Grosso, na cota da advocacia.

André Stumpf Jacob Gonçalves e André Luiz de Andrade Pozzetti serão os juizes substitutos.

A nomeação de José Blaszak como juiz titular representa uma vitória da Comissão de Direito Eleitoral da OAB e das entidades que batalham pela moralidade pública em Mato Grosso – como o Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE-M) e o Movimento Organizado pela Moralidade Pública e Cidadania (Ong Moral), que fizeram gestões e manifestos em defesa de sua candidatura.

O próprio Blaszak tem destaca a importância desta apoio para a sua escolha – ele que, na votação do Pleno do Tribunal de Justiça, ficou em terceiro lugar na lista triplice encaminhada pelo TJ para o gabinete da presidente Dilma. O mais votado pelos desembargadores havia sido o advogado Samir Hammoud (21 votos), seguido pelo advogado Osvaldo Pereira Filho (18 votos) e só então pelo advogado José Luiz Blaszak (14).

Blaszak assume na cadeira anteriormente ocupada pelo advogado Eduardo Jacob, afastado como consequencia das investigações desenvolvidas pelo TRE no âmbito da Operação Asafe, que também resultou no afastamento do então presidente do TRE, o desembargador Evandro Stábile.

3 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 177.0.80.60 - Responder

    Parabéns Blaszak e Samuel. O TRE nunca mais será o mesmo depois dessas nomeações.

    • - IP 189.59.69.195 - Responder

      Blaszak é sem dúvida um nome de respeito. Já o Dalia, pelos posiconamento, notadament o caso Silval-Empaer, não merece a confiança da sociedade.

  2. - IP 189.59.52.205 - Responder

    Chegou o momento de mostrar que a justiça eleitoral e igual para todos. Dalhes Blaszak mostre isso a começar punindo as propagandas abusivas.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

dois + nove =